sexta-feira, 29 de abril de 2011

ENQUANTO ISSO...




- Acho que eu preciso de um vibrador... - uma amiga vira pra outra, suspirando.
- Por quê? - a outra pergunta achando graça.
- Ah... é que eu fico cansada....

Risos.

- Tá bom, vou te dar um de presente. Como você quer? Tem que ter... cara de...?
- Sei lá - mais risos - Como são os seus?
- Só um parece, o outro é só um bastão vibratório mesmo...

A primeira pensa um segundo.
- Sabe o que eu tinha vontade de experimentar? Aquele tal de "rabbit", que apareceu no Sex and the City, sabe?
Uma terceira amiga, até então só ouvinte, entra no papo.
- Sério? Sei lá... acho meio estranho essa coisa de vibrador com coelhinho...
- Não! É bonitinho! Ele é todo rosa, e na base tem um coelhinho que vibra...
- Na base?
- É, pra estimular o clitóris, você sabe...
- Ah....

Mais risos.
- Legal mesmo é a tal borboleta - puxa a terceira
- SIM! - dizem as duas juntas.
- Esse tenho a maior vontade de experimentar... não é aquela borrachinha que você meio que "veste"...?

Os risos atraem a atenção do grupinho de respectivos  homens, conversando ao lado.
- Que tanto vocês riem, hein, meninas?
- Nada não... - rindo mais ainda, mas abaixando um pouco o tom.

Depois de uma pausa.
- Vibrador quebra um galho... ao vivo é bem melhor, mas sabe como é, os desencontros. Você quer, ele não está, ele quer, você tá cansada... só na mão, cansa, rs
- Sou super a favor de ajuda mecânica! hahahaha - completava a outra.
- É... e tem dias em que... cara, o engraçado é que eles fazem isso o tempo todo, mas vai a gente falar que faz!!
- Verdade!
- Ah, e umazinha antes de dormir, né? Depois daquele dia de estresse? É tudo. E nem sempre rola, ele pode chegar cansado...
- Eu prefiro de manhã - já vou pro trabalho cheia de energia.
- Ih, pra mim não rola, fico molinha...
- Como você faz, espera ele sair?
- Ahãn, e você?
- Depois dele dormir.

Gargalhadas e o grupo de homens olha de novo.

- Já viu que tem uns com controle remoto??
- Ah, fala sério!!
- É sério! Legal pra usar com ele... é só dar o controle na mão dele...
Todas continuam rindo.
- Ridículo! Imagina a cena, que broxante: você com o treco e ele lá te controlando que nem um carrinho de autorama??
- HAHAHAHAHAHAH

Os respectivos insistem em saber que tanto elas riem, e elas dizem que não é nada: estão falando de fofocas, sapatos...
Enquanto isso, eles continuam conversando sobre.... futebol ;)

WHY? WHY??????


Você.
O cantinho do seu dedão do pé.
Um alicate meio cego.

Você sabe que vai dar merda, mas não consegue se controlar e parar de futucar.
Por quê?
Por quê?????

Por que diabos a gente é assim, me diz?!
Que compulsão é essa?
Que doideira que nos dá, que a gente continua, até tirar todo o cantinho, a pelinha, mesmo com o dedo já doendo ou sangrando??!!

PS: prevejo alguns dias de dedão latejando, vermelho e inflamadinho. O pé vai ficar feinho. O B vai me amolar, saco...

quinta-feira, 28 de abril de 2011

@#$%&


Criança chegando da escola.
- Filha, preciso falar com você....
- Ai....
- Ó, não tive tempo de fazer almoço hoje, então a gente vai ter que improvisar com Miojo, tá?
- Aaaai....
- E depois vou precisar da sua ajuda pra dar uma arrumada na casa, limpar seu quarto...

Silêncio.

- Que foi? Por que você tá tão quieta?
- Porque eu não posso falar palavrão!!!

Acho que vou abrir uma exceção pra ela.
Vai ser bom ter alguém xingando junto comigo, rs.

AMIGA SOLTEIRA PROCURA (COMO SEMPRE)

(imagem: reprodução)

- Ai, amigaaaaaa...... Me apresenta alguém??


Eu e a minha "vocação" pra alcoviteira.
Acho que vou abrir uma agência de encontros, será que dá dinheiro?? rssrs
Tá bom, admito - eu adoro bancar a cupida e apresentar as pessoas e formar casaizinhos, rs.
Às vezes faço merda  (piada interna), mas normalmente acerto - já apresentei um bocado de gente, ou as pessoas se conheceram por meu intermédio.
Acho um sarro.

E essa é uma das coisas que eu não busco, parece que aparece no meu caminho.

- Não aguento mais essa vida de solteira! - reclama mais uma amiga solteira pelo telefone, na saga do "encontrar alguém"
- Não tem conhecido ninguém legal? - pergunto eu.
- Que nada. No trabalho só tem mulher e cara casado. Meus amigos... bom, não tem ninguém que preste. Tá foda. Eu vou de casa pro trabalho e não tenho saco pra night. Só saio quando é aniversário de alguém, festinha de sobrinho ou casamento: vou morrer solteiraaaaaaaa!!!

Eu sempre me divirto com esses desesperos. Daqui a um mês vai estar namorando, e nem lembra mais o que é estar solteira, como todas as outras que juram fatalistas que "nunca vão conhecer alguém!"

- Aí  você também não está ajudando, né?

O complicado é que chegou uma fase em que, embora eu realmente tenha muitos amigos homens a maioria está casada. Ou não vale o que o gato enterra, rs. Mesmo assim eu tento.

- Tá bom. Mas você quer ver comédia romântica ou filme pornô?
- Hein?
- Resumindo: você quer conhecer alguém guti-guti pra namorar, ou tá carente e quer mesmo uma boa pegação?

Ela pensou, rs.
Foi época em que todas queriam conhecer um fofo pra namorar. Hoje em dia elas só querem alguém pra uma boa foda, com a certeza que não é um psicopata que vai tirar o rim delas enquanto elas dormem.

- Romance! Romance! - ela decidiu - Mas... pô, não me apresenta nenhum zé mané!

Aí complica. Peça rara no mercado.
Pior que eu começo a fazer catalogação mental: "hum, fulano não combina por isso e aquilo... esse aqui é só pra zoar, não apresento pra menina que quer namorar...."
E não vou apresentar qualquer bosta, né?

Engraçado é quando algum conhecido legal fica solteiro - eu já começo a fazer possíveis arranjos mentais, tento pensar quem combinaria com ele... ou deixo lá guardado como coringa pra quando alguma amiga precisar, rs.

A selva dos solteiros é crueeeeeel!
Tenho certeza que um bocado de gente continua em relacionamentos bostas só de medo de entrar nessa disputa...

Pior que é como eu conversava com um amigo esses dias - a ansiedade afasta.
É só a pessoa desencanar, relaxar e parar de procurar que aparece...

Bom, mas o que sei eu disso, afinal?
Já disse que se ficasse solteira, provavelmente iria virar uma eremita.
Ou melhor - uma matchmaker de luxo solteirona! HAHAHAHAHAHAHA

PS: acho que vou começar a montar mesmo um arquivo de solteiros, com status de relacionamento e tudo. Vai me ajudar na hora de montar os pares, rs.

CASAMENTO REAL

(imagem: reprodução)

- Tá sabendo que a Globo vai transmitir o tal casamento na sexta? - disse ele.
- Ahãn... legal, né?
- Legal?? - ele riu
- É... tou achando bom... é o primeiro casamento em 4 meses que posso assistir sem ter que perder peso antes...
- HAHAHAHA, boa!
- E aí, vamos ver? - perguntei fazendo graça.
- Tá maluca! Às 7 da matina?!
- A gente vê antes de você ir pro trabalho....
- Qual a graça de assistir um casamento sem poder beber...? - ele continuou
- Ué, e por que não pode???
- Beber às 7 da manhã???? - ele riu de novo
- Ah, é 7 da manhã aqui.... mas lá não... - dei uma piscada

Hum, acho que dessa vez ele ele vai passar o "programa", rs.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

LAVANDO ROUPA... LIMPA!

(imagem: reprodução)

Elise, você tem que começar a usar a cabeça pra outra coisa além de fazer escova...

Estou sem empregada há algumas semanas, mas sem querer comentar sobre (pra não baixar o nível do post, já que só iriam sair impropérios! rs).
E aí está rolando toda uma problemática de lavar a roupa.
De lavar não, de secar.
Já comentei aqui que meu condo é todo cheio de merdinha com varal, né?
Não pode varal na varanda, não pode isso, não pode aquilo...
Só que o negócio é que não bate sol na área de serviço, que já é minima - ou seja, nem dá pra lavar muita coisa por vez.
Um melê só.

Aí eu tive uma ideia "brilhante": usar a lavanderia do prédio.
Não pra lavar, que a minha máquina tá ok. Só pra secar.
Logo que a gente mudou minha máquina pifou, e eu usei bastante antes de comprar outra.

Fiquei mó satisfeita com a minha "esperteza" (vai vendo, rs)
Assim eu não precisaria esperar a roupa secar, e não usaria mais varal.
Elegante, prático, tchãn! rs

Lavei duas máquinas de roupa bem cheias, enchi um cesto megazord com elas úmidas e fui comprar as fichas da lavanderia.
5 pratas cada ficha, sendo que as máquinas são da Laundromat e enormes, e uma sozinha seca duas máquinas cheias da minha. Super tava valendo, né??

Ainda fiquei, toda faceira, lendo uma meia hora, enquanto esperava a roupa secar (preguiça de subir e descer do apartamento de novo).
Plim!
Roupas secas, quentinhas, macias.
Enchi de novo meu cesto quando.... começou a cair o mundo de chuva!
Mas assim estilo "preparem a arca de Noé!", sabe como?

Vocês acham que a lavanderia do meu condo é no meu edifício?
Claro que não.
Vocês acham que o caminho entre os blocos é coberto?
Claro que não.
Vocês acham que eu tinha guarda-chuva?
Claro que não.

Aí é que vem a parte em que fui muuuuito inteligente: dava pra ver antes que ia chover pra carái, e a besta aqui não pensou que teria roupas secas pra trazer de volta.
E... eu ainda tinha deixado comida no forno, não podia ficar fora muito mais tempo.
O que fazer?
*
*
*

Ganhou um doce quem adivinhou que a chuva não parou de espancar na hora seguinte, e eu, com medo de pegar fogo no apartamento tive que sair na chuva com minhas lindas roupas sequinhas!
Grrrrr!!
Cheguei encharcada, cuspindo marimbondo e desolada com as roupas pingando!

Toma, papuda!
Pra deixar de se achar a esperta! rs

QUEBRANDO O PADRÃO


("Invictus", William Ernest Henley )


(senta que vem texto longo e reflexivo. Pode pular se você não estiver no mood, rs)

Casa de amigos.
Como bons amigos que são, resolvem abrir seu melhor vinho, aquele mais caro e trazido de uma viagem, só pra você.
Você, nem tão boa amiga assim, tem a deselegância de acabar com o vinho - afinal, é um Carménère, sua uva favorita, e, rapaz!, como é delicioso o vinho.
Na sua segunda (e última, mãe!) taça, você começa a desconfiar que o vinho tem alguma espécie de LSD dentro, ou sei lá que porra alucinógena, porque você se sente num estado de claridade mental impressionante, rs.

Bom, pra você é claridade, pros outros você é só uma louca fazendo insultos à metade da humanidade, rs.
Mas, no meio das minhas abobrinhas politicamente incorretas homéricas (tipo, xingar toda a nação indígena. Por favor, não pergunte, rs), uma coisa realmente me ocorreu, e é sobre ela que vou falar agora.

Já percebeu como as pessoas atraem situações e coisas específicas?
Explico.
Algumas pessoas atraem episódios funestos a léguas de distância. Por que uma criança que sofreu algum tipo de abuso vai acabar esbarrando com outros abusadores ao longo da vida?
Alguns apaixonados por animais podem rodar, rodar, e acabar resolvendo fazer veterinária aos 50 anos de idade, ou sem saber como, ter sempre animais abandonados chegando em sua porta....
Algumas não podem entrar em sorteios, pois parecem sempre ganhar tudo e ter uma sorte incrível.
Não sei se estou me fazendo entender, mas o que quero dizer é: parece que alguns padrões se repetem na vida.

Já sentiu isso?
Exemplo: eu tinha um conhecido que era muito atlético e sabia primeiros socorros. Acho que tinha feito curso de paramédico e tal nos Estados Unidos. Pois, impressionantemente, ele já tinha estado "casualmente" envolvido no salvamento de trocentas pessoas, pelo menos 3 por afogamento.
Ele não procurou isso e nem estava na praia de prontidão - um dos afogamentos inclusive foi num rio em Mauá, veja só!
Aí você vai argumentar - os eventos não aconteciam com ele; como ele estava preparado pra coisa, reparava e podia intervir. Uma pessoa que não estivesse atenta ao negócio somente não iria registrar o evento como coincidência estranha.
Mas, péra lá!
Preparado ou não, atento ou não: quantos afogamentos você já viu na vida, na boa??? Esbarrou com quantas situações de resgate (no trânsito, na mata...)?
E esse tipo de coisa parecia acompanhar ele.

Desgraçadamente, parece que eu tenho ímã pra agressão (seja na forma que for)
Se houver um bandido, ou um "predador" no raio de 500 metros, acho que ele me cheira.
Sem brincadeira. Acho que exalo a fragrância "Eau de vítima no. 5"!
Coincidência? Bom, numa amostragem, quantas pessoas você conhece que tomaram pedrada num arrastão e tiveram o carro depredado, foram rendidas e assaltadas dentro de casa, sofreram "N" assaltos (mais de 10) na rua, no carro... fora os episódios pessoais?
Tive sorte de acabar com o B, e não com algum maníaco espancador de mulheres, rs .
É um inferno isso!

Se houver  alguma situação envolvendo crianças, órfãs, deliquentes, necessitadas..... elas vão na direção da minha amiga Filé como se fossem moscas no mel! Mesmo se ela estiver no meio de um grupo.
E assim por diante.
Posso citar um milhão de exemplos de situações idênticas que perseguem pessoas específicas. É o que a gente brinca de "parece que eu atraio tal coisa..."

Dá pra explicar?

Bom, se por um lado sou obcecada com o fato de que tudo na vida são escolhas que a gente faz (nem sempre conscientes, corretas e que dão certo), e por conseguinte sou fãzoca do livre arbítrio, por outro lado tendo a acreditar num tipo de "fate" descrito num livro de ficção do Dean Koontz.

No livro ele repete que o destino tende a tentar repetir o padrão pré-estabelecido, por mais que a gente escolha intervir.
E quando nós alteramos esse "destino", parece que ele "tenta" reestabelecer o padrão pré-definido.
Felizmente, às vezes ele consegue.
Felizmente, às vezes ele falha.

O interessante, então, é descobrir quais são seus padrões pré-determinados.
O tipo de situação que sempre te persegue.
Faz com que você se torne "mestre do seu destino, e capitão da sua alma".
Faz com que você se prepare melhor pra lutar contra.
Ou faz com que você pare de lutar com eles ;)

PS: o texto tá uma viagem mental, né?
Te juro que não estou mais sob o efeito do vinho, rsrsrs.
E aproveito pra pedir desculpas publicamente a meus adoráveis amigos que me escutam falando as maiores barbaridades e continuam me aturando.
Assim espero, rs.

terça-feira, 26 de abril de 2011

A GAROTA DA CAPA VERMELHA


Eu gostei!!

O filme é teen, tá bom, mas isso nunca foi problema pra mim, rs.
Amanda Seyfried tá linda de doer (e olha que eu acho ela aquela linda meio esquisita, sabe?)
O mocinho (que nem sei o nome) não convence muito, ok, mas o suspense é super bem amarradinho.
E Gary Oldman... bom, ele é paixão antiga minha, então adorei vê-lo!

A música é boa, a fotografia é legal... ou seja - um filme bem legalzinho!
Não pretende ser terrorzão. Ele tem um quê de "Cavaleiro sem cabeça", com "A vila".
Quem se amarra no gênero vai gostar.

Levamos a criança conosco (é censura 14 anos, mas não tem cenas explícitas de sexo, nem muita violência, podia ser 12 tranquilamente), e ela se divertiu pacas!

VOTOS

(imagem: reprodução)

Eu sou mesmo uma babaca romântica incurável, não dá pra disfarçar, rs.
Esse último casamento que fui madrinha, teve das cerimônias de casamento mais bonitas que já vi. Foi tudo muito peculiar, de acordo com o que os noivos acharam que tinha que ser.

Então ele, que é capoeirista, chamou um mestre de capoeira (e poeta) pra realizar a cerimônia.
E ele e a noiva fizeram os votos - eles praticamente se declararam e prometeram o que achavam que deviam prometer um ao outro.
Arrasou!
O dela foi muito legal, mas o dele... foi de fazer cair o queixo!
A maior declaração de amor, de vida... um discurso inspirado mesmo.

Aí eu fiquei pensando... mó legal isso de votos, rs.
Você falar o que você acha que é importante.
O nosso casório foi show, mas nessa parte eu repeti feito uma boba o que me mandaram dizer. E ainda me atrapalhei, hahaha.

Fiquei imaginando como seriam nossos votos hoje em dia, sabendo já as coisas que eu sei...
Os meus e os dele.
Acho que podiam ser mais ou menos assim:

Eu - prometo te amar, te fazer rir, cuidar de você quando estiver doente (achando que vai morrer), te apoiar no que você decidir e assistir filme de guerra com você. Prometo estar sempre "a fim" e gostar pacas, mas quando não estiver, falar logo e não fazer doce. Prometo não fingir que gozei, e avisar pra você não bancar o bobo. Prometo te olhar apaixonada. Prometo usar o seu cartão de crédito como se fosse o meu (danou-se!! rs), mas se a grana acabar, não reclamar. Prometo nunca te humilhar na frente dos seus amigos, nem brigar em público e nem ficar aporrinhando quando você estiver se divertindo. Prometo te acompanhar nos barzinhos, mesmo que eu não beba, e prometo pedir desculpas pelo menos metade das vezes.
Prometo não arrancar sua cabeça quando você deixar o leite fora da geladeira estragando pela milésima vez, e nem quando você se atrasar. Prometo te beijar todo dia, fazer sempre os charminhos que você gosta e nunca ficar sem falar com você. Prometo ser sua parceira.

Ele (finge que foi ele quem escreveu, rs) - Prometo te amar e ter saco de ir ao cinema pra ver mais um filme trash de terror, mesmo sem gostar. Prometo te abraçar, quando você tiver pesadelos, mesmo se estiver morto de cansaço. Prometo fingir que não vejo as suas tontices, e abstrair as suas opiniões malucas. Prometo continuar te achando gostosa e mostrar isso fisicamente, mesmo você estando chubbinha. Prometo trocar as lâmpadas e mexer nas tomadas, e essas coisas que você acha que são "de menino". Prometo não socar a parede quando você comprar 5 livros de uma vez, nem lê-los em uma semana, nem estourar o cartão de crédito. Prometo não te xingar, nem levantar a voz, nem falar palavrão a sério com você, nem deixar ninguém fazer isso. Prometo comprar as suas brigas e dar gargalhada das coisas bobas que você fala. E ainda achar inteligente. Prometo no final de tudo fazer todas as suas vontades, mesmo fingindo que não. E te botar sempre em primeiro lugar. Prometo ser seu herói.

Acho que está tudo indo bem até agora.
Booooom, acho que a parte dele mais que a minha, rsrsrs.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

COMO TIRAR SUA MULHER DO SÉRIO - LIÇÃO 16


1) Dê todas as suas coisas pra ela carregar na bolsa dela o tempo todo - carteira, chaves, óculos, celular, cigarros...
2) Depois fique resmungando incessantemente que não consegue encontrar nada lá.

Puta-que-los-paro!
Isso ativa minhas ganas assassinas!!
Tu serve de burro de carga toda amorzinho (e sem a menor obrigação de levar a tralha), e depois ainda tem que aturar chateação se você não encontra as coisas na velocidade da luz...

SALIVANDO

(imagem: reprodução)

Esse era pra ser um texto de sexta, dia mundial da sacanagem.
Mas como sexta eu estava fora do ar....

A sensação é imediatamente reconhecível.
Os olhos vêem algo que desperta o desejo, a vontade, a cobiça.
Acontece a antecipação pela coisa.
E essa antecipação dá... água na boca.
Te faz literalmente salivar.

Seja ante o seu prato favorito.
Seja ante sua pessoa, ou situação favorita.
Seu corpo todo sabe que em segundos aquilo vai ser seu!

A razão da sua salivação pode depender do dia, da necessidade.
Coisas que normalmente não te abalariam podem te fazer salivar e transpirar profundamente em determinadas situações.
Mas existem aquelas que te fazem salivar sempre.

1) Bomba de chocolate
Não ria, rs.
Acontece sempre.
Nem é minha sobremesa favorita - existem outras que eu até gosto bem mais.
Mas eu salivo quando vejo bombas de chocolate.

Acho que elas devem ativar alguma memória minha, tocam em alguma coisa em mim que não consigo identificar.
Só sei que a simples visão de bombas de chocolate é quase... erótica! rs
Fico literalmente com água na boca.
Se deixar, como todas que encontrar.

2) Lábios inferiores
Tá bom, não são todos! rs
Mas te digo que a visão do lábio inferior se aproximando pra te beijar.... é de enlouquecer!

Beijo em si é uma coisa, né?
Quem não gosta de beijar tem problemas mentais e de libido, porra. Só pode.
Eu sou uma pessoa gulosa, adoro comer.... e beijar é a coisa mais próxima que existe de degustar uma pessoa.
Aí entram os lábios inferiores.
Geralmente eles são mais... gordinhos. Bons de morder de leve.
E geralmente são os que eu vejo no meu campo de visão ao ser beijada, por ser baixinha.

Então a simples visão de um lábio inferior de pertinho manda uma mensagem pro meu cérebro: se liga, você vai ser beijada em instantes!
E isso faz salivar ;)

3) Cheiro de livro novo.
Ainda que não seja erótico - me faz salivar horrores.

Por isso eu fico babando feito uma idiota em livraria!! hahaha
Hoje em dia eu até compro menos livros do que antigamente (eu comprava uns 5 por mês), pois estou baixando bastante coisa e lendo no note (consigo ler muito mais, e fico menos pobre. Mas continuo comprando bastante)
Mas o cheiro do livro novo tem gosto de antecipação. Das coisas que vou ler.
Me cria uma tremenda ansiedade.

Me lembra a época que minha mãe me comprava vários livros de uma vez, e eu os colocava em cima da cama e ficava cheirando-os antes de ler, curtindo.
Mó doideira, eu sei, rs.

4) Parte interna da coxa
A minha mesmo, rs. Na verdade não é a coisa, é a situação.
Tem coisa mais desconcertantemente deliciosa do que um beijo, um arranhar de barba, uma lambida na parte interna da sua coxa??

É o que eu chamo de efeito do "quase lá".
Antecipação é a chave da sedução (ah se todos os homens bocós soubessem disso... eu teria amigas mais felizes, rs).
Então só uma leve respiração nessa área já aguça todos os sentidos, deixa todos os nervos em desacordo.
É literalmente de babar...

Eu poderia criar uma lista de pelo menos 10 ítens, mas esses foram os mais publicáveis que pensei, rs.
Se eu continuasse, ia ficar muito pornô. Então deixa o resto pra imaginação.

E você?
O que te enche a boca d'água?
O que atiça seus sentidos?

domingo, 24 de abril de 2011

DE BUSANFA!

(ilustração: reprodução)

Quase 5 da madrugada, final do casamento.
O casório foi muito diferente: num restaurante gourmet tipo sítio, chiquérrimo, num lugar distante.
Então o noivo alugou umas suítes elegantes no próprio local, para que eles e nós padrinhos pudéssemos dormir por lá mesmo, e no dia seguinte tomar café juntos.

Ficamos numa suíte dupla, de dois andares: na suíte de baixo, compadres Rafa e Déia e meu afilhado Rico; na suíte de cima, nós.
Foi super bom, pois as crianças tiveram lugar pra ir dormir no meio da festa, quando se cansaram, e ninguém precisou ir embora.

Então tá, né?
Botei a comadre Déia (bebaça, rs) na cama dela, e subi pra ver a criança na cama de cima.
E fui descer pra procurar o homem (curtindo ainda em uma das salas ou jardins).
Só que.
A caceta do degrau da escada era aquele meeeeega estreito, sabe como?
Não deu outra: o pé escorregou!

Desci 10 degraus de bunda, e aterrisei no chão.
Fez o maior barulhão!
Rafa, que estava no corredor veio correndo e me perguntou afobado:
- Elisete (ele me chama assim, rsrs) tá tudo bem?????

Eu sabia que não tinha quebrado nada, mas por causa da dor e do susto não conseguia falar. Perdi o ar.
Fiz um sinal de "positivo" com a mão.
- Sério?? Caraca, você caiu de muito alto... acho melhor te levar pro hospital.

Eu só sinalizei com a cabeça que não, que estava bem, mas que precisava de um minuto. Devia estar parecida com um saco de batatas estendida no chão!!! hahahaha

Conclusão: tenho uma das bandas da bunda, uma das popinhas, inteira roxa! Roxa não - preta!! Sem exagero - imagina a tua mão aberta: tá uma mancha desse tamanho!
Tá feio de ver!!
(se não fosse completamente indecente eu botava uma foto do meu traseiro aqui pra vocês verem, rsrs)

Fiquei uns dois dias sem nem sentar, mas me consolando: não tivesse eu essa busanfa, teria quebrado alguma coisa, fácil!! hahahahaha
Engraçado foi a comadre Déia ontem, preocupada ao me ver com dor depois de dias:

- Amiga, você tá passando alguma coisa? Não é só o hematoma... você pode ter machucado um músculo!
- Gata.... fica tranquila. Eu não acho que tenha muito músculo aqui.... só gordura mesmo.....rsrsrs

Acho que vai demorar um mês pra parar de sentar de banda.
Serinho, rs.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

QUASE EXPLODINDO O VESTIDO

Casório!!

(foto: Elise Machado)

Peeps... foi bom demais!
Tudo lindo, elegante, low profile, íntimo.... uma delícia.
E como foi cool, diferente e mais informal, deu margem pra eu poder fugir do padrão um pouquinho.
Vamos aos detalhes da produção:

Esmalte: "Verde-militar", coleção SPFW para Impala
Vestido: Dress to
Sapato: Arezzo
Carteira: emprestada da amiga Chiara, rsrs.

(foto: Elise Machado)

Sim! O vestido fechou, rs.
Maaaaaaas, por questões "fisiológicas femininas", eu estava meeega inchada no dia e meus peitos... bom, é isso aí.
O homem me olhou antes de sair e implicou: "mas você tá só peitos!"
Tudo bem, meu busto já é 46 (ô, vida!), mas tava demais.
Fazer o quê?
Acontece uma vez por mês, rs.

Ou seja - mal respirei a festa toda, com medo da porra do vestido explodir, hahahaha.

Viram?
Diferente do vestido do outro casório, nesse dá pra ver que eu tenho cintura!! hahaha
Mesmo ainda estando bem acima do peso.

(foto: Elise Machado)

Foi uma delícia usar vestido curto!
A noiva não se importou nem um pouquinho.

Nessa foto dá pra ver os detalhes dele.
O saco é que as fotos estão irritantemente mal posadas e corridas (pra variar), pois estávamos atrasados (pra variar idem, rs).

Ah, sim: eu usei brinco!!!! rsrsr
Como deu polêmica daquela vez, nessa não esqueci ;)
Mas pensa que eu usei alguma coisa grande e cheia de brilhos? Nananinanão!
Não faz meu estilo.
Usei mesmo um brilhante único (maiorzinho) em cada orelha.


(foto: Elise Machado)

Detalhe da minha sandália - ela é linda, de cetim, com esse laçarote em cima.
E foi presente dos amigos Yann e Krika :)
Ó, é mó difícil tirar foto do próprio pé num ângulo bom, rsrsr.

(foto: Elise Machado)

Usei uma carteira amarela bem "cheguei"! E adorei o resultado.
Ficou moderno e deu uma "quebrada" nos tons neutros da roupa.
Fiz uma make mais escura no olho, pra ele ficar mais marcado.
E dessa vez o batom era rosa.

Ainda estou "in love" com o meu corte de cabelo, então usei-o solto mesmo, só com uma pedrinha de brilho como detalhe em uma das laterais.

No fim, meu termômetro foi o maridômetro! rs
Ele me olhou pronta e disse: "você tá muito gostosa! Te vendo assim dá vontade de.... Mais tarde vou te pegar e vou te..."
Pronto!! rsrsr
Foi o suficiente pra mim.

(foto: Elise Machado)

A noiva (que ousou de rosa e estava linda!), o palhaço do compadre Rafa e eu!

Me diverti horrores e tenho é história pra contar.
Vou botando os causos aqui de pouquinho, pra não enjoar ;)

Enquanto isso, deixa eu ali descansar, que ainda tou de ressaca (só moral!! rs)

Boa páscoa!
Beijas.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

CASÓRIO

(imagem: reprodução)

Hoje tem casamento!
Já estou nos preparativos.

E são muitos, vocês sabem! (até porque eu tenho que pensar nos preparativos da criança e do homem também).
Depois, teremos fotos.

Beijas

terça-feira, 19 de abril de 2011

PAPINHOS

(imagem: reprodução)

Olha só que coisa curiosa que eu reparei.
Observando rodinhas de amigos, tenho visto os papos mais inocentes nas rodas de homens e... os papos mais escabrosos nas rodas de mulher!
Por que será isso, hein?

Da última vez que reparei, eles estavam conversando sobre Twitter, e elas sobre.... modelos de vibradores! rs
Sem brincadeira.

Engraçado isso das mulheres cada vez mais falarem e se interessarem em falar em sexo, né?
Tá ficando mais comum, o que acho ótimo.

Minha mãe até reparou - ela disse que estranha quando faço posts falando livremente sobre o assunto.
"Há uns anos atrás, eu não podia nem FALAR sobre, que você ficava toda embaraçada"
Aí ela diz que lê meus posts e nem me reconhece.

Sinal de que eu também já não tenho tantos pudores.
Acho que estamos às beiras de outra revolução sexual feminina, sabia?
Homens, tremei!! rsrs

segunda-feira, 18 de abril de 2011

CAVALAS, CACHORRAS E ELEFANTAS

(imagem: reprodução)

Dia duro de trabalho - digitando, traduzindo e redigindo até as letras parecem formigas correndo no monitor.
Lendo um monte de abobrinha.
Estressada e sem paciência.
Aí chega a pobre da criança justo com o trabalho de ... português.
- Mão, qual o feminino de elefante?
Pausa.
Só faltei rosnar.

- Filha, sinceramente não sei mais! Na minha época era elefoa ou aliá. Mas depois que a Xuxa cantou a "elefanta bila-bilu", eu já não sei...
- E o que eu boto?
- Ah, bota qualquer coisa! Se a professora brigar é só dizer pra ela esperar mais uns anos, que vai estar valendo. Já já vão estar falando cavala e cachorra também, ao invés de égua e cadela... Aliás, já falam, né?!

Ela ficou me olhando com cara de paisagem.
- Que é, criança?
- Não posso falar isso pra professora, né mãe?
- Fala filha, fala... nem ela sabe também! Não se preocupa com seu dever de português. Você tá bem, já aprendeu tudo que tinha pra aprender. Já conjuga verbo, já sabe plural... a maioria das suas amiguinhas ainda fala "pra mim fazer, pra mim levar" - você tá mega no lucro, filha! Estudar pra quê?! Aí depois vem esses retardados que nunca estudaram nem a porra da própria língua e falam que nem uns jecas, e tudo começa a valer...

Ela ficou me olhando com a sobrancelha levantada um segundo e depois saiu supirando:
- Tem alguém realmente precisando de um chocolate!

Tou sim.
Um quilo de chocolate pra me dopar.

ANJOS DISFARÇADOS

(imagem: reprodução)

Não importa a sua religião.
Ou a falta dela.
Não importa se você é carola, ou se, como eu, é cético e racional até o último fio de cabelo.
Todo mundo em algum momento, esbarra com o desconhecido.

É tocado, ou resvalado por alguma coisa que simplesmente não pode explicar.
Que foge ao entendimento.
Que chama a atenção pela estranheza e pelo inconcebível.

E se dentro da sua fé você consegue uma explicação racional para o fato, que bom pra você.
Mas normalmente a coisa fica assim: insondável e misteriosa.
E martelando na sua cabeça.

De todos os esbarrões com o inexplicável que eu já dei, um me chama a atenção: os anjos da guarda.
Péra que eu explico, antes que você comece a dar muita risada do ridículo - eu, falando de anjo da guarda, rs.
Esqueça as imagens pré-concebidas de um ser com asas.
Não é disso que estou falando.

Estava conversando com um amigo, e ele me disse que das coisas que acredita, essa é uma delas.
Curioso que pra mim também é assim, ainda que de uma forma diferente.

Porque, se anjo da guarda convencional existisse mesmo, e todo mundo tivesse um, ninguém mais se machucaria, ou nenhuma criança morreria, ou seria morta, e coisas assim.
Onde diabos estava o anjo das crianças que foram mortas na escola?Enfim.

Mas.
Vez ou outra, inexplicavelmente sinto que há algum tipo de intervenção.
Se é algum tipo de anjo, ou coisa que valha, não sei - pois é aleatório.
Mas...

Sabe quando do nada uma pessoa aparece na sua vida, muda uma pequena coisa, ou te guia numa determinada direção, te dá um conselho, te apresenta alguém, ou coisa boba assim? E no final aquilo é decisivo? Crucial?
E aquela pessoa parece ter feito aquela intervenção só naquele momento, só especificamente para isso?

Já me senti inclusive instrumento disso, me sentindo compelida a fazer alguma coisa específica (que normalmente não faria) para alguém.

Ou quando você está a ponto de tomar uma decisão fundamental, e da qual você está certo e de repente te dá uma coisa por dentro, um sentimento absurdo e inexplicável que não é pra seguir adiante, e aquilo depois se confirma?

Não sei se isso é anjo ou o quê, mas o nome anjo é uma convenção mais fácil de usar.
Por que naquele momento?
E por que para aquilo especificamnete?
Não sei.
A explicação me falta.
Mas, entendendo ou não, eu sinto.
Sinto quando acontece.
E não é piração, que eu não tenho tendência a pirações desse tipo.

Por exemplo.
Uma vez uma pessoa da família estava desempregada e precisando muito de emprego.
Já tinha mandado currículo pra todos os lugares viáveis, pois a profissão dela era muito específica e de pouco campo.
Fiquei sabendo disso numa conversa banal, com a minha mãe.
Eu falo com essa pessoa no máximo 1 ou 2 vezes ao ano, embora goste muito dela.
Cara, me deu uma coisa.
Na mesma hora eu sentei no computador, entrei no site de uma instituição específica (e só essa) e, sem perguntar a ela se tinha interesse ou se tinha mandado currículo para lá, mandei um email como se fosse ela, perguntando se havia uma vaga. Não havia anúncio de vaga aberta nem nada.
Por que o meu interesse? Não sei.
Por que praquela instituição específica, dentre trocentas outras? Não sei.
Por que mandar email perguntando se havia vaga, sem consultar a pessoa? Não sei.

O que eu sei é que essa instituição foi a que pediu um currículo da pessoa, e calhou de ter sim uma vaga que encaixava como uma luva para ela.
E ela acabou contratada (e ficou lá muitos anos).
Por causa de um impulso.
Foi isso que eu senti - um impulso.
Não foi racional. Não foi um plano. Não foi uma busca.
Eu sentei e mandei um email.
Direcionado.
Específico.

Parece bobeira, né?
Mas pergunte à pessoa se ela achou bobice!
Aquilo foi crucial naquele momento da vida dela.

Eu sou uma pessoa boa, maravilhosa e interessada pelos outros?
Não, não sou - e isso só reforça o estranhamento, pois não é uma ação comum pra mim.
Eu sou um anjo então?
Rárá, longe disso. Looooonge disso.
Mas senti depois que alguma coisa agiu através de mim.
E já senti outras vezes, comigo e com outras pessoas.

Anjo?
Destino?
Karma?
Ying-yang?
Não sei.
E não sei porque especificamente pra algumas coisas.
Porque elas seriam mais importantes do que outras.
E porque naquele momento determinado.

Mas esse felizmente é um esbarrão no desconhecido que te deixa com um gosto doce na boca....

Ô SEMANA BOA!

(imagem: reprodução)

Tudo ao contrário.
Fiquei irritadíssima no finde e acordei hoje feliz.
Vai entender.

Fato é - essa semana é curta, de feriado.
Ôba!
Tem casamento.
Tem festa.
E hoje cedo o vestido fechou, hahahaha.

Então tá tudo azul por aqui.
Só tá complicado escrever.

Hoje meu checklist de coisas a fazer tá grande:
- ir ao mercado
- buscar o vestido da criança na costureira
- ir ao banco (daquelas coisas que não dá pra resolver on line)
- responder uns 342 emails
- dar um jeito na casa (é, dispensei a empregada. Não deu certo e agora eu tou enlouquecendo!)
- aprontar as fotos do casamento (pedido feito pelos noivos, que querem exibir um filme com fotos deles)
- e... terminar duas traduções grandes até amanhã à noite (o prazo é no dia do casório, e eu quero entregar antes pra não me preocupar)

Assim que der, aparece texto por aqui.
Beijas.

domingo, 17 de abril de 2011

MÚSICA DE DOMINGO



Minha trilha sonora de domingo.
Versão cantada por Gwyneth Paltrow.

Pra você, que também tem Bette Davis Eyes ;)
Bom domingo.


Her hair is Harlow gold / seu cabelo é dourado Harlow

Her lips a sweet surprise / seus lábios uma doce surpresa

Her hands are never cold / suas mãos nunca estão frias

She's got Bette Davis eyes / ela tem olhos de Bette Davis

She'll turn her music on you/ ela vai ligar sua música em você

You won't have to think twice/ você não vai ter de pensar duas vezes

She's pure as New York snow/ ela é pura como a neve de Nova Iorque

She's got Bette Davis eyes / ela tem olhos de Bette Davis


And she'll tease you/ e ela vai te provocar

She'll unease you/ ela vai te deixar inquieto

All the better just to please you/ e o melhor, só pra te agradar

She's precocious/ ela é precoce

And she knows just what it/ ela sabe exatamente o que é necessário

Takes to make a pro blush/ pra criar uma "vermelhidão" profissional

She's got Greta Garbo's Stand off sighs,/ ela tem os suspiros "tô nem aí" de Greta Garbo

she's got Bette Davis eyes/ ela tem olhos de Bette Davis

 
She'll let you take her home/ ela vai te deixar levá-la pra casa

It whets her appetite/ isso estimula o apetite dela

She'll lay you on her throne/ ela vai te colocar no trono dela

She's got Bette Davis eyes/ ela tem olhos de Bette Davis


She'll take a tumble on you/ ela vai aceitar tomar um tombo de você

Roll you like you were dice/ vai te rolar como se fossem dados

Until you come out the blue/ até você sair da tristeza

She's got Bette Davis eyes/ ela tem olhos de Bette Davis


She'll expose you/ ela vai te expor

When she snows you/ quando ela te impressionar

Off your feet with the crumbs she throws you/ fora de si com as migalhas que ela joga pra você

She's ferocious/ ela é feroz

And she knows just what it/ e ela sabe exatamente o que é preciso

Takes to make a pro blush/ pra criar uma "vermelhidão" profissional


All the boys Think she's a spy,/ todos os caras pensam que ela é uma espiã

she's got Bette Davis eyes/ ela tem olhos de Bette Davis

sexta-feira, 15 de abril de 2011

AINDA A DOIDA DA MINHA MÃE

(imagem: reprodução)

Leia o post anterior primeiro.

Daí chego em casa podre, doida por um banho e ligo pra saber como mamis tá:
- Mãe, cheguei. Tá se sentindo melhor?
- Tou - responde ela toda serelepe - Acabei de comer goiabada! (ela é doida por goiabada, rs)
- Mãe!
- Ah, mas era cascão....
- Mãe!!!!

Do tipo "tudo bem, não era vagabunda".
Porque isso sim faz sentido! rs
Lembre-se que essa foi a pessoa que passou o dia no soro, botando os bofes pra fora.

E depois me perguntam onde eu arrumo material e inspiração pra escrever....
E precisa???

AVENTURA NO HOSPITAL


Como as coisas são imprevisíveis e mudam rapidamente.
Estava na minha agitada sexta-feira, quando houve uma mudança de planos - mamis foi parar no hospital.
Estou chegando agora.

Ela estava indo pro trabalho quando se sentiu mal. Fui encontrá-la direto lá.
Mas calma que esse post não é tenso.
Até que é engraçado, se você tiver o nosso humor negro, rs.

Acontece que definitivamente eu percebi de onde vem minha veia cômica.
Sabe que eu sou daquelas que vai estar agonizando e fazendo piada sobre, né?
Pois então.

Chego lá, toda preocupada e a encontro no soro, aflita numa enfermaria.
- Mãe! Tudo bem? O que eles te deram? Tá se sentindo melhor?
- Ai filha. Não tou bem.... - e ao invés de responder, disparou - acabou de morrer uma velha aqui ao lado!
- Cruzes, mãe. Mas e você...?
- Coitada, acabou de morrer... eu bem ouvi a enfermeira dizendo que "já era".
Eu contive o riso.
- Mãe, esquece a velha. E você?
- Não, Pi (ela me chama de "Pi", não pergunte porquê), não dá pra esquecer! Caceta! Chego aqui passando mal com um ataque de pânico, e eles me botam do lado de uma velha morta?? Piorei! Tou mais nervosa!
Aí eu não aguentei e ri.

- Esquece a véia, mãe! Pensa em outra coisa. Lembra do que o vovô dizia: "Antes ele do que eu".
- E agora chegou essa outra velha aí - e apontou pruma maca - e eu tou achando que ela vai morrer também! Me tira daqui, que eu tou com medo da próxima ser eu.

 Rindo, tirei ela da cama, com soro e tudo, e levei-a ao banheiro. "Sabe como é, tomar muito soro faz a gente ter vontade de fazer xixi", ela ia dizendo.
E na volta pedimos pra colocá-la em outra enfermaria.

Só que pra fazer xixi, com soro no braço, é mó complicado. Ainda mais que ela estava toda trêmula ainda.
- Mãe, pára de tremer! Vai fazer xixi nas pernas.
Ela ria e começou a praguejar:
- Como diria você: "caralhos flamejantes"! Que merda, tou toda me tremendo!
- Mãe!!- gargalhando
- Ah, filha, eu tenho dito muito isso. Outro dia disse até no trabalho.

Pois bem.
Ela deitou e eles deram um calmante na veia dela.
Pensei "agora ela vai relaxar e dormir".
Rá.
A mulher desandou a falar que nem uma matraca! Sabe quando o efeito é o contrário, e a pessoa fica frenética?
Pois é.

Só que quase me mata de vergonha, porque ela começou a bater papo com todos os pacientes e acompanhantes em volta!
Sabe a história da véia defunta?
Então, ela contou umas 10 vezes! Pra qualquer um que passasse, hahahaha.

Pior. Começou a perguntar pra todos os doentes o que eles tinham!
- Mãe! - gritei ao ver a cara estupefata de uma acompanhante - Não se pergunta isso! Que indiscreto!
- Que nada. Estou demonstrando preocupação - e depois discretamente em voz baixa pra mim - Vai que ele tem alguma doença contagiosa, né? Melhor a gente se prevenir....

Aí o médico entrava pra tratar de alguém, e ela dava pitaco nos tratamentos:
- Melhor pedir um exame de glicose pra essa senhora - ela avisava petulante ao médico, que estava com cara de bunda - ela é diabética, e ninguém mediu a glicose dela.
(engraçado era o médico sair com o rabo entre as pernas, e pedir o maldito exame da mulher)

E eu virava pra enfermeira discretamente: "não dá pra dar outro tranquilizante pra ela, não??"

Só sei que eu me diverti horrores com a minha doentinha tagarela.
Quero ser sempre assim também - quando jogarem a última pá de cal em cima  do meu caixão, sei que vou estar dando gargalhada.

GUENTA AÍ!


Sexta. Aff!
Manhã corrida, e eu tendo que entregar um trabalho hoje.

Muita coisa acontecendo ao mesmo tempo.
Triste que amanhã vai ter show do Roxette e eu não vou (queria ir e estava sem grana, aí agora os ingressos esgotaram... snif)
Feliz que tá chegando o casório e que não vou trabalhar no finde.

Tensa, porque o vestido do casório mal fecha ainda (comprei menor pra incentivar), então tenho que definhar até quarta, ou não tenho o que vestir.
Coisa de mulher doida, não critique.

Com fome.
Com fome.
Com fome.

A féladaputa da comadre Déia me chama pra almoçar no Outback amanhã. Contrariando todos os meus instintos, respiro fundo e recuso.
Engordei só de pensar.
E agora não paro de imaginar aquela comida - enquanto tomo minhas sopas, argh.

Sem inspiração pra escrever hoje, a cabeça tá voando.
Sabe como é, acontece. Ainda mais quando tou frenética.
Assim que me ocorrer alguma coisa, venho escrever.

Segurem aí um pouquinho.
Beijas.



quinta-feira, 14 de abril de 2011

BEIJA EU

(imagem: reprodução)

E já que ontem foi o dia do beijo.
Quer ser beijada, mas não sabe como dar a deixa?

Seus "pobrema se acabaram-se"!

Quem disse que sedução não tem técnica???
Aqui vai uma listinha de truques baixos que nós mulheres podemos usar, pro marmanjo entender: me beija logo, pô!
Reuni truques, dicas e manhas de amigas e algumas minhas.
Só não vou dizer qual é de quem, óbvio ;)

1) O suspiro
Uma bem infalível, só que precisa de certa aproximação. Acho que a Rachel descreveu essa num episódio do Friends, rs.
Vocês já tem que estar algo próximos (tipo um na frente do outro, mas não longe).
Aí você dá uma aproximada na direção dele, sem olhar ele no rosto, arqueia sutilmente as costas pra trás (empinando de leve os seios na direção dele, e o bumbum na direção contrária) e... suspira.

Eu sei, dito analiticamente assim, parece uma grande bobagem, ou a dança de acasalamento do tamanduá africano, ou coisa que valha, rs.
Mas te juro que é científico - todas que testaram tiveram mais de 90% de aproveitamento, rs.
E as que não conseguiram nada, acabaram não conseguindo nunca com aquele cara (ou seja, ele não tava a fim mesmo, então técnica nenhuma adiantaria).

PS: duvidou? Tenta e depois vem me contar. Funciona bem até com marido distraído ;)

2) O cisco
Essa é pra quando você não conseguiu ainda um contato físico mais próximo com o eleito. E tocar encaminha pro beijo.
Como se aproximar, sem ser descarada, nem ficar "pegando" nele?

Invente que ele está com um cisco ou cílio no olho.
Se aproxime para "tirar" (e avise inocentemente que vai tirar um cisco).
E aí, chérie.... o maldito cisco imaginário vai demorar séculos pra sair! rsrs.
Enquanto isso, você aproximou beeeem o rosto do dele e está passando os dedos na bochecha ou olhos dele...
O pulo do gato é fazer contato visual antes de se afastar.
Geralmente é aí que a fagulha acontece ;)

3) Os lábios
Bom, o macete mais manjado pra ganhar uma beija é atrair a atenção pros seus próprios lábios, pra sua boca.
Então vale: umedecer de leve os lábios, olhando pros dele (eu disse "umedecer", não se lamber como se estivesse suja de sorteve. E não pode ser caricato, tipo "vou te devorar", tem que ser mega sutil), ou mordiscar a própria boca, lembrando sempre de olhar pra boca dele!

Atenção homens: algumas mulheres tem essa mania, e não pra serem beijadas, ok? Eu mesma vivo mordendo a boca. Como saber se é flerte ou mania? Bom, se ela for casada, grandes chances dela não estar te dando mole, rs.

4) O frio
Essa é muito descarada, rsrs
Dá até vergonha contar.
Você, pobre homem inocente, que ficou com pena que a sua garota saiu sem casaco e ofereceu o seu pra ela... tolinho!!! rsrs
Pode ter sido tudo premeditado.

Se você já sai com ele com o firme intento de ser beijada... não vá de casaco, boba!
Use uma roupa bem fresca, que vá te fazer passar frio.

Isso não é garantia de beijo, mas cria oportunidades - dele te oferecer o casaco (e vocês ficarem próximos no ato de colocar e tirar), ou ele resolver te dar um abraço pra esquentar.
Abraço = mais de meio caminho andando pro beijo ;)

5) O batom
Essa não é pra garantir o beijo, mas pra aumentar suas chances idem.
Vai sair com ele?
Vá sem batom, chérie!

É verdade comprovada que a maioria dos caras odeia beijar batom.
Então se você resolver arrasar na produção e usar o seu chiquérrimo batom vermelho Rubi Woo da M.A.C... pode acabar sem beijo!

Ele pode até estar a fim, mas pode desanimar ante a perspectiva de ficar lambrecado ;)
Ou simplesmente detestar gosto de batom e despilhar.

6) O ataque frontal
Ele ainda não se mexeu, mas você tem certeza de que ele não vai recusar? (tem que ter certeza, pois senão vai ser embaraçoso)
Então se aproxime enquanto ele estiver falando, e do nada pegue ele de surpresa beijando a bochecha dele.... bem no cantinho da boca!

Essa é pras corajosas/ ansiosas.
Eu teria dificuldades de testar, rs.
Se ele não te agarrar na hora existem três hipóteses pra explicar:
1) ele não está a fim de você; 2) ele até está, mas é das antigas e não gosta de investidas femininas (e aí haja saco!); 3) ele é viado, rsrs.

E aí?
Pronta pra ganhar um monte de beijas??
Lembrou de mais algum macete infalível?
Conta pra gente!
Se eu for lembrando mais, vou botando nos comments ;)

Meninos, uma ajudinha aqui?

CANINOS DOIDOS


Ja-Jack, ainda com pontos, mas bonzinho da vida, já estava tentando aprontar.
Como ele anda compulsivo em comer coisas secas (papéis, algodão, pano, absorventes...), acho que vamos ter de chamar um adestrador pra ele, pois se ele engolir mais alguma coisa, não vai sair dessa.

Então por enquanto está rolando uma rotina militar aqui em casa, de não deixar nada ao alcance do cão ninja, rs.
Só que o B acha que ele e a Ginger agem em parceria no crime - um idealiza e o outro ajuda a executar, rs.

Dia desses, caiu um pedaço de papel higiênico no chão e ele correu pra dar o bote.
O bicho é rápido como o quê!
Quem olha até diz que ele tá dando o bote num bife, ou num frango assado - e não num mísero e insípido papel!

B tomou o papel dele e, de dedo em riste e puto, deu esporro:
- Canino, se você engolir mais alguma porra, vai ter que se virar pra abrir a própria barriga, ou digerir esse troço, ou vomitar, ou sei lá! Eu não vou pagar mais cirurgia pra você. É sério!

Depois nego me zoa porque eu converso com os caninos, rs.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

CONVERSAS COM A CRIANÇA

(foto: reprodução)

Seguindo a tradição da casa da minha mãe, eu tento que sempre haja bolo fresco aqui em casa.
Aí chamei a criança pra ajudar e aprender, pra tradição seguir adiante.
Ela adora!

No meio do negócio, ela perguntou animada:
- Mãe, qual sua parte favorita de fazer bolo?
- Comer - eu ri.
Ela piscou o olho pra mim.
- Eu também.

É muito minha filha, essa criança.

***

Mais cedo tínhamos ido na rua, e eu voltei morreeeeendo de calor.
Chegando em casa, não pestanejei: tirei toda a roupa e sentei só de calcinhas no escritório e comecei a responder emails.

Ela passou, arregalou o olho e perguntou:
- Que novidade é essa, agora?
- Tou com calor - resmunguei
- Mas onde já se viu, ficar digitando pelada?!
- Não tou pelada, tou de calcinha!

Ela começou a balançar a cabeça de um lado pro outro em desaprovação e rir.
- Mãe, você não é normal.

E eu achando que ela ainda ia demorar uns anos pra descobrir, rs.

ROCKY "BALBANDO"

(imagem: reprodução)

Há coisa de uns 2 anos, eu fiz clareamento nos dentes.

Pois agora estou fazendo a manutenção.
Então passo minhas tardes com a moldeira de borracha com o produto.

Olha, coisa bonita de ver!!! [NOT!] rsrsrsr
Fico parecendo o Rocky Balboa.
E babando!
Triste, rs.

Pior é quando esqueço que estou com a bodega, e atendo o telefone.
A pessoa deve achar que eu tou fazendo sei lá o que com a boca!!! hahahaha

Ah, as coisas que a gente faz pela beleza....




FELIZ DIA DO BEIJO!

Pode ser mais um dia bobo que inventaram, tudo bem.
Mas a gente atura tanto dia disso e daquilo babaca - eu prefiro esse!! rs

Pra começar bem seu dia, um dos casais que mais gosto - Seal e Heidi Klum.
Acho-os lindos, juntos e separados e adoro seu humor, sua família, os filhos... tudo!
Acho que são uma inspiração.

Curte aê!

terça-feira, 12 de abril de 2011

PRA DAR O CLIMA

(imagem: reprodução)

Trilha sonora.
Apesar de não ser uma pessoa absurdamente musical (nem entendida do assunto), tudo pra mim tem trilha sonora.
Uma coisa assim meio Ally McBeal, sabe? Já até falei sobre isso aqui há tempos.

Então existe trilha pra ficar feliz, pra ter raiva, pra trabalhar, e pra....
Você tem uma?
Uma música ou trilha sonora que assim que começa a tocar, te remete imediatamente a sexo?
Daquelas que te excitam e te deixam meio distraído do resto em volta, porque a imaginação corre solta??

Engraçado é como as escolhas mudam, de acordo com a nossa fase, o dia ou até mesmo parceiro ;)

Te falar que durante toda a minha adolescência, eu fantasiava f.... ouvindo essa música:

Take my breath away


A música é legal, mas... nada a ver comigo hoje!
E nem é por ela ser "datada", por causa do filme não.
Mas hoje eu ouço e penso "música romântica de virgem", HAHAHAHAHAHAHA.

Mas ela retrata bem uma época em que o sexo na minha cabeça era romantizado demais.
Como eu disse - coisa de virgem, rs.

Aí depois teve a fase de associar essa música a sexo:

Prince


Hehe, tenho certeza que essa deve ter marcado as trepadas de uma geração inteira de pessoas!
Ela já não é lentinha, nem romântica...

Mas hoje eu acho que a batida dela não é uma trilha sonora real boa. Só no imaginário (imagina você fazendo sexo no ritmo dessa música. Ok, bom. Mas meio frenético, rs)

Aí depois teve a fase "realidade nua e crua".
E essa música era a trilha sonora sonho de consumo do momento.
Ainda a acho muito boa!

Com seus gemidos nada sutis, sua letra direta...

I want you now - Depeche Mode


Mas minha trilha sonora sexual perfeita atual, aquela que colocaria em loop pra isso, sem parar, seria essa:

Justin


Já falei dela e tuitei trocentas vezes.
Você vai acabar lembrando de mim toda vez que a ouvir, rs.

A  letra nem tem tanto a ver, mas a batida, o ritmo... acompanham bem o meu, meu... "estilo", digamos. rs.

E você?
Qual sua trilha sonora pra dar "o clima"?
Tenho certeza que vocês vão lembrar várias ótimas que eu esqueci....

segunda-feira, 11 de abril de 2011

DESAPRENDENDO O ÓDIO


Das coisas que minha mãe me ensinou.
Talvez sem querer.

Quando eu era criança, eu ouvia muito a frase "não diga ' eu odeio" - é muito forte. Diga detesto, tenho raiva, não gosto. Odiar é muito pesado".
Sempre que eu tinha muito ódio, fosse de uma coisa séria, fosse de uma coisa simples, do dia a dia, e esbravejava que odiava assim e assado, minha mãe me chamava a atenção, com sua tranquilidade.

Incorporou.
Eu achava mesmo que odiar era uma espécie de tabu.
Era uma coisa pesada, perigosa e sem volta.
Então me policiava pra não vomitar ódio à toa.
E acho que no fundo a gente internaliza essas coisas faladas.
Acabou sendo magnífico me controlar pra não odiar.

Raiva, frustração, ficar puta da vida, detestar - tá valendo.
Mas quase nada vale o meu ódio.

Porque veja, a raiva é maravilhosa.
É a mola que te impulsiona às vezes. Te irrita,  te cutuca, te obriga a reagir.
É a explosão, a catarse.
Desgostar também faz parte; exercita o seu poder de dizer "não", exercita a sua individualidade, o seu direito de não concordar e não fazer parte.

Mas o ódio.... não há nada de construtivo no ódio.
Ele é irracional.
Te cega.
Te obriga a fazer coisas fora do seu comum.

Não odiar é uma ferramenta poderosa - não te impede de sofrer, de ter raiva, de não gostar.... mas não te incapacita.
Esse esforço em não odiar, ao longo dos anos, faz com que mesmo esses sentimentos negativos não te abalem tanto.
As coisas não te atingem tanto. Como se fosse uma couraça - as ondas de ódio chegam já meio brandas até você.

Não que você seja imune a ele - ninguém é santo. Nem aspirante a Madre Teresa de Calcutá.
Mas nossos ódios ficam mais seletivos, mais conscientes.
Até porque odiar é desgastante. Demanda um gasto de energia incrível.
É um desperdício.
E envenena, consome.

Então fico feliz de ter ouvido a vida toda que não era pra dizer isso.
Mesmo que minha mãe seguisse somente seu instinto nessa orientação.

E me pego repetindo pra minha filha, nos seus rompantes: "não diga que odeia, diga somente que não gosta"

MISTÉRIO DO BANHEIRO


Nós conversando no carro.
- Tem uma coisa que eu não entendo.
- O quê, Nita?
- Banheiro químico.

Ele riu.
- O que tem pra não entender?
- Pra onde vai?
- Pra onde vai o quê?
- As coisas.
- Não vai pra lugar nenhum, ué... por isso é que é químico. Você achou que ia pra um buraco no chão, ou saía por baixo da casinha? - ele implicou
- Ok, mas a química dissolve tudo?
- Não... acho que trata, sei lá.
- Mas...onde?
- Embaixo.
- Embaixo da privada?
- Sei lá!
- Mas é banheiro químico, não banheiro mágico!

Fiquei pensando uns minutos.
- Não entendo.
Ele suspirou. Eu continuei divagando.
- Porque a pessoa dá descarga..... e aí?
- Aí vai pra onde está a química.
- Pra sempre?
Ele riu de novo.
-Como assim pra sempre?
- É infinito?
- Não... tem tempo de uso, acho. Aí quando fica "cheio" eles vão e trocam.
- Trocam o banheiro todo?
- Caceta! E eu sei lá! Devem trocar só o fundo.
- É isso que eu acho estranho... não parece que tem fundo maior pra caber nada ali. Então onde ficam guardadas as coisas com a química?
- Por que essa coisa com o banheiro químico agora, afinal? - ele quis saber achando graça
- Por causa da obra aqui em frente. Tem um monte deles. E sempre que eu olho pra eles fico encafifada. E me irrita não entender como funciona.

Ficamos em silêncio uns segundos.
- Outra coisa que eu não entendo é...
- AI, PELAMOR...!

Sei não.
Tou achando que esses banheiros químicos são como caixinhas de areia gigantes.
Sabe aquelas de gato?
Pois é.
Não é uma nojice? rsrs
Mistério.

AS PUTCHANGAS

(imagem: reprodução)

Eu super não entendo.

Quase todo bairro tem suas profissionais da noite, ok.
Mesmo os melhores.
Aqui onde eu moro não é diferente.
Até então não tinha ponto de puta, pois é um bairro muito residencial.

Só que agora tem.
O curioso é onde é o diabo do ponto!
Bem ao lado da escola da criança.

Tá bom que não é de dia, é à noite, quando não tem alunos nem nada lá.
Mas, peralá!
As ruas ali são meeeega distintas!
Só residências.
Sem falar que o colégio dela é católico - tem uma baita capela enorme lá, que dá saída pra rua!

Eu achei que tinha algum critério pra esse tipo de coisa, rs.
Tipos - só na orla, ou só em lugares mais boêmios, ou só em lugar de turista...
E não ao lado de uma capela, em rua residencial chic, pelamor! rsrsrsrs

Vou ter que procurar o manual das putas pra verificar as "regras" do negócio ;)

sexta-feira, 8 de abril de 2011

PRA QUEM VAI JOGAR NO FINDE



Pra animar o finde.
Minha queridíssima Heidi Klum, em propaganda do Guitar Hero e fazendo paródia da clássica cena do filme "Negócio Arriscado".

Deu até vontade de passar o finde jogando, né? :)

AINDA ONTEM

(foto: reprodução)

Ainda no bar.
Como eu não bebo (e acabou que fomos num lugar sem mojitos), eu pedi um profiteroles.
Enooooorme!!

Dei umas colheradas suspirando e passei pra comadre Déia provar.
Ela suspirou idem
Eu:
- É... se orgasmo viesse em potinho, seria assim.

As meninas concordaram, rs.
Mulheres e chocolate - um caso de amor.

(e depois se seguiu um papo que, infelizmente, não posso reproduzir, rsrsrs)

ENQUETE DE SEXXXXXXTA

Tá bom, seus tarados, rs.
Sei que vocês querem falar sacanagem na sexta.
Normal, eu também ;)

Então vamos brincar de Jack, o estripador.
Vamos selecionar partes.
As que mais atraem fisicamente, no sexo oposto. (pros meninos poderem brincar também)

Vamos às  minhas escolhas do momento (são todas estranhas)

1) Altura
Sacanagem com os baixinhos, rs.
Olha, te falar que eu até talvez me apaixonasse por um baixinho.
Maaaaaas... quanto mais meu pescoço vira pra trás pra olhar pra cima, mais eu gamo (ou gamava... mas vocês entenderam, rs)

Por sorte, meu 1,57 faz com que praticamente todos sejam mais altos do que eu :)

Até brinco com o B - ele tem 1,80, e eu digo que no dia que conhecer um cara de 2 metros, fujo com ele, rs

2) Mãos


Essa eu já falei inúmeras vezes aqui.
Realmente, realmente é um fator decisivo no quesito atração!

Na época que era solteira deixei de sair com um cara que tinha mãos horrorosas.
Mãos pequenas e gorduchas, unhas roídas até o sabugo, ou unhas feitas em salão, com base, dedos nodosos..... brrrr!
Me causam arrepios.

Foi mal, mas teria que ter todo um trabalho de convencimento por outro lado, pra deixar mãos assim me pegarem, rs.
Elas tem que ser bonitas, ou grandes, não desajeitadas, nem muito macias.... bem masculinas.

3) O caminho da felicidade




Bom, obviamente isso não é fator de atração, pois quando você a área em questão... o negócio já tá adiantado, rs.
Mas é uma das partes do corpo masculino que eu mais gosto!
Sério!

Não é a barriga não! Os abs nem precisam ser tanquinho!
É aquele pequenino espaço entre o umbigo e o....
Às vezes é marcado por pelinhos, sabe?

A-do-ro.
Doida, eu sei.

4) A voz


Isso conta como parte do corpo, não conta??

Tipos, voz é uma coisa muito erótica.
É ela quem vai falar no teu ouvido, pô.

Então não precisa ser grave, forte, profunda, de tenor... nada disso.
Precisa ser agradável.
Não infantil, nem esganiçada.

5) Omoplatas


Hein????
É... rsrs
Weird, eu sei.

Não é fator decisivo, e demora até você conseguir ver a área em questão.

Mas é outra parte do corpo masculino que eu tenho tara.
Acho lindo.
Omoplatas.
O cara pode ser magro, gordo... mas aqueles ossinhos salientes nas costas, quando ele se mexe e estira....
Acho uma coisa!

Pronto!
Então, que partes mais te atraem no corpo do sexo oposto? (ou no sexo que você gosta, vá)

Aposto que o bumbum vai ganhar disparado.....

ESCALA DE VALORES

(imagem: reprodução)

Ontem, estávamos num barzinho aqui perto de casa, curtindo o happy hour com uns amigos.
Papo vai, papo vem, um dos meus amigos solteiros comenta que estava precisando conhecer alguém.

Na mesma hora lembrei da amiga de uma amiga, que também estava solteira, e que "encaixaria" bem com ele.
Adooooooooro bancar a alcoviteira, rsrsr
Na mesma hora ele se animou.
- Show! E como ela é?
- Humm, gatinha, gente boa, independente... ela é médica....
- Sim, mas como ela é fisicamente? Alta, baixa, morena...

Pensei um minuto e disparei:
- Ah, ela tem o cabelo super bom!

Gargalhadas na mesa.
Todo mundo me zoando.
O B mexe comigo:
- E homem quer lá saber do cabelo??

Pô.
Foi mal, mas isso é mega importante na minha escala de valores, rsrsrs.