quinta-feira, 31 de março de 2011

COOKIES DE PEANUT BUTTER EM TARDE CHUVOSA

(foto: Elise Machado)

Tarde chuvosa e preguicenta.
Até os falcões que moram na cobertura em frente estavam com preguiça de sair e caçar, e ficaram horas pousados nas antenas.

Vontade de.... cookie de peanut butter!

(foto: Elise Machado)

Quer a receita? Não podia ser mais fácil.
Fiz assim:
- 1/2 xícara de margarina
- 1/2 xícara de peanut butter
- 1/2 xícara de açúcar
- 1 e 1/2 de farinha de trigo.

Dá pra fazer mais incrementado?
Ah, dá.
Mas por hoje a preguiça queria que fosse assim simplinho mesmo.

(foto: Elise Machado)

Chamei a criança pra ajudar a mexer, depois fizemos bolinhas, achatamos e... forno!!

(foto: Elise Machado)

Ficou boooom!
Ele fica bem amanteigado, esfarelando!
Com café é tudo!

Já  a criança doida quis comer com... geleia!

(foto: Elise Machado)

Da próxima vez eu vou botar pedacinhos de chocolate na massa.
O chocolate derrete um pouquinho e .... hummmmmmmm!

Animou a tarde!

O GUARDA-ROUPA MASCULINO

Esse post vai brincar de ser serviço de utilidade pública!
Porque os "meninos" andam precisando de dicas sobre como se vestir, né?!

Bom, eu sou uma garota simples, e de gostos simples (ahãn, rs)
Então vou dar o mapa da mina simples do que um cara tem que ter no guarda-roupa:


Um jeans com ótimo corte, e uma camiseta branca, de bom caimento.
Sóóóóóó???

Bom, só não, mas já é um bom começo.
Tá bom que nem todos ficam tãããão bem de camiseta e jeans que nem Mister Beckham aí (mas aí tem o fator hot body, óculos aviador, e tatuagens, que ajudam, rs), mas fica bem em quase todos - dos mais altos aos mais baixos, magricelas ou mais pançudinhos...

Explico.


Tudo começou com James Dean e sua motocicleta, rs.
E seu combo "jeans+camiseta".
Ou talvez tenha sido Marlon Brandon. Ou Tom Cruise em Top Gun.
Fato é - a roupa é simples, mas cabe em quase qualquer ocasião (inclusive, se o lugar ou evento for mais arrumado, é só jogar um blazer aberto por cima).


Mesmo os magricelas ficam bem - é só não botar uma camiseta muito ajustada, que vai marcar demais a figura.
Uma gola com corte em V é mais do que bem vinda. Só não pode ser um V muito profundo, que dê pra ver os pelos do peito, rs.


Depois é só complementar com óculos escuros, uma jaqueta ou camisa xadrez aberta por cima, se estiver frio, ou um blazer (como eu disse) se a ocasião for formal.
Com tênis de couro ou coisa assim.
Quem sabe um All Star de couro, pro dia, pra ficar mais cool?

Então, não inventa! rs
Usa o básico e arrebenta!

Os que não estão com a barriga em dia podem usar também - desde que se lembrem de não colocar pra dentro da calça (camiseta pra dentro da calça só pra quem não tem barriga marcando esticada em cima, senão fica igual ao Faustão).


O bom dessa combinação é que você pode usar um milhão de vezes, que a roupa não fica "marcada'"(ou seja, não parece que você só tem essa não. Isso só acontece com essa combinação).

E depois que você dominar a arte da camiseta branca, pode se aventurar a uma preta ou cinza lisa.... ;)

Bom, agora que você já tá "na manha", e pensando consigo mesmo "pô, quem me dera saber que era simples assim antes...", se liga nos errinhos mais comuns que os homens cometem ao se vestir:

- camiseta com estampa. Muito difícil de coordenar e só praqueles que sabem se vestir muito bem, pra não ficar com cara de vendedor de loja de surfwear, ou pé rapado. Então, se seu nível de fashionismo é iniciante, opte por camisetas lisas mesmo.

- camiseta pra dentro da calça. Só rola se ela não ficar esticada, sabe como? Só um pouco pra dentro da calça. Ou só na frente. E só se não tiver barriga marcando acima.

- calça jeans clara. Só é maneiro se você estiver numa festa anos 80, ou for fashionista de nível 4 (que vai saber usar). Fora isso, escolha uma lavagem mais escura.

- esqueça as camisetas de time. A não ser em dia de jogo, rs. E a não ser se for uma camiseta oficial, de um time internacional foda. Sair pra jantar com a mulher vestindo camiseta do Flamengo, não dá, rs.

Aprendeu, papudo??? rs

AVACALHAÇÃO


"Tanananananãnnnn!!"

O caminhão do gás passa, na rua aqui de trás, tocando Für Elise esporrando na caixa de som.
"É o gás na sua porta!"

O alto-falante anuncia.
E segue tocando Beethoven, em versão caixinha de música desafinada.
A música de sua amada imortal.
A música que considero a minha música, desde bebê.

Que merda.
Aposto que minha mãe não previu isso, quando escolheu meu lindo nome, 35 anos atrás, rs.
O maestro está corcoveando na cova agora....

quarta-feira, 30 de março de 2011

IT SUCKS!

(imagem: reprodução)

Todo mundo ontem viu aquele discursinho absurdo da feminista, aconselhando às mulheres que não dessem mais "de quatro", pois era aviltante e mais um monte de abobrinhas, né? (não viu? Veja aqui)

Na hora pensei em escrever um post sério sobre, esbravejando e tal... mas depois, né, tem coisas que são tão babacas que viram risíveis. E nem vale à pena discutir sério sobre elas.

Assim pensava eu.
Até lembrar do papinho de um conhecido, que dizia que gostava pacas da posição - só não comia a mulher dele assim!! rsrsrs
Bom, pior pra ele e pra otária da mulher dele, certo?
A gente não tem nada com isso.
Mas é bizarro ouvir, em pleno 2011, um cara jovem mandando aquela de "mulher de casa, mulher da rua".
Aff!
Passo mal, rs.

Uma pena pois, como disse um amigo meu ontem "Essa é a posição preferida dos Deuses do sexo!!! A curvatura da bunda da mulher(até as mais desbundadas) se acopla perfeitamente a pélvis masculina!!!"
Eu achei sensacional, e a mais pura verdade!

Eu tinha um outro amigo anglófilo que era tarado em seios, e dizia que brasileiro era muito burro de ter tara em bunda - porque de quatro, qualquer mulher ficava com o maior bundão!!! hahahaha

E agora, me vem uma mocoronga mal-comida inventar essa?
E ainda espinafrar o sexo anal, o oral... vem cá, essa vaca f... como?!
Desculpe a grosseria, mas é verdade!
Ela usa lençol da castidade? Aquele com buraco??

Na entrevista ela aconselha as mulheres a sempre ficaram por cima, e olhar os homens nos olhos.
Sempre???
Amiguinha feminista que não trepa regularmente - dói as coxas, fia!
É show de bola, mas... toda vez? Toda??

Mesmo naquele dia em que tu tá inchada da TPM, e a posição não te beneficia, pois sua barriga vai ficar meio dobrada?
E seus peitos estando inchados vão balançar de forma nada elogiosa??!

Olha, até que pra uma feminista essa daí não entende nada de mulher!
Uma mulher feminina, (e não feminista) até aconselharia as amigas: ó, se você tá muito gordinha, só fica por cima se estiver meia luz, gata! Senão o negócio vira a visão do inferno! rs

Era só o que faltava, nego agora praticar sexo politicamente correto! Burocratizar e politizar a coisa!
Parece até que o casal vai pra cama pra brigar por poder, ora bolas!

terça-feira, 29 de março de 2011

O ARREBATAMENTO

(imagem: reprodução)

(Calma, apesar do título dúbio, te juro que não me converti a nada, rs.)

Conversava longamente com um amigo querido, e falávamos sobre o de sempre, e que move o mundo: relacionamentos.
A coisa homem-mulher, pegada, machos-alfa, o que querem as mulheres, o que querem os homens e tals.

O papo foi enveredando pra relacionamentos problemáticos - com brigas, vai e volta, drama - e sobre porque algumas mulheres se metem nessas histórias complicadas.
E aí eu tive um insight.

A culpa é do arrebatamento!!!

Sabe aquela pergunta sobre o que querem as mulheres? Pois é isso.
Não é a pegada.
Não é o macho-alfa.
Isso são caminhos pra se conseguir o arrebatamento.
Aquela sensação.
E algumas vezes, o caminho que leva ao arrebatamento pode ser meio errado....

(Porra, Elise! Dá pra explicar o que você quer dizer com arrebatamento, caceta?!!!
- Calma, eu ia chegar lá, rs.)

Por que você acha que a maioria das mulheres assiste filmes românticos, lê livros água com açúcar, ou fantasia com os caras mais estapafúrdios?
Por que elas ficam obcecadas com homens com pegada, ou com supostos machos-alfa?
Você acha que essas coisas não tem correlação entre si?
Engano número um!
Claro que tem!

Até a mulher mais cínica (oi!), mais pé no chão, menos melenta e romântica tem lá sua fantasiasinha secreta!
E essas fantasias todas levam ao anseio pelo arrebatamento.
Vejamos os significados (não bíblicos! rs) da palavra:
"estado de enlevo. Ser tomado de assalto, repentinamente. Deixar-se dominar. Perder-se para a empolgação."


A palavra já diz: é ser envolvido (física e emocionalmente) de forma contundente.

E é esse o "X" da questão.
Porque as pessoas reclamam dos relacionamentos mornos (mesmo os bons)?
De virar "amiguinho"?
Falta esse enlevo, esse acelerar de coração, esse ser preenchido completamente pelo outro!
É a emoção do toque, é o efeito "ímã"

E, claro, algumas pessoas (principalmente as mulheres) confundem isso com o "drama".
Com o desgaste emocional (mas que gera alguma fagulha).
Algumas confundem com violência. Com ser submetidas de outras formas.
Algumas confundem com o desejo puro, e se envolvem com cafajestes.

Então, cuidado!
Cuidado pra não deixar essa carência reger a sua vida!
Sentir-se arrebatado e/ou desejar isso é ótimo.
Ficar namorando/casado com alguém por quem se tem uma atração "mediana", "morna", banal, pode ser frustrante sim.
Mas sair com o primeiro "Zé Pilintra" que aparece pela frente, só pra sentir alguma coisa emocionante também não é a solução!
Voltar pro namorado que te embolacha, só porque depois tem o sexo furioso de reconciliação (que é bom, claro!), não é a solução!

Agora, ficar a vida toda sonhando em se sentir assim, e continuar com o zé arruela do teu marido também não é, viu!
Achar seu namoro bem "marromenos", e continuar só pra não ficar sozinho, também não é.
Viver à base de sexo burocrático, idem.

A vida é curta pra você perder tempo num relacionamento boring, só por acomodação, medo de ficar sozinho e tals.
Ainda mais se te corrói a vontade de sentir algo mais.

Você sabe do que eu tou falando.
Quando sua boca fica seca, e seu coração acelera de uma forma quase dolorosa, e você quase sente um embrulho no estômago de nervoso.
Ao mesmo tempo em que precisa colocar a mão na pessoa, ou fazer ela rir.
Quando o cheiro dela te deixa maluco, e a voz dela te provoca arrepios.
Quando você esbarra nela, e parece que levou um choque de mil volts, e seus pelos do braço se eriçam.
E você começa a se sentir com calor, e quente nos lugares mais inapropriados.
E quando ela te segura... seus ossos parecem ter virado borracha, e você se transforma em argila macia nas mãos dela....

Arrebatamento.
Recomendo ;)

GINGER FALA...

(Foto: Elise Machado)

"Irmão, volta logo pra casa!
Eu tou com muita 'sodade'!"
Gingerbread.

PS: tou indo buscar Ja-Jack daqui a pouco no vet
*dancinha*
*dancinha*

Obrigada pela força de todos, e todos que mandaram mensagens e pensamentos bons, viu?
Meu negão tá voltando pra casa.
Que nem um franguinho desossado, mas tá, rsrs.

DELÍCIA!


Provei o McFlurry de Mini Bis ontem!

Aff!
Quem foi o gênio que pegou Mini Bis (a coisa mais gostosa do mundo!), e resolveu botar no meio do sorvete??!
Deveria ganhar um prêmio Nobel...

Delicioso demais!

segunda-feira, 28 de março de 2011

GOTINHAS DE FELICIDADE

(foto: Elise Machado)

Vamos tentar animar, porque, né?

Daí que, nessa confusão toda, nem contei que comprei o vestido do próximo casório!!!
Comprei na quinta.
Já tinha escolhido um vestido daqueles que você não usa nunca mais na vida (sabe como é?), lindo, mas com cara de casamento mesmo.
Aí fui ao shopping com a criança e bati o olho num da Dress To.

Liiiindo e... usável depois!
Como esse casamento vai ser diferente, chiquérrimo e bem low profile, cabe usar uma produção mais moderna ;)

Não vou mostrar ainda - só depois, no corpo. Mas ele é um acinzentado-bege com detalhes em preto, tomara-que-caia, justo e rodado embaixo.
Tou pensando em usar complementos contrastantes, vamos ver....
Mas eu fiquei feliz com ele!

(foto: Elise Machado)

E a outra gotinha de felicidade do dia fica por conta da.... Maela!
Minha irmã gêmea perdida virtual, tarada e maluca que eu amo!

A doida foi pra Disney com a família, e ao invés de focar no Mickey e esquecer da vida... lembrou de mim!
Eu mereço tanto carinnho?!
Trouxe uma peanut butter (a minha favorita!), e me mandou pelo correio.
Ah, é.
Porque ele mora em Santos, eu no Rio e a gente nunca se viu, rs.
Bom, só em sonhos, rs.

Má, AMEI o presente e mais ainda a lembrança!
Veio a calhar pra me fazer feliz, viu? :)

O ABSORVENTE MAIS CARO DO MUNDO


Tou devendo a explicação de tanta  tristeza.
Foi o Ja-jack.
Pra resumir bem a história (que dava uma novela), já que eu tou desgastada pra contar: ele começou a sentir dores e reclamar, não sabíamos o que era, suspeitamos de coluna e ficamos a quinta e a sexta fazendo exames.
Sexta à noite, depois de ultra, radiografia e o cacete à quatro, foi decidido fazer uma cirurgia de emergência nele - o estômago estava inchado e obstruído.
Dei uma mini-surtada - dá pra aturar desamor de pai, brigar com amigo.., mas não mexe com meus caninos que tira meu chão!
Fico boba, chorosa...

Enfim. Para minha surpresa, tiraram um absorvente de dentro do estômago dele (e mais um pedaço de coleira e outras coisas!).
Ele engoliu inteiro.
Surreal, eu sei - também estou chocada até agora!
Como ele fez isso, não sei - não deixo pacotes de absorventes pelo chão, nem em lugares acessíveis. As portas dos armários debaixo das pias ficam fechadas;

Ele tem o histórico de engolir coisas, inteiras, sem mastigar e as coisas mais improváveis.
Mas nunca tão grave.
Nem vou entrar no mérito do que ele engoliu - tendo culpa direta ou não, já estou me sentindo culpada o suficiente.
E seria cômico, se não fosse trágico.

O que me importa é que ele está reagindo bem, mas ainda inspira cuidados.
E deve voltar pra casa (se tudo der certo) amanhã ou depois.

Mas nem tou contando isso pra chorar minhas pitangas não.
Aliás, obrigada a quem mandou forças e pensamentos positivos :)
Apesar de tanto estresse e desgaste, estou confiante que ele vai se recuperar.

Tou contando por outro motivo.

É uma coisa que fiquei pensando, que não saiu da minha cabeça.
- Cachorro de pobre deve morre -

Explico.
Claro que quando um bichinho que você ama como um filho fica doente, a última coisa que você pensa é dinheiro.
Assinei sem nem olhar as coisas na clínica.
Depois dá-se um jeito.

Mas a gente dá um jeito; se fode mas dá.
E quem não pode mesmo??
Porque ele ainda está internado e a conta do vet já está em 2.000 reais... e eu nem acabei de pagar tudo da Ginger...
Imagina o desespero que deve ser, o teu bichinho precisar de tratamento, e você não ter de onde tirar??
Não gosto nem de pensar nisso.

Não é que eu não ache justo; tenho amigos queridíssimos vets, e acho que eles inclusive deveriam ser mais reconhecidos e remunerados.
As clínicas é que ficam com a maior parte.
Sendo assim, precisava ser tão caro?

Olha, seria bom se existisse plano de saúde canino (um bom mesmo)
Pra gente que nem eu (que só se fode nesse quesito)!
Porque, né, cachorro de rua não tem porra nenhuma, mas os meus...
Tem gente que esquece cachorro no quintal, dá ração vagabunda, mal dá vacina, não tira o cachorro de lá nem na chuva, e os bichos estão na boa.
Os meus são tratados melhor que gente, cheios de atenções, comem melhor que nós e... só me arrumam encrenca!

Bom, só sei que estou pagando pelo absorvente mais caro do mundo no momento (rs), mas felizmente nem de longe essa é a minha maior preocupação (embora seja também).
Fico com dó mesmo é dos muitos que não tem essa sorte....

sábado, 26 de março de 2011

REFLEXÕES MELANCÓLICAS DE UM FINAL DE SEMANA QUE TINHA TUDO PARA SER BOM. MAS NÃO FOI.

(imagem: reprodução)

Quando eu era criança, eu não entendia a gravidade das coisas.
E se tinha uma coisa de feliz nisso, é que eu superava tudo pelo simples fato de não dar mais importância às coisas do que elas realmente tinham.

A gente costuma olhar em volta e dizer: céus, quando é que tudo começou a ficar tão difícil?
E a resposta é simples.
Não ficou.
Na verdade não é a vida que ficou mais complicada e difícil - nós é que envelhecemos.
E não importa se o seu envelhecer é de 30, 40, 50, ou 60 anos.

Simplesmente a sua tolerância e resistência à sobreviver é que vão se esvaindo.
Estou ficando piamente convencida, inclusive, que os idosos não morrem de velhice, doença e tal.
Eles se cansam.
Eles desistem de lutar.
De repente, a sensação de dar murro em ponta de faca, que te assolava há 20 anos, fica demais.
Game over.
Chega, não aguento mais, e aí me despeço.

O famoso "pára o mundo que eu quero descer".
Acho que é isso.

Porque, veja, as coisas sempre são difíceis.
Sempre.
O que muda é a forma como reagimos a elas.
Como lidamos com elas.

Se você olhar pra trás, vai perceber que sobreviveu a coisas inomináveis e incontáveis.
Eu sobrevivi.
Tanto e tantas vezes, a coisas que hoje me assustam só de lembrar, que me espanto de coisas menores terem tanto poder sobre mim, agora.
Pode-se dizer que eu sou praticamente um GI-Joe em sobrevivência.

E não estou nem falando das coisas psicológicas não.
Tou falando inclusive de sobreviver a coisas físicas e reais - como assalto dentro de casa, com arma na cabeça, e tomar pedrada até ficar com o pescoço paralisado, em arrastão.
E, tá lá.
Passou.
Passei.

Então não está mais difícil - estou mais velha.
Mais cansada.
O dragão que eu enfrentava ontem cheia de disposição, aquele pra quem eu ria e dizia: "vem!Vem!", hoje está me ganhando.
Me batendo feio.

É o cansaço.
Emocional.
Acho que quando somos muito jovens, somos muito heróicos.
Somos dispostos a brigar com o mundo pelas coisas.
Somos capazes de dar uma reviravolta só pelo prazer de contrariar.

Me aconteceu isso, assim e assado?
Pois toma! Vou dar um jeito.

E hoje.... quando as tempestades chegam (não aquelas lindas e deliciosas que eu tanto amo, as tempestades da vida mesmo), ao invés de fazer bravata, ao invés de assombrar o mundo com meu espírito indômito.... eu me curvo.
Me dobro.
Sucumbo.

E não quero, veja bem.
Odeio isso.
Odeio não estar otimista.
Odeio a fraqueza, odeio, odeio!!
Seja minha ou nos outros.
Sou uma pessoa terrível, que não perdoa os fracos.
Os menos aptos.
Os que não se adaptam.

Não quero estar tão cansada.
Não quero pensar "de novo?"
Mas também não queria só sobreviver, pôxa!
Cadê o viver??

Será que o universo nos coloca à prova quantas vezes?
Que porra de karma é esse, que eu tenho que mostrar que aguento over and over again???
Já não deu? Não tá bom?

A vida pode ser gentil comigo agora?
Porque, na boa, ela não é.

Não se iluda com as minhas histórias de felicidade, de família, de humor.
Isso é tudo que eu escolhi fazer e ser.
Escolhi.
Nada veio de mão beijada.
Nada.
Nada teve a ver com sorte.
Nada.

Nem amor, nem casamento, nem vida familiar, nem trabalho.
Nada.
Tudo escolhas agarradas com unhas e dentes.
Decisões tomadas conscientemente, e muito, muito esforço pras coisas darem certo.
Pra chegar até aqui.
Feliz?
Claro, há felicidade e muita.
O tempo todo.
Mas por que foi escolhido assim.

Foi escolhido sempre olhar o bright side.
Não importando a merda que desse.
Viver o apesar de....

E aí você envelhece um pouquinho mais e... cansa.
E além de lidar com o problema e com o cansaço, ainda lida com a raiva e a frustração, de não estar reagindo tão bem à situação.
Você se cobra muito?
Eu sim.
Muito, muito, muito.
E quando não reajo de acordo com meus padrões de comportamento, que eu mesma estabeleci, fico puta da vida.

E é isso agora.
Cansaço.
Raiva.
Vontade de reagir, de reagir ao todo, mas faltando força.

Pra expulsar um mau momento.
Com medo dessa temporariedade que tá virando permanência.

E não, o universo não tá dando respiro.
Mas também as coisas não estão tão mais difíceis assim.
O que há é uma combinação de coisas.
Uma baita falta de sorte.
E nós já velhos demais pra continuar a achar graça nela.

sexta-feira, 25 de março de 2011

BOM FINDE!


Sexta.
Ô, alívio!

Vou passar meu finde trabalhando direto (traduzindo) e cuidando de Ja-Jack, que não está muito bem.

Mas nem tou reclamando - fora isso, tá tudo bem.
Vou curtir ficar em casa, e tentar descansar nos intervalos.

Que o seu seja show!
Beijas.

quinta-feira, 24 de março de 2011

VIBRADORES E VIBRAÇÕES


- Filha, não fica dizendo no blog que tem chicote.....
(risos) - Ah, mãe.... por quê?
- Não pega bem. O que as pessoas vão pensar?
- Mãe, mas é um pequeno... de brincadeira. E não tem nada demais; hoje em dia isso é super comum. Todo mundo tem essas coisas. É só de farra...
- É?
- Por exemplo, a fulana (que ela conhece), tem coleção de vibrador. Todo mundo tem uma coisinha!
- Coleção??
- É... ela usa com o marido, eles acham legal. Bacana, né?

Outro dia, tendo essa conversa com a minha mãe, cheguei à conclusão que o problema devo ser eu - eu é que acho a maioria das coisas sobre sexo tão natural.
Só pode.
Devo ser eu, né, porque nego encana com umas bobices... (não você, mãe! Nem contei no diálogo que depois você ficou interessada em saber da coleção de vibradores, rs).

Nesse mesmo dia, estava assistindo um episódio do "Papo calcinha", quando de repente uma das meninas começou a contar que nunca se masturbou.
Péra lá!
Caceta, a mulé com mó cara de rodada (grosseiro, mas verdadeiro), e me manda uma dessas?
Uma coisa básica assim??

Sei lá se acreditei, ou se era combinado na pauta, pra dar assunto.
Pô, como pode a mulher com quase 30, sexualmente ativa, que nunca....

Daí lembrei como essas coisas de sexo são confusas pra algumas pessoas, e como pode acontecer esse tipo de coisa: mulher casada há anos que nunca gozou, mulher de meia idade que não gozou nunca, não sabe nem como é, outras que sonham em serem comidas de quatro (história verídica! Triste que algo tão básico seja o sonho da vida de alguém!) e por aí vai...

Sabe o que eu acho?
Que deveria ter terapia sexual (na verdade tem né, mas ninguém vai, rs)

Eu faço terapia com as amigas, rsrs
É mais barato.
Quando alguém faz alguma coisa diferente, sabe de algum causo estranho, bota na roda.
Se alguém tá com algum estresse sexual também.
A gente até brinca, que nosso grupo mais íntimo de amigos é a maior putaria - todo mundo sabe quem come quem e como, rs.
E os papos sempre acabam em cu, hahahahaha.

Mas é bom, sabe?
Respeito quem não é de falar no assunto, claro (embora ache que há algo errado se a pessoa tem pânico de sequer tocar no assunto)
Mas é bom não se sentir sozinho no mundo, nesse departamento.
Saber que outras pessoas às vezes se angustiam com as mesmas coisas.
Ou que você está dando importância demais a coisas bobas.
E até pra saber o que tá rolando de novidade, hehe.

Falar sobre alguma coisa com quem você confia, tira o peso dela.
Banaliza (no bom sentido).

Então, eu posso não ter a coleção de vibradores (rs), mas é bom saber de quem tem.
É ótimo saber que as possibilidades existem e estão aí para serem experimentadas.
Porque, como diria a Vani, no filme dos Normais, a gente vai envelhecendo e cada vez mais vai caindo a frequência do sexo
(é triste, mas verdade!! rs. Não existem muitas velhinhas de 80 anos taradonas! rs)

Então, não desperdice! rs
Que o que se faz hoje seja bom!
Bom não, espetacular!

Cada dia melhor!
E que se explorem todas as possibilidades.
Já pensou que você só ir lá e...  , fazer de qualquer jeito, pode não ser suficiente??
E você nem saber o que está perdendo????
Que pode existir muito mais sexo sensacional "entre o céu e a Terra do que sonha nossa vã filosofia"?? rs

quarta-feira, 23 de março de 2011

COBERTOR CANINO


Eu detesto dormir sozinha.
Veja - eu uso a palavra detesto.

Passo a noite rolando pro outro lado da cama, sem ter onde me "escorar". Tenho pesadelos (Freud explica, rs). Acordo com sensação que tou caindo.
Uma merda retumbante!

Dormir com a criança é fora de cogitação - ô bichinha agitada!
Ela faz o Kung Fu Panda, e me caceta a noite toda! rs
Então, quando a pessoa marido vai viajar (como hoje, que está em São Paulo e só volta amanhã), o que me salva?
Meus caninos!!


Bom, se você tem nojo dos seus cachorros, ou acha um absurdo caninos na cama... que bom pra você!! rs
Eu respeito, mas penso diferente.
Jack e Ginger quase não vão na rua e tomam muitos banhos (na verdade são mais limpos do que muita gente que eu conheço. Prefiro dormir com eles do que com muitas outras pessoas, rsrs).
Soltam poucos pelos.
E são tão... quentinhos!

Me desculpem os donos de outras raças - acredito que devem existir muitos caninos bons de se dormir junto.
Mas os Dasch são imbatíveis!!

Eles dormem quietinhos, feito bebês.
Tão companheiros.
E são compriiiiiidos e pequenos ao mesmo tempo - quase uma bolsinha térmica, hahahaha

E é assim que eu vou dormir hoje - com um esquentando minhas pernas, e outro apoiado nas minhas costas.
E agora dá licença, que só de falar nesses fofos me deu saudade.
Vou ali tacar-lhes umas beijas!! rs

terça-feira, 22 de março de 2011

AS "AMIGA DAS AMIGA"

(foto: reprodução de Um ano sem Zara)

Imagine uma fashionista.
Ou melhor, uma fashionholic compulsiva, rs.
Que de repente se viu com o armário entupido de roupas e... zero no saldo bancário.
O que fazer?
Pois a Joana resolveu se dar um ultimato - nada mais de compras.
Por... um ano!
Difícil, pra quem tanto compra?
Bom, quase impossível.

Se não fosse a ideia de tornar a coisa um blog.
E provar pra si mesma que é capaz de se vestir por um ano só com o que já tem no guarda-roupa, e que dá pra ser criativo.

Assim nasceu o Um ano sem Zara (e sem Maria Bonita, sem Urban Outfitters.... rs).
Eu fiquei sabendo, pois conheço a Jô de vista - ela é amiga da comadre Déia.
As duas trabalharam juntas um tempão, e a comadre veio correndo me contar do blog, sabendo que eu ia gostar da novidade.

Agora eu entro todo dia no blog, só pra ver que solução fashion a Jojo conseguiu pra mais um dia usando as mesmas coisas...
Já pensou você, um ano sem comprar nada pro guarda-roupa?
Vai lá se inspirar!!!

ESTAR CERTO COMPULSIVAMENTE


Eles conversavam numa roda de amigos.
E discutiam (amigavelmente) sobre alguma coisa.
Ela defendia um ponto:
- Eu acho que a coisa é assim e assado, e tal.
Ele argumentou:
- Não, a coisa é desse outro jeito, por isso e por isso.

Ela parou e pensou um minuto.
- É... ok, você tem razão. A coisa é desse outro jeito mesmo, eu não vi antes.

Reparou que um amigo (que os via pouco) arregalou os olhos como pires.
Perguntou ao amigo espantado:
- O que foi?
- Ah, bom.... é que eu não estou acostumado a ter razão. Na verdade, minha mulher nunca me deu razão assim imediatamente, sem discutir antes. É estranho ver um casal chegando num consenso assim.

Ela ficou matutando aquilo.
Acontece que ela achava aquilo uma coisa tão banal, que ficou cismada de ter impressionado tanto o amigo.
Se você emite uma opinião, e outra pessoa te dá argumentos que te convencem imediatamente do contrário, de forma plausível, por que ficar argumentando?
Só pra ter razão?
Ou pra não admitir que o outro tem?
Ou que errou?
Ou será apego à própria opinião (ainda que equivocada)?
Ou pra não dar o braço a torcer?

Ela achou aquilo tão bobo...
Na verdade, continua achando.

As pessoas querem sempre tão freneticamente ter razão...

segunda-feira, 21 de março de 2011

SEGUNDA, DIA INTERNACIONAL DE MURPHY

(foto: Elise Machado)

Lei de Murphy: se alguma coisa tem a mais remota chance de dar errado, vai dar. E no momento mais inoportuno.

Segunda-feira é dia de Murphy.
Dia em que a realidade nos atinge feito um muro de concreto.
Você passa uns dois dias sem pensar em trabalho, fingindo que não há problemas.... e aí vem a segunda e te dá essa porrada, que é pra ficar esperto.
*suspiro*

Dizem que sono em excesso é sintoma clínico de depressão.
Olha, não sei se é depressão ou só TPM mesmo, mas a minha vontade é a de entrar debaixo do edredom, e só sair daqui a 2 meses, sabe como é??

Tem vezes em que ficar lutando, lutando, brigando, batalhando, cansa.
Será que não dava pra, pelo menos por um tempo, as coisas acalmarem, estabilizarem e a gente só ir na flauta???
Parece que não há descanso, né?

Talvez seja o ritmo e estilo de vida que eu tenho, sei lá.
Mas eu adoraria, pra variar, ter a mesma rotina tranquila por uns meses!
Ou um ano!
Fazer o mesmo trabalho aborrecido e autômato todo dia, mas não ter surpresas.
E aquilo ser só um trabalho, e não te preocupar mais do que aquelas horas.
E você ter tempo pra viver, ao invés de ficar desenvolvendo táticas e planos e estratégias, como num eterno jogo de xadrez - qual será o próximo passo?
Não aguento mais esse jogo de xadrez.

Eu queria saber pelo menos onde vou estar daqui a um ano.
Bolas, não sei onde vou estar nem amanhã!
Cansa.
É bom, é excitante, eu escolhi assim e na maior parte do tempo, eu gosto.
Mas cansa.
Estou cansada.
Cansada de cabeça.
Cansada de coração.
Acho que preciso de umas vitaminas...

Viu?
Tem dias em que eu tou tão errada, tão estranha, de tão mau-humor, que era melhor nem escrever.
Mas fico com remorso.
De não ter assunto.
De não ter vontade de falar.

Dias como hoje, em que me falta um saco de areia pra dar umas porradas.
Que eu consigo ofender 352 pessoas antes do café da manhã, rs.
Que eu imagino como torturar meia dúzia com requintes de crueldade, pelos motivos mais bobos.

Antes que eu rosne, vou me calar, rs.
E como hoje é um daqueles dias,de raiva, de chatice, de cansaço de tudo, vou tomar mais tarde essa cerveja irlandesa com o B.
Comprei pra experimentar, já que era irlandesa e eu fiquei inspirada com o St. Patric's Day de semana passada.
Então acho que vou abrí-la hoje, só por causa do nome.
Pra comemorar mais um dia de Murphy.

MEUS EMBALOS DE SÁBADO À NOITE

Eu nasci em 1976.
Então era muito pequena quando foi lançado "Os embalos de sábado à noite" (1977) e nos anos seguintes, quando ele fez fama..
Naquela época (pela maior parte dos anos 80) era assim: ou você via o filme no cinema, ou esperava até passar dublado na tv.
Não tinha video-locadora, nem dvd, nem baixar filmes.
Então, em criança, eu nunca tinha visto Os embalos. Até porque, por ser de conteúdo pesado, a Globo não gostava muito de passar. E acho que minha mãe não deixaria ver mesmo, rs.

Mas eles passavam exaustivamente "Os embalos de sábado à noite continuam" (Staying alive).



Então pra mim, esses Embalos "2" é que eram os verdadeiros embalos!
O grande filme do Travolta!! rs

E como eu amava esse filme - garota da "geração Flashdance", que fez anos e anos de aulas de jazz, não tinha como amar mais!
Diferente do primeiro, Tony Manero nesse vira bailarino profisissional.
Então o filme tem dança do começo ao fim, ballet moderno, nada daquela porcaria enjoativa dos anos 70.

Qual não foi minha surpresa, quando anos depois eu descobri que os meus embalos eram considerados um "filme menor", ainda mais perto do primeiro!
Fiquei arrasada!
Como podiam achar isso??
Um dos meus filmes da sessão da tarde mais queridos, onde o "gênio" do Travolta dançava como um anjo?? rsrsrsrs

Essa sequência de dança que eu botei o vídeo aí, era uma das minha músicas favoritas "We dance so close to the fire"
Acabou que quando eu fui efetivamente assistir aos Embalos 1, pra ver do que todo mundo tanto falava, odiei.
Como que aquele filme melancólico, chato, com músicas bregas podia superar o meu filme favorito??
Cadê as sequências de ballet?
Cadê as bailarinhas, o corpo de baile?
Cadê o Travolta mega marombado, dançando mais que o Patrick Swayze???? rsrsrsrs

Bom, sei que os Embalos 2 continuam um dos meus filmes-ruins saudosistas de pré-adolescência favoritos.

E que eu não vou gostar nunca-nunca-nunca dos Embalos 1.
Por mais que se enalteça ele.

sexta-feira, 18 de março de 2011

NA MINHA ÉPOCA ERA SADOMASÔ.... RS

(imagem: reprodução)

Uma amiga minha veio me contar um causo de uma transa BDSM que ela teve com o rolo dela.
Ou ex-rolo, agora, rs.
Eu acho graça - na minha época se chamava S&M - sadomasoquismo e pronto.
Independente de quem amarrava quem, se rolava tabefe ou não.
Hoje tem que ser politicamente correto até com sacanagem - tem que cobrir todas as categorias: bondage e  discipline (B&D), dominance e submission (D&S), e sadism e masochism (S&M). 
Tudo isso virou o tal BDSM.
Que pra mim nada mais é do que.... a boa e velha putaria, rsrsrs.
Mas enfim.


Essa amiga é metida a moderna, mas no fundo é ultra normal (sorry, gata! rs)
E aí que ela começou a sair direto com um carinha também metido a moderninho.
Claro que depois de alguns meses, ele veio com essa de sadomasô.
No começo ela amou - tapinhas na bunda (quem não gosta?? rs), puxões leves de cabelo (puxar cabelo é uma arte - tem que ser com a mão toda e na nuca. E é puxar, não arrancar, feito uns mongolóides fazem, rs) e coisinhas leves assim.
Então ela achou ok quando ele pediu pra amarrar ela.


Mais um joguinho inocente pra apimentar, certo?
Bom, mais ou menos.
Ela esperava que o cara soubesse o que estava fazendo, e trouxesse uma algeminha acolchoada, um lenço, ou coisa assim.
E a anta me aparece com uma corda tosca, que esfolou o pulso dela.
Pior - depois dela amarrada, o metidinho quis botar banca de entendido no negócio e ultra cool, e começou um papinho de que "agora seria o DOM dela" ("Dom" é de dominador, por favor, não gargalhem, rsrs), e passou 2 horas e meia provocando a pobre, depois gozou em cima dela e não deixou ela terminar. 
E ela pedindo pra ele parar.
Ela ficou furiosa!
Disse pra ele que essas coisas tinham que ser combinadas, pra ninguém acabar fazendo o que não gosta (concordo com ela), e que ela achava meio ridículo essa encenação sadomasô exagerada.


(só uma pausa aqui - ela contava e eu ria. Porque né, essas coisas tem que ser muito de leve e sutis, senão ficam caracterizadas e começam a virar um clichê pastelão mesmo, rs. Imagina a cena - ela amarrada, puta da vida, com o tonto se fazendo de dominador?? hahahahaha)


Ele cortou ela, disse que ela estava sendo careta, e que não entendia nada de BDSM, e mais um monte. Tirou a maior onda com ela.
Diz ela que pensou: "ah, é? Deixa que eu te curo!"


E na semana seguinte, avisou que tinha uma surpresinha pra ele, e pediu pra algemá-lo.
O tolinho deixou.
Peeps, ela conta que ele estava todo amarradão, esperando ela vir do banheiro, crente que ela estava vestida com algum corset ou coisa assim, e que iria provocá-lo.
Pois ela me aparece com um chicote.
E não um chicotinho de couro macio (como o que eu tenho, rs) - não!
Um daqueles duros, tipo palmatória, sabe como??


Começou a tirar a cueca dele, virou ele de costas e ele começou a suar frio:
- Gata... que é isso? Assim não....
- Cala a boca! - e vapo! Toma lambada na bunda!
- Ai, porra! Pára com essa merda! Isso não é engraçado!
- Engraçado?? Hoje eu sou a sua dominatrix, esqueceu?? - e mais lambada!
- Isso é coisa de viado porra!! - ele gritava - Pára de me chicotear, sua vaca!!
- Vaca???? - e toma, toma, toma!


Ela sabia que nem estava doendo, mas que o barulho do negócio batendo na bunda era bem constrangedor, rs.
E ela só deu umas 6 palmadinhas nele.
Ele fervia de raiva.
- Não tou achando a menor graça!!!
- Ué! Deixa de ser careta! - ela provocou - Você não é o tal entendido no negócio?
- Quando eu sair daqui, você vai ver só...
- Hum, vai ficar de raivinha, é? Então acho que você está sendo um mau garoto, e precisa ser punido...


Ela vai até o banheiro e... volta com um vibrador.
De borracha, e enorme!


Diz ela que nunca viu um cara se contorcer tanto, e suar tanto em tão pouco tempo.
Ela não disse nada, e deixou ele choramingar bastante. 
Ela não ia fazer nada, óbvio, só queria se vingar da empáfia dele.


Mas não resistiu a uma provocaçãozinha final:
- Tudo bem, você se livra do castigo... se disser a safeword.
- A o quê?
- Safeword. Você não é o meeeega entendido de BDSM? Não sabe que os casais combinam uma palavra segura, que eles usam pra avisar ao outro que não estão fingindo, e que o jogo não está mais legal e eles querem parar?? Eu bem quis combinar tudo direitinho com você... e você me avacalhou. Fala aí a safeword, que eu te solto.


Imagina  a cara do cidadão.
Ele ficou mais branco que papel.


Bom, eventualmente ela o soltou.
Preciso dizer que eles nunca mais saíram?? rsrsrsr


Então, você que gosta de tirar onda de sabido, cuidado.... 
Vai que pega uma mulher mais sabida que você e....
.... acaba conseguindo mais do que aguenta? ;)



MINHA CASA DOS SONHOS....

Minha casa dos sonhos vai ter uma biblioteca....


... grande, cheia de livros. Com poltronas macias, pra eu passar o dia lendo, e abajures, pra ler à noite :)

E muitas e muitas estantes!

Essa casa dos sonhos tem que ter uma sala grande. Pra receber os amigos.
E na sala não vai ter bobagem de mesa de jantar (que ninguém usa!) e enfeite bobo.
Na sala vai ter uma baita sinuca no meio!


Ai, que saudades da minha sinuca...
Tínhamos uma na sala, mas abrimos mão dela ao vir prum apartamento menor...
Mas eu vou voltar a ter a minha mesa de sinuca!

Pra combinar com o meu futuro... pinball!


Que vai ficar ao lado da minha jukebox, claro!!! rsrs
Se puder ser uma Wurlitzer, melhor!

Já viu que minha casa dos sonhos, ou melhor, minha sala dos sonhos é quase um pub, né??


Bom, na minha casa dos sonhos (que pode ser tranquilamente um grande apartamento dos sonhos), vai ter que ter um espaço verde.

Por mais urbana que eu seja, sempre sonhei em ter uma fazenda (é sério, não ria! rs)
Então, com fazenda ou não, pelo menos em casa tem que ter área verde.
Pode até ser na varanda.


Mas não serve qualquer planta de enfeite!
Quero uma mini-horta e um mini-pomar.
Que eu sou apaixonada por plantas "úteis", sabe?

Essa parte da casa dos sonhos é a mais difícil - não pelo tamanho, mas é que não tenho o "dedo verde"... eu mato todas as plantinhas, snif!

E por fim, minha casa dos sonhos tem que ter mais espaço pra eles:


Uma cama mais do que king size pra nós todos (rs), e espaço pra eu ter quantos salsichas mais eu quiser!
Que só tendo muitos caninos bagunçando e correndo, pra ser feliz!! rs

Pronto.
Não preciso de muito luxo, nem vista, nem nada.
Nem quero muito, né?! ;)

quinta-feira, 17 de março de 2011

TUDO QUE É PRECISO NUMA TARDE CHATONILDA E CHUVOSA...

(foto: Elise Machado)

... é um pratão de bolinhos de chuva, e uma caneca de chocolate-quente!

Só assim pra espantar o tédio dessa quinta chuvosa e boring...
Acabei de fazer, e eu e a criança nos esbaldamos :)

HAPPY BIRTHDAY, MR. LEWIS!

Feliz b-day pro maior comediante de todos os tempos.
Minha primeira e maior paixão cinematográfica.

Senhoras e senhores, com vocês..... MR. JERRY LEWIS!!

BOOT NO CÉREBRO!


Três noites de sonhos angustiantes, estranhos e cansativos.
Três noites.
Nunca foi assim tão em seguida.

O fato de ser "aquela época do mês que não podemos mencionar" talvez esteja ajudando.

Primeira noite, sonho que estou trabalhando na agência que está produzindo meu site. O sonho começou feliz, até fazermos um braistorm com toda a empresa, e na hora de eu me apresentar.... minha voz falhar!  Ficar indo e voltando, e eu não conseguir controlá-la, de forma embaraçosa.
O sonho corta, e de lá eu estou numa casa. Grande.
E "eles" (não sei quem) estão vindo me pegar. Eu corro de cômodo em cômodo, buscando um que se feche todo, que tenha chave, ao mesmo tempo que tento gritar por socorro - e o grito não vem, a voz falha, e eu fico rouca, quase muda.
Detestei.

Segunda noite, eu não lembro mais o enredo todo do sonho, mas sei que lá pelas tantas, eu atirava num amigo meu. Um, bem querido!
Mas eu tinha tanta raiva dele (no sonho, e não lembro porquê!), que eu não me contentava em atirar nele - eu fuzilava ele! Dava tantos tiros quantos tinham na arma!
Cruzes!
Aí eu passava o resto do sonho ligando pras pessoas (outros amigos), avisando que tinha atirado nele, e desesperada sem saber o que fazer em seguida.

Terceira noite, prefiro nem contar em detalhes. Uma miscelânia à la wonderland - Jack sumido e eu angustiada procurando ele; eu colhendo morangos num campo de golf, e me escondendo de pessoas furiosas, e mais coisas  malucas!

Será que já chega?
Que tal um sonhozinho feliz hoje, pra variar, hein?!
Que que há com meu cérebro???
Tou acordando mais cansada e emocionalmente esgotada do que se não tivesse dormido!

Te falar que nessas horas eu sinto falta dos tempos da terapia - precisava alguém qualificado pra interpretar essas porcarias.

quarta-feira, 16 de março de 2011

PRA MANTER A BELEZA... NA DUREZA!

(imagem: reprodução)

Nunca diga "estou dura".
Diga "estou momentaneamente sem fundos", rsrsrsrs

Bom, todo mundo fica meio pobre alguma vez na vida (ou algumas vezes. Ou muito mais vezes do que gostaria, rs).
Você não nasceu em berço de ouro, ou está economizando pra comprar o seu apartamento, ou anda em contenção de despesas pois resolveu ter mais um filho, ou paga a própria faculade, ou ainda está pagando o cartão de crédito do natal..... enfim....
Existem "N" motivos pelos quais você pode estar sem grana agora (tem que pensar que é "agora", e não uma situação permanente, rs)

Só que ser fina, elegante, não tem nada ver com grana.
Claro, com grana é muuuuito mais fácil (não existe mulher feia... existe mulher pobre, certo??)
Mas não estar "podendo" não é desculpa pra ficar trashy!
Eu já fiquei (e fico) em contenção de grana tantas vezes, que me resignei a procurar alternativas.
E uma delas foi.... observar mulheres elegantésimas, que eu sabia que não nadavam na bufunfa!
Como elas fazem pra ter cara de rica sempre, mesmo em tempos de vacas magras???

Bom, reuni aqui algumas dicas que vão fazer você manter a beleza, na pobreza.
Porque, chérie, pose é a alma do negócio.
Quem é chic mesmo, toma sol na laje como quem está estirada na piscina do Copacabana Palace, tá? ;)


1) ADEUS MANICURE, OLÁ UNHA IMPECÁVEL
20 pratas pra fazer pé e mão.
Merreca, certo?
Bom, mas se você fizer toda semana, serão 80 pratas num mês.
Se teu orçamento não tá comportando isso atualmente, aqui vai o pulo do gato.

Sei que tem saladeiras que fazem as próprias unhas.
Ótimo, melhor ainda.
Mas pra mim não rola - não sei fazer direito, fica feio, não tenho saco...
Então no aperto, a saída é a seguinte: fazer a unha na manicure 1 semana, e manter por 2 ou 3 sozinha.
Como?
Nada que acetona, lixa e base não resolvam!
Invista também num hidratante de cutículas.

Melhor uma unha só com base, bem lixada, com a cutícula hidratada, do que totalmente sem fazer, ou com esmalte velho, cutícula rachada...
Conheço um monte de mulheres finérrimas que não usam esmalte.
Só unhas incrivelmente bem polidas com base.


2) LIMPEZA DE PELE EMERGENCIAL
Faltou cascalho pra pagar uma bela limpeza de pele na Anna Pegova?? (minha favorita, rs)
Bom, deixar sua pele cheia de pontos pretos e com ar cansado é que não dá!

A saída não é sair tentando limpar tudo você mesma (minha dermatologista surtaria, rs. E pode machucar).
Mas usar um bom esfoliante em casa já ajuda (existem alguns baratos muito bons. Pergunte à sua dermato. Nem tudo pra pele precisa ser manipulado e uma fortuna).
Nem assim está dando?
No sufoco total, eu faço um esfoliante caseiro com açúcar e mel, e passo delicadamente no rosto, uma vez por semana.


3) PERFUMADA, SEM FICAR ENDIVIDADA
Bons perfumes custam caro!
Um bom pode custar bem mais de 300 reais.
Felizmente, os dois perfumes que eu uso não são franceses (são americanos), então são só carinhos...

Bom, o que não dá é você começar a usar colônia vagabunda, só porque seu frasquinho acabou!
Essa dica pouca gente sabe:
algumas lojas de perfumes grandes de shopping vendem seus provadores!
Sério!
De tempos em tempos a loja recebe dos fornecedores novos vidros, que serão usados como provador. E o que eles fazem com os que estão em uso?
Vendem! Baratinho!
E às vezes os vidros estão quase cheios.
Sabe quem se dá bem com isso?
As vendedoras!!
Elas estão lá, então quando rola isso, elas sabiamente compram tudo por preço merreca, e nem chegam a colocar pro público!

O lance é ficar de olho nessas lojas, fazer amizade com alguma vendedora, ou mesmo perguntar discretamente se isso rola por lá.
Assim você arremata seu perfume bem baratinho, não fica sem, e ninguém precisa saber a circunstância.
Tenho uma amiga que sem querer pegou uma promoção dessas e caiu dentro - comprou os melhores perfumes, quase cheios, por menos de 1/3 do preço!


4) RESOLVENDO UM BAD HAIR DAY QUE NÃO TEM FIM
Sem grana pra pagar sua progressiva? Ou marroquina? Ou hidratação?
O corte de cabelo no lugar que você gosta custa uma fortuna, e não tá dando?

O que não dá é ficar desfilando com cabelo largado.
Sem corte, com tinta pra fazer (raíz ou brancos aparecendo), cheio de pontas, franja caindo na cara, todo quebrado...

O jeito é investir em... elásticos e grampos!
Aproveite que o rabo de cavalo está mega na moda e se jogue - não saia de casa com um cabelo feio largado - saia com um belo rabo alto!


Ou prenda os rebeldes com grampinhos nas laterais!
Elástico e grampo são baratinhos.
Pentados com grampos aparentes estão super em alta, então está ok.

Não dá pra pagar a tintura no salão, mas comprar um tonalizante dá, né?
Tá, não é o ideal, mas é mil vezes melhor do que andar com raíz escura aparecendo, ou fios brancos saindo pelo ladrão!


5) ACADEMIA DE POBRE
Olha, uma vez um personal me disse: "quem quer malhar, malha até lavando louça. Não ter grana pra pagar academia e personal é pura desculpa. Coisa de quem se sabota!"

E é verdade.
Até quando a gente pode pagar a academia, às vezes fica arrumando desculpa pra não ir, né?
Mas se você não quer embarangar (e sim, a única solução é malhar, já me convenci, sorry), malhe como der!
Falta de prata não é motivo!

Suba sempre de escada até o apartamento.
Faça abdominais no colchão.
Corra ou caminhe pelo quarteirão.
Compre pesinhos (são bem baratos) na Casa e Vídeo, e malhe bícepes na frente do espelho, antes de entrar no chuveiro.

Aqui o que conta não é a grana - é a força de vontade!


6) NÃO HÁ GRANA PARA ROUPAS, E AGORA?
Bom, aqui cabem várias soluções "tapa-buraco".
Mas calma, tem jeito de não gastar uma fortuna e estar sempre bem:

- faça um "bazar" entre as amigas.
Escolha a casa de alguém, convide um monte de garotas, e mande cada uma levar duas peças boas (impecáveis!) que estão de saco cheio, ou não usam e estão encalhadas.
E que comecem as trocas! (eu já fiz, e deu certo! Foi divertido, e todo mundo sai com alguma coisinha, nem que seja um cinto, uma bolsa... e o que você não aguenta mais olhar, ou se arrependeu de comprar e nunca usou, pode ser uma novidade legal para outra)

- pare de comprar roupinha vagabunda. 
Tem gente que se engana - se recusa a pagar 200 reais num jeans maravilhoso e eterno, mas sempre que vai ao shopping, entra numa loja de departamento e volta pra casa com alguma porcariazinha de 40/50 pratas.
Bote a mão na consciência - você vive comprando roupinhas baratinhas?
Pois pare, e invista uma vez só numa roupa cara, de bom corte e atemporal.
Vai durar mais.

- reforme seu guarda-roupa!
Aposto que se você fuçar suas araras, vai descobrir um monte de pequenas melhorias que poderia fazer com pouca grana. Só precisa de uma boa costureira!


Tem calça que pode virar bermuda ou short.
Tem coisa que você só não usa porque está sem bainha, ou quebrou um zíper.
Vestido longo que pode virar vestido curto, camiseta que vira regata.... e por aí vai!

Com pouco investimento e criatividade, dá pra reciclar.
Assim você usa mais o que tem.

- acessorize!
Acessórios são mais baratos que roupa e mudam todo um visual.
Invista em cintos, lenços, pashminas, óculos escuros, bolsas.... e tente fazer combinações de formas diferentes.

- uma bolsa e um sapato.
Ouvi certa vez que uma mulher está sempre elegante usando uma bolsa e um sapato caramelo.
Independente da roupa e da cor dela!
Olha, não sei se é 100% verdade, mas se você não está podendo comprar um sapato e uma bolsa pra cada ocasião, invista em um neutro de cada.



7) SEM MAKE NÃO DÁ!
E aí que a dureza afetou sua compra de maquiagens.
Bom, o negócio é priorizar.

Particularmente, acho que em maquiagem deve-se gastar dinheiro com pele.
A base do negócio é que tem que ser boa - então se não dá pra gastar muito, gaste bem numa base e/ou num pó de qualidade!
Usar base e pó vagabundos, que saem em dois tempos, não cobrem nada, dão acabamento de merda é o fim da linha!

Sim, você pode usar batons e rímel, e até blushes e sombas, de farmácia e baratechas.
Não vai afetar o conjunto, e não vai comprometer.
Se a pele estiver impecável!

Viu?
Falta de dinheiro não é desculpinha pra ficar uó.
Tem dicas pra economizar e fazer a fina?
Conta aê pra gente!

MEDO DE FRANGO DESFIADO


É bobo, mas eu tenho.
Nada contra coisas com frango - eu gosto!
Mas basta ele ser desfiado, pra eu ficar apavorada.

Acontece que eu não confio no frango desfiado de quase ninguém, a não ser no meu.
As pessoas não tem cuidado!
Frango é um troço macio - não pode oferecer resistência ao se mastigar.
Imagina você estar mastigando o negócio, cheia de confiança, sem prestrar atenção... e de repente ele fazer creck????

As pessoas não ligam, mas acho que eu surtaria!
Tenho horror a ossinhos, cartilagem, nervura... ewwww!
O B é um que come cartilagem de frango amarradão, só deixa os ossos!
Eu morro de náusea só de pensar!

Nesse finde compramos um frango assado, desses de padaria. Tendo sobrado muito, mandei a empregada nova desfiar.
Bobinha, eu! Deveria ter sido clara sobre como desfiar!
Ela fez um macarrão com ele... mas quem disse que eu confiava comer??
Logo de cara percebi pedaços duvidosos...
E o saco do desfiado é que como é pequeno, não dá pra ficar catando.

Pronto.
Frescura número 78 confessada, rsrs.

terça-feira, 15 de março de 2011

GUENTA AÍ!

Sorry, peeps.
Desde ontem não tou muito legal.
Não sei o que pode ser o mal-estar: talvez excesso de bolo consumido na última semana, rs.

Vamos ver se melhoro mais tarde, aí eu volto, ok?

Enquanto isso, guentem aê!
Beijas.

segunda-feira, 14 de março de 2011

AINDA O ANIVERSÁRIO!

Eu nem ia contar, mas não resisto, rs.
Quinta, meu b-day, comemorei comendo um bolinho em família na casa da minha mãe.
E achei que meu b-day tinha sido perfeito.
Rá.

Daí na sexta, o B me liga no começo da noite:
- Nita, vamos comer uma pizza ali no Zona Sul? Tou passando em casa - troca de roupa e desce.

Enfiei uma chinela, e desci como estava.
Chego na garagem e... estava todo mundo lá!!!!

Como assim???
B e os meus amigos me armaram uma festa surpresa!!
Na churrasqueira do condo.

Imagina meu espanto!!
Fiquei uma meia hora embasbacada!


Minha festa era o chá da alice, olha que perfeito!


Minha amiga Filé fez o bolo - detalhe por detalhe, e tudo comestível!
Olha que lindeza e perfeição!!!
E fez também os fudges mais deliciosos do mundo!!


Fiquei como?? Toda besta!! rs

Nem desconfiei (senão teria botado uma roupinha melhor, e não tinha descido de chinela, hahahaha).
Todo mundo conspirou!


Até chazinho da Alice teve!!
Essa latinha era da amiga Chiara (que foi uma das conspiradoras, rs).
"Era", porque eu imediatamente roubei, rs.

Fiquei meeega feliz!
Um montão de gente aqui, muitos abraços, beijas, música, cerveja gelada, amigos que não via há tempos...

E presentinhos!!
Nossa, ganhei tanta coisa fofa, livro, roupa... tanto sabonete chic, creminho, batom... que vou ficar linda e cheirosa por um bom tempo! rs

O último convidado saiu às 7 da matina, conosco fumando charuto e tendo altos papos-cabeça nerd sobre Senhor dos Anéis e coisas assim, imagina só, hehe.

Aí sábado o B me leva pra um almoço de b-day no Outback, e depois eu fecho praticamente 4 dias de comemorações ontem: com a volta da comadre Déia e do compadre Rafa do Chile.

Eles não puderam estar aqui pras comemorações... mas lembraram de mim lá:


Huuummmm.... já virou meu creminho de corpo xodó!

Saldo: se eu soubesse que ia ser bom assim, já tinha feito 35 anos antes!!! hahahahahaha