quarta-feira, 25 de junho de 2008

RAIVA NÃO, ÓDIO!

Passou a deprê. Veio o ódio.

Ódio de tudo e de todos; ódio dos imbecis que vivem no mundo. Todos os outros habitantes que não eu, óbvio.

Ódio de todas as mães imbecis do mundo. Se vc for mãe, aconselho não ler o que se segue porque: esse blog não é concurso de popularidade - eu não pretendo ser legal e fofa, e apaziguadora. Se eu sou legal ou simpática com alguém aqui é pq gostei da pessoa. Isso aqui é uma ditadura. Hj eu tou puta, e o que vou dizer aqui não é "forum", é a minha opinião e acabou. Não gostou, sorry.

Hj às 6:30 toca o telefone. Era a amiguinha da Memée, ligando pra avisar qq coisa antes da aula. Na boa? Na boa?
Porra, cadê a educação dessa criança? Cadê a mãe dessa criança??
Sabe quando a minha filha ía ligar pra casa dos outros a essa hora??!!

As mães são todas umas idiotas, preguiçosas, débeis mentais (e antes que vc pergunte, não, eu não acho q eu seja. Tenho meus problemas, como falta de paciência ou ser muito dura, mas me acho brilhante. Claro, porra. Ía me achar uma merdona?! Ainda mais com a filha maravilhosa que tenho...ela é um anjo, mas vc acha q ela é educada, articulada e independente por si só? Sem ajuda de pai e mãe? Então tá bom..., dá licença que eu me permito ter pouca modéstia nesse caso).

Eu não entendo como as mães tratam as crianças como idiotinhas; são incapazes de uma conversa honesta, por pura preguiça, como subestimam a inteligência das crianças...

Ontem, tive de levar Aimée pra fazer um exame de glicose. Daí ela me perguntou se ía doer. A médica (uma completa imbecil), começou a inventar uma estorinha idiota, falar de umas princesas, enrolar que não ía doer nadinha...tentando distrair a menina. Eu LEMBRO como eu odiava quando me tratavam assim, tentando me distrair, quando eu era criança. Odiava.
Pedi licença pra mulher e falei, filha vai doer só um pouquinho, é só uma picadinha na ponta do dedo, mas demora só um segundo e depois passa.
Deu pra ver o alívio dela. Honestidade, saca? Ela sabe que pode confiar em mim.
Ela virou o rosto e deixou a enfermeira furar o dedo dela.

Pra quê enganar?? Pra criança nunca mais confiar na mãe? Ela é inteligente, caceta.

Odeio adultos que quando querem alguma coisa de criança (que obedeça, que coma..), inventam estórias:
- "o lobo (bruxa, homem do saco, velho), vem te pegar se vc..."
- "ah, não podemos ir ao Mc Donalds porque está fechado (4 horas da tarde)."

Mentiras, mentiras, mentiras!! As crianças crescem ouvindo mentiras. E crescem com pais com medo de falar as verdades e aguentar choro, birra e tals.
Covardes! Preguiçosos! É isso que vcs são!

Não vamos ao Mc porque não podemos agora, ou estamos duros, ou não é hora disso. E acabou. Te falei a verdade, não gostou pode chorar.
Vc tem que comer (ou fazer isso), por esse e esse motivo, e vai fazer e acabou.

Pais preguiçosos. Pais que vêem as crianças fazendo merda, quebrando coisa na casa dos outros, e falam mole: "fulaninhooo , não faz iiisso", ao invés de levantar, tirar as coisas da mão da criança, dar uma bronca...
Tadinho, tão pequenininho... Ah, tá, sua idiota, e vai esperar crescer pra educar?? Tem que dar bronca sim. Não, não pode bater na cara da titia não! Não pode puxar o rabo do cachorro não.
Não, não e não!! Os pais andam com medo de dizer não. De brigar.
De tirar as fraldas na hora certa, por PREGUIÇA de terem de lidar com cama molhada.

Preguiça de tirar a chupeta e ouvir choro (mesmo que a criança já tenha mais de 3 anos).
As crianças tem fases de desenvolvimento, pô. Não sou psicóloga, mas me lembro de muita coisa: fase oral, fase anal...
Começou a comer comida, acabou fase oral. Criança de 4 anos de chupeta, mamadeira...preguiça de pai!!
Conveniência de pai!

Tenho muito medo de ter outro filho por isso: eu tinha 24 anos, hj estou bem mais velha e tenho medo de ser preguiçosa também! Muito medo! Já pensou, me transformar em tudo que mais abomino??!!

Criança que não fala obrigada, que não pede por favor, ou fala tatibitati e a mãe alí, ao lado, achando uma graça não corrigir.
Eu sou daquelas que de vez em quando não se segura e avisa uma criança que está BERRANDO em algum lugar fechado: oi, aqui não é lugar de gritar, vamos brincar falando baixinho??!
Tem que ver a cara de ódio da mãe. FODA-SE.
Educação vem de berço!! Não tem desculpa.
Esse negócio que criança pode tudo (gritar, destruir..) é coisa de pai e mãe IMBECIL.

E se vc ficou com raiva do que eu disse, parabéns.
Vc deve ser uma também.

19 comentários:

Renata disse...

Eu adoro esses seus posts-desabafo! E concordo com cada linha que você escreveu! Eu sei, meu bebê ainda não nasceu, mas eu espero fazer o meu melhor sem preguiça...porque me irrita demais ver pais e mães agindo como se não fosse com eles!
E com certeza, se a sua filha é fofa e educada o mérito é todo seu, primeiro porque milagres não existem e segundo porque criança testa limites o tempo todo e cabe aos pais saber impor.
É isso aí...falou e disse!
beijos, Re

Milena disse...

Hahahahahahaah! Adorei! Fiquei imaginando algum idiota lendo e ficando com raiva e aí... A última frase "vc deve ser uma tb! IMBECIL!"
Falou tudo Querida! Por isso que eu acho que o povo tem filho sem pensar, sem estar a fim MESMO sabe?

Tem gente que deveria ser proibida de de ser pai/mãe!

Coitada das crianças...

Beijooo

May disse...

Aaah! não ia comentar não... mas eu vou...concordo com tudo que tem aí nessa lista...eu mesma dou umas duras no meu filho... e olha que acabou de fazer 6 meses! quando começa com aquela lenga lenga de não querer tomar a mamadeira, eu aviso logo:Bernardo, vai tomar sim, pq tem muita criança que queria o seu leite e não pode ter! e não é que o garoto toma tudinho, sem mais reclamação??? tolerância zero pra manha infantil!
e essa estória da idade, é o caso. eu tb tive com 24, pq justamente se passasse mais tempo a paciência ia encurtar mais ainda. aí, antes de virar mãe preguiçosa, talvez virasse mãe homicida, em dia de TPM então...hehehe

Cinthya Rachel disse...

concorrrrrdo em tuuuudo sobre educação. criança precisa e gosta de limite. e tb tô no dia ÓDIO. cansei de recados ridículos no meu orkut de pessoas que não conheço, tb deixei um recadão lá no perfil, e agora so add amigo, pq as pessoas abusam. vc responde sendo simpática e aí já era

Priscila M.R. disse...

Elise
to comentando meio atrasadinha mas... neste momento estou te aplaudindo de pé (na verdade é sentada mesmo, mas faz de conta que eu to de pé). Você falou TUDO o que eu tava pensando ontem (veja no meu blog o MEGA MASTER mico que paguei) por causa de um garoto mega sem educação.
A minha mãe é cheia de defeitos (estilo Emily Gilmore) mas nesse ponto ela nunca perdoou qualquer má-educação da minha parte ou da do meu irmão.
Se a sua menina é bem educada isso tudo deve-se a você ser a pessoa que é. Ter ensinado e cobrado dela.

Tenho que concordar que a médica foi bocó. Mas eu dou MTA risada vendo adultos pagando mico fazendo essas coisas que ninguem mais cai.
Supermercados é onde mais rola essas coisas.

Mil bjus pra ti!!!

e gente... O DESFILE DA COLCCI TAVA FEIO MESMO.

Titi disse...

Fiquei de certa forma aliviada com seu post.
Sou tida meio como "mãe brava", "mãe reguladora",só porque meu filho tem 1 ano e 10 meses, e acho que é fundamental dizer "não".
Meu filho não faz as coisas na hora que ele quer e sim na hora que é possível .
Na minha casa já existem regras de convivência e educação.
É oferecido a ele uma alimentação super saudável durante a semana, e no fim de semana libero geral.
E não é à toa que o Augusto, já nessa idade, sabe se portar bem em qualquer lugar.
Brinca como qualquer outra criança, mas não tenho que sair correndo pra dar comida, nem perguntar se quer tomar alguma coisa (fico vigilante só com a água se tiver muito quente).
E por aí vai.
Então querida seu texto lavou minha alma e só me mostrou que minha forma de agir está bem coerente.
Às vezes fico com um pouco de medo de ser a carrasca aqui de casa, mas acho que qdo algo der errado a primeira pessoa a quem vão resposabilizar e penalizar sou eu.
Quero meu filho educado e pronto para tomar suas próprias decisões na hora certa.
Bjcas.
Obrigada.

Anônimo disse...

NOOOOOSSA! Parabéns SUPER MÃE!

Dani Claudino disse...

hahahahahahahahahahha quanto ódio no coração!!! Apesar de não ser mãe, sou inteligente, portanto, concordo em gênero, número e grau. Ah! É impressão minha ou rolou um deboche no comentário anônimo? :-) Alou, galera, SUPERMÃE, tudojuntomisturado!!!!! beijo

Daniely Novo Kamaroff disse...

MEU DEUS, QUE MULHER AMARGA...QUE PESSOA AGRESSIVA COM CRIANÇAS, QUE COISA HORROROSA, OLHA VOU TE DENUNCIAR PARA O CONSELHO TUTELAR AQUI DO RIO, HEIN?
AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
Nossa senhora, todas temos que admitir ELise, os seus melhores posts saem na fase da sua TPM, vc fica genial!!
Minha flor, você está certíssima! Eu só não consigo entender como uma pessoa tão lerdinha e relax consegue pirar nessas situações..ahahahahhahahahahhahahahahahhahahah
Tá vendo como vc não é de todo "moradora da terra do nunca"?
Bjks flor!!!

Tathy disse...

Não tenho filhos, mas vc está certíssima,foi assim que fui criada, com limites e conversa. Tem muita criança e muita mãe e pai por ai que são uó, deviam ser banidos da sociedade! bjs

Dzinha disse...

Olha, Elise, eu quero te dar mil beijos por esse texto!! Pense em como eu tenho que aguentar crianças assim lá na escola... E ae, mães e diretora acham ruim quando eu falo com as crianças do jeito que falo com adultos. Eles não são burros, cara. São pequenos e tem limitações de abstrações... Mas nada que os impeça de entender certas coisas.
Estou contigo e não abro.

Aplausos pra você.
E beijos também.

Mel ♪ ♪ disse...

Sabe Elise, concordo muito com vc gata!
Ainda não tenho filhos, mas sempre odiei ver os pais tratarem as crianças como se fossem idiotas. Tenho uma enteada que hoje está com 7 anos e todo mundo diz que a minha relação com ela é completamente diferente da que ela tem com as outras pessoas, inclusive com a própria mãe, pois tudo que acontece, quando preciso dar bronca, ou ensinar algo, sento e explico direitinho, ela tira as dúvidas e a gente se entende.

E é por conta dessa preguiça dos pais que hoje as crianças mandam na casa.

Beijoca

Andréa Ramos disse...

Vc tem razão.
O pior é que eu sempre fui enérgica com meus filhos desde pequenos e sempre ouvi,principalmente dos avós,que eu era tirana e muito dura.
Se sendo dura hoje eles são adolescentes difíceis(com limite senão toma uma bifa só,claro)imagine se eu não tivesse sido assim?
Para ser bem honesta,nos ;ultimos tempos eu não tô curtindo muito gente,nem criança nem adulto.
Bjs

simone disse...

minha mãe é professora e, talvez por ter que lidar com filhotes de imbecil, criou a mim e a minha irmã sem chance pra babaquices. nenhuma das duas jamais fez cena em público, desrespeitou professor, deu uma de rainha-mirim... e nem tinha que dar! é obrigação e função dos pais educar a criança, e limites são necessários. tô com 21 anos, sou de 86... os pais do povinho de 1990, que tá fazendo 18 agora, já são da turma que achava que dizer "não" machuca, que limita, que tira a liberdade da criança. por consequÊncia dessa babaquice, meus calouros são uns bostinhas que arranjam briga com professor porque prova existe(!), porque receberam nota baixa(!!!), porque o professor faz chamada... e ainda têm coragem de falar a famosa frase: "eu estou pagando, você é meu empregado". dá vontade de dar na cara!

certa está você de reclamar, elise... mãe imbecil estraga a vida da criança e a de quem está ao redor!

simone disse...

lembrei agora de algo que a minha professora de direito de família contou.

ela dirigia uma casa de semi-liberdade pra menores infratores, que ia receber 12 meninos para morar lá. ela, a assistente social e a psicóloga resolveram fazer uma lista de regras pra casa, estabelecendo punições. como não conheciam os meninos e não sabiam o que esperar, decidiram primeiro conversar com eles pra daí mostrar a lista. no meio da conversa, os próprios meninos acabaram montando uma lista de regras e condutas, BEM mais rígida que a delas, e além de seguir, cobravam delas que aplicassem! isso de meninos carentes que por não ter nenhuma instrução acabaram se metendo em problemas com a justiça. e nenhum dos meninos tinha mais que 14 anos.

a criançada quer e pede limites. eles precisam disso. só que muita mão bocó, que nem de mãe merecia ser chamada porque não cresceu nunca, não consegue enxergar.

Camila disse...

Elise, parabéns, um dos melhores posts dos últimos tempos, merece aplausos: clap clap clap ;)

Não tenho filhos, não penso em tê-los por ora, principalmente por não me achar preparada, com tempo, disposição ou mesmo paciência pra ser mãe. Criar filho na base da preguiça, ou largando com babás é mole, mas educar realmente uma criança é uma tarefa árdua...

Olly disse...

Parabéns... Talvez assim, ouvindo nãos as crianças de hoje se tornem adultos menos imbecis amanhã...


Beijos

Olly

Madamice disse...

Nem precisava dizer, mas:
concordo com tudinho.

As crianças são idiotizadas pelos pais preguiçosos. E também idiotas.

Tatybitaty é um veneno, amiga. Obrigada por combate-lo.

um beijo!

Selma disse...

AMEI seu blog, seu jeito de pôr as coisas em letras e do seu posicionamento neste caso específico. Parabéns! Gostei de td - ou qs, pra não ficar aquela coisa de unanimidade, né?, rodrigueana, argh. Abraços, Elise.