sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

PAPAI E MAMÃE NA CAMA


Calma! Não vou falar (ainda) de posições sexuais! rs
É que andaram me perguntando como fica o sexo depois que se tem filhos, se fica espontâneo.
Como fazemos?

Simples - com humor, rs.
Se não tiver uma boa dose de humor e desprendimento, se se colocar muita pressão, azeda.
Hoje em dia está mole - a criança, com 11 anos, não pára em casa.
Nos findes, brinca o dia todo lá embaixo, ou está na piscina, ou vai dormir na casa de amiguinho. Durante a semana ela dorme cedo, e no quarto dela. Então é quase tão espontâneo como quando éramos solteiros.
O máximo que fazemos é trancar a porta de casa, pra ela ter de tocar a campainha, ou a do quarto, pra evitar surpresas, rs.

Mas quando eles são pequenos.... é uma pica!
Se for muito pequeno, bebezinho mesmo, existem duas formas: ou ele é muito bebê pra perceber, e se estiver dormindo no berço ou carrinho ao lado, não vai fazer diferença (tem gente que broxa - eu não. Mera questão de sobrevivência, rs).
Ou você vai estar tão cansado, que sexo vai ficar um bom tempo fora do seus planos, hahahaha.

Tenho uma amiga com dois filhos com menos de 2 anos.
Ela diz: "sexo? Que sexo? Quem é que faz sexo??" rsrs
Não que não haja oportunidade, pois eles são pequenos, e em algum momento ambos dormem. Mais pelo cansaço mesmo. Ela diz que quando finalmente adormecem, os dois ficam tão loucos pra comer alguma coisa, tomar um banho e dormir também, que estão sempre adiando.
Uma merda, mas não vou ficar enganando vocês que não tem filhos - acontece.
É fase, não dura pra sempre.

Quando cresce um pouquinho mais é que exige mais criatividade e atenção.
Periga ele acordar bem no meio do negócio, ou levantar da cama e ir até seu quarto...
Digamos que pais com filhos nessa idade são mais silenciosos (rs), e passam o tempo todo prestando atenção a barulhos externos.
Senão dá merda.

Um casal amigo passou por uma destas - o moleque acordou e foi pro quarto deles meio sonado e em silêncio, e eles não se ligaram.
Quando perceberam, o menino estava ao lado da cama, de olho arregalado, observando o pai na posição menos ortodoxa possível, dando tapas na bunda e puxões de cabelo na mãe, e disse:
"pára tum isso, papai!!"

Traumas permanentes!!! hahahahahahahaha
Que nada. Claro que eles devem ter se martirizado um tempão, mas isso é bobagem - o moleque é grande hoje, e nem lembra do negócio, rs.

Outro dia idem, meu afilhado levantou sorrateiro e flagrou meus compadres no sofá.
Eles ficaram cheios de remorso, e como ele tem 6 anos, tentaram depois conversar sobre, explicar.
Que nada, o moleque nem tinha entendido nada do que viu, e também abstraiu.

Ou seja - os pais se preocupam demais. Se cobram demais.
Quando ela era pequena, cansávamos de deixá-la na sala vendo algum filminho e era só trancar a porta do quarto um pouquinho e ser silencioso. rs
Fazer o quê, né?

Hoje ela tá esperta, e como contei em outro post, até já chegou em casa e, vendo que estávamos de porta trancada, bateu e disse rindo "eu sei o que vocês estão fazendo aí dentro..."
Então ela tá safa - acho que nem entraria no meu quarto sem bater.

Problema sério não é pegar os pais trepando - isso se contorna com conversa e bom humor, pois é um problema "bom", os pais estão se "amando".
Acho que trauma mesmo é ver pais brigando, quebrando o pau, dizendo coisas horríveis um pro outro, se agredindo.... acho isso bem pior.
Acho que filhos que crescem vendo os pais se beijando, abraçando e agarrando são mais felizes.
A criança mesmo vive implicando com a gente.
Quando ele me agarra e beija muito, ela revira os olhos e nos chama de "impossíveis". Ou faz cara de nojinho e manda a gente parar "com essa indecência", rindo.

Seja qual for a situação, como eu disse, o importante é o humor.
Não dá pra ficar puto, cada vez que você interrompe uma foda dantesca de boa, porque o bebê acordou aos berros, e você tem que dar de mamá.
Não dá pra se frustrar, se ele acorda no meio de ótimas preliminares, e pede pra ler uma historinha, e você tem que ler o diabo da historinha, se concentando, pois ainda está de p.... duro, rs.

Se no meio do negócio um dos dois der uma meia pausa, e disser "ouviu alguma coisa?", não dá pra perder o rebolado - tem que parar também, ouvir, e depois voltar à animação como se nada tivesse acontecido.
E tem que se esquecer certas preparações também, rs.
Se você seeeeeempre esperar "clima" pra trepar, com filhos pequenos, não vai fazer nada nunca.
Esqueça o vinhozinho antes, esqueça longas preliminares, esqueça massagem e esqueça muito conversê. Isso só vai rolar nas poucas vezes em que você deixar o pirralho com a avó.
No dia a dia tem que virar meio "guerreiro" do sexo - aproveitar cada soneca, se especializar em rapidinhas...

E saber que essas fases todas passam ou se alternam.
E que é só ter boa vontade, e aproveitar cada oportunidade pra fazer diferente. Que espontaneidade é uma coisa que também se inventa.
E que sexo depois que se tem filhos não é chato.
Pelo contrário - fica bem mais criativo e emocionante... hahahahaha

40 comentários:

Renata disse...

Haja criatividade e disposição...rsrsrs! Olha só: os dois gatos dormem conosco na cama, só que eles estavam com pulgas...nós passamos remédio, demos banho e colocamos um portãozinho anti criança na porta do nosso quarto para os gatos não dormirem lá até estarem sem pulgas. Aí começou a maior festa, um daqueles dias mais animados mesmo (o Dani disse que era um dia hard core! rs!) e no meio do negócio a gente ouve o André, já no portãozinho dizendo: "quero sair daqui". Na verdade ele queria entrar...eu não sabia o que fazer, fiquei rindo desnorteada...o Dani que falava:"vai lá, vai lá"...eu ria e não conseguia ir...catei uma roupa qualquer, levei pra cama dele de volta. Quando voltei já tinha perdido o clima, mas a gente gargalhava e dizia que iriamos deixar o portão pra sempre. Ou então colocar aqueles bichinhos de pelúcia com sensor de movimento...sabe aquele macaco que faz "fiu-fiu" quando alguém passa perto??? rsrsrsrs
beijos, querida

Anônimo disse...

Elise tu é muito figura!!!
Eu ainda não tenho filhos, nunca tinha parado pra pensar que é melhor que um dia o filho pegue os pais trepando, do que ver eles brigando o tempo todo!!!
Certíssimo!!!

É como vizinhos, os meus vizinhos antigos da ap acima do meu, brigavam o tempo todo, e tocavam coisas no chão e tal, um horror.....
Agora trocou a vizinhança.....e o sex...ops harmonia rola naquela casa, e lógico que a gente escuta. Se bem que eu acho que os outros vizinhos já devem ter ouvido nossos barulhos também....

Mas cara, é muito melhor saber que os vizinhos estão trepando, do que se mantando em cima da tua cabeça.....

Zina disse...

brincadeira, ouviu uns certos ruídos, e perguntou la do quarto dele que ficava ao lado. QUE BARULHO É ESSE HEIM? Foi hilário, mas não interrompeu nada, nos fingimos de mortos, rindo muito baixinho, ele sossegou pra lá e voltamos a diversão.rsrsrsr...

Lindo fim de semana pra ti!
Beijo.

Long Haired Lady disse...

pela sua descrição é uma volta ao tempodacasadamamaeondetinhadeserescondido, rs

Anônimo disse...

E sexo na casa dos pais! HAHAHA
Não tenho carro e entrar no motel a pé sem chances né!!!
Entao é sexo silencioso em casa mesmo! HAHAH

Bju

Carol Monteiro disse...

Até fiquei mais animadinha em fazer um bebê... hehehe... Essas coisas os amigos que já são papais não costumam ensinar/explicar para os que não tem filhos, um dos meus medos era justamente esse, e depois do bebê? como faz? rs... bjoo

Georgia disse...

hahahahaha sexo o que é isso? Tb ainda estou me perguntando com uma bebê de 9 meses em casa...fora o cansaço, a mulher fica mega sobrecarregada...fica pior ainda se o marido não coopera!

Patrícia Nunes disse...

nunca aconteceu de nossa criança nos flagrar, mas deve ser bem constrangedor

Zina disse...

Elise não sei o que aconteceu. Meu comentário saiu só o final.rsrsrs...
Beijo.

Elise Machado disse...

Zina, te juro que não fui eu que cortei, rs.

O blogspot é uma porcaria, e às vezes faz dessas.

Lola disse...

Aqui em casa, Graças a Deus!, Malu nunca nos flagrou não... hehehe
A verdade é que qdo a gente quer sempre dá um jeito. hehehe

Bjs e ótimo findi pra vc!

aime disse...

EU já tinha parado pra pensar nisso....
É bem cmo imaginei mesmo!!!
Em casa meus pais desde pequena acostumaram eu e minha irma a bater antes de entrar...
Na minha forma de ver não gostaria que a criança veja nem ouça fzndo sexo (nao tenho filhos...rs)é constrangedor dependendo da idade... Ou é mto novo pra saber o que é ou já sabe e nao precisa ficar com aquela picture em mente....rsrsr
Nunca peguei meus pais fzndo nada...
Eles sempre foram super abertos, principalmente minha mae... HAVIAM imeeeensas brigas por causa de sexo em casa, brigas maiores ainda por outros motivos.... Meus pais brigavam mto, entao, pra mim, nem brigas nem sexo sabe?! ahahahahhaa
Acho que se acontecer beleza, mas tenho preferencia por nenhum!rsrsrs
Particularmente entre eu e minha mae rolava bastante intimidade, no sentido de eu saber como era a vida sexual dela... Eu acho saudavel... e Provavelmente agiria assim com flha minha, se tiver uma!!!
Acho q quanto mais natural o assunto for sobre sexo melhor!!!!!

Beijooos

Maela disse...

A minha sorte foi que o box do banheiro estava bem embaçado.... mas Tico me perguntou porque eu estava de joelhos no banho junto com o papai!

Quarto de Despejo disse...

Concordo plenamente, Elisa!
Melhor pegar papai e mamãe trepando, do que ver papai e mamãe brigando todo dia!!
Sempre pensei assim.

Bj

Fernando disse...

Um adendo psic: fiquem espertos com flagras de filhos pequenos, em torno dos 5 anos de idade. Pq? Pq soube de um caso de um menino nessa idade que flagrou os pais. Pai por cima, mãe por baixo, gritando. O menino viu e começou a evitar o pai dalí em diante. Enfim, foram a um psic e, então, descobriram que o menino achou q o pai estava batendo na mãe dele, quando era justamente o contrário. O famoso mal entendido, mas pra quem ainda tá recebendo muitas novidades na vida, pode assustar.

Bjs.

Bianca Ladyhawke disse...

Ah, quando eu era pequena eu nem me importava quando meus pais se trancavam e diziam que iam tirar uma soneca e sempre batia na porta antes de entrar... já o meu irmão... ele tentava entrar, eles gritavam lá de dentro que não entrasse, ele ficava perguntando o porquê, enchendo o saco e incomodando tanto que cortava o barato deles... e não adiantava explicar, ele seguia sempre fazendo a mesma coisa, hehehe

E eu acho que isso tem que ser tratado com naturalidade. Não precisa dizer exatamente o que se tá fazendo, mas deixar implícito, porque criança não é burra, eles sabem o que a gente tá fazendo... =)

Anônimo disse...

Como vai demorar ainda pra eu ter filho nao estou preocupada com isso... rs.. mas eu acho que é pior pra uma criança de 8, 9 anos ver os pais nesse cenário, do que pra um gurizinho de 2, 3, 4... porque esse não tem ideia do que tá acontecendo e vai esquecer, já o outro..
Ass: ni

Tauana Brandão disse...

O post foi show.
Ainda não tenho filhos, e nem pretendo agora, mas pensando na situação precisa ter muito HUMOR pra conseguir continuar com o sexo quando se tem filhos pequenos, pretendo ser assim com certeza. Você ta de parabéns viu.
;*

Val- Coisas da Val disse...

É a pura verdade, haja imaginação e porta trancada!!!

Jussara disse...

Muito bom. Leio alguns blogs de mães, mas nenhuma delas fala como ficou a vida sexual depois dos filhos, e eu sempre fiquei curiosa, pois acredito que com filhos pequenos não seja fácil. Nos primeiros meses pós-parto acho que nem rola, né? tamanho é o cansaço e as noites mal dormidas. Quando os filhos são pequenos deve ser mais difícil, mas pelo menos eles não entendem; quando começam a entender acho mais complicado.

Jussara disse...

Ah, esqueci de perguntar: e como vcs fazem com os caninos? rs

Coisas de Mirela...... disse...

É realmente é uma aventura, tenho uma pequena de 2 anos e um de 13 o négocio que deu cerrto aqui em casa é aproveitar os intervalos!!bom fds, bjm

Lais disse...

Oi, Elise!
Bem interessante o assunto deste post...Taí uma coisa que eu, por ainda não ser casada e ter família, sempre ouço relatos de como fica o sexo depois da vinda dos filhos. E olha, Elise, admito que algumas histórias a respeito me deixam com um pouco de paúra de casamento e maternidade...
Por exemplo, uma de minhas irmãs me conta que, quando minhas duas sobrinhas mais velhas eram pequenas, ela reclamou bastante que, por mais de ano ela não teve um marido na cama, mas sim um irmão ou amigo assexuado dormindo junto com ela. Olha, a coisa andou tão feia naquela época que quase rolou divórcio...Mas agora, depois de muita discussão, louça quebrada, terapia de casal e uma engenhosa tranca instalada na porta do quarto do casal, as coisas já andam se encaixando debaixo dos lençóis (tanto é que eu acabei ganhando mais uma sobrinha, hehehe!).
Em compensação, minha mãe tem lembranças bem engraçadas das vezes em que, pra "fazer coisinha" ela e meu pai se trancavam no banheiro enquanto eu e minha irmã, pitoquinhas na época, dormíamos a sono frouxo na cama deles...Isso quando uma de nós não inventava de acordar com vontade de fazer xixi e ficava batendo na porta do banheiro com meus pais trancados lá bem na hora do oba-oba, hehehe! E sim, o melhor conselho que meus pais nos deram a respeito disso é: "quem quer transar (com cria ao pé ou não), sempre acha um jeito; quem não quer, acha uma desculpa!"

aime disse...

EU tb ia perguntar pra ela Jussara, como ela faz com os caninos dela!!!!!

Juliana disse...

haha que dá pra fazer dá, pq o namorado teve que morar uma cota na casa da mae com a ex mulher e o filho num quarto só. No final eram 3 filhos.

E falando em caninos, tenho uma amiga que se separou pq o cachorro do marido ficava se masturbando enqto eles transavam, e ficava mesmo, e como ela é veterinária nao tinha como enganar.

Continuo nao querendo filhos. Sexo, viajar e poder ficar bem alegre nos resorts sem ficar indo resgatar filho na piscina... Nao quero.

Rick disse...

Post delicioso, engraçado, verdadeiro e irretocável!

Mundo da Fer* disse...

Lise tem selinho pra vc lá no meu blog

Beijos

aime disse...

Jussaraaaa!!!!!!

Todos os resorts bons aqui no brasil e no exterior tem monitoramento gratuito das crianças em epocas de temporada!!!!!! E alem de td, vc tb pode contratar as babas que os resorts disponibilizam para cuidar dos kids, enquanto vc curte uma otima bebida na piscina ou whatever!!!!!
Don't be shy com relação a isso... FOi-se o tmpo em q vc viajar e ter filhos era um problema.
Te juro q eh bem pior viajar pra qm tem cachorro!!!!hahahaha
Filho eh o de menos! Pra viagem!!!!

=D


E meus dogs ficam no quarto com a gnt enquanto fzmos sexo...
Ngm nem levanta, de tao acostumados q tao!!!! eles dormem e nem esquentam!!!!
Mas no começo foi foda (desisti de tirar eles do quarto qd eles começaram a destruir e derrubar a casa inteira!) cachorro lambia o pé no meio do bem bom!!!!!
Ou vc virava e dava de cara com o dog do lado da cama....
Mas como ja estao tds acostumados e eles nao sobem na cama pq eu nao gosto... Nao tem problemas!

Edu disse...

É tão gostoso sacar que os cachorros estão percebendo algo diferente ( sexo)...rs

Abraço

Jussara disse...

Aime,
Vc me confundiu com a Juliana, ela que falou que não quer filhos por não querer resgatá-los em resorts. hehehe
Eu gosto de crianças, mais ainda de bebês, mas sabe que concordo com ela? Gosto da minha liberdade, e no meu caso, eu detesto resorts (e eles só atendem crianças a partir de uma certa idade). E tb acho de última casal que viaja e não dá bola para os filhos, pelo contrário, quer se ver livre deles. Melhor não levar, então.

Voltando à vaca magra: transar com os cachorros no quarto deve ser meio bizarro. Eu passo! :D
Concordo que viajar é pior pra quem tem cachorro, meu coração se parte em mil pedaços. O filho vc leva junto.

aime disse...

Sooooorry jussara!!!
Confundi!!!!


EU tb acho uó deixar nas mãos de estranhos os filhos, mas tem pessoas que nao ligam.... Q acham saudável!! Eu só acho legal quando parte da criança querer ir!!! E pra isso só depois dos 4-5 anos de idade mesmo!! Eu mesma era uma criança que iria facinho, ja minha irma morria de medo!!!rs
Pena q na epoca de infancia nao tinha tao acessivel!!!!
Eu acho que o legal de ter filhos eh exatamente as ferias! O brincar na agua, a interaçao!!!!

Huuum, cachorros no quarto pra transar, é sussa... DEsde q o cachorro nao tenha o costume de subir na cama... Senao CERTEZA q uma hr ele vai cheirar/lamber a bunda de alguem!!!! hahahahah
Os meus nem ligam! Dormem! Nao importa barulho ou nada! Nem dao bola!rs

Le disse...

Ahahahah adorei o post!!
Legal saber que existe bom sexo depois dos filhos... rsss

Daniel disse...

Só consegui ler hoje hehehe

Não vejo porque cansaço... se dividir as tarefas, dá sim para ter tesão na dormidinha do Baby.

Agora QUARTO COM TRINCO é necessidade básica de pais... Armário também, pois filhos adoram fuçar nas coisas dos pais.

Beijos

Dan

Beatriz C. disse...

Pois! Eu já fiz na rede da varanda com minha irmã na sala de TV ao lado sem nem desconfiar, imagine se não vou conseguir fazer no meu próprio quarto, tendo autoridade pra dizer pro filho que ele não pode entrar pq papai e mamãe tem umas coisas de adulto pra resolver. Fichinha ;-) hahahaha

Elise Machado disse...

Adorei os comments! rs
Eita que vai ter um monte de resposta agora.

Primeiro: os caninos.
Olha, te falar que lidar com os caninos nessa questão é ainda pior do que com a criança, hahahahaha.
Jack, do alto de seus 4 anos e que já viu "de um tudo" (hahahaha) nem liga, e vai dormir. A gente só não pode dar mole com camisinhas, pedaços de papel e afins, hahahaha (ele pega e sai correndo)

Ginger não acostumou ainda, e é um inferno - se botamos pra fora do quarto, ela fica chorando e arranhando a porta loucamente. Aí haja concentração.
Se ela fica dentro, fica olhando curiosíssima, e não podemos dar mole, se não levamos lambida em algumas partes indesejáveis, hahahaha.

Sobre a coisa dos bebês, vou explicar pra quem nunca teve (pelo menos a cesária, que foi a que fiz): depois do parto, ninguém te conta que, além dos pontos, do peito vazando leite, e do inchaço, você vai estar sangrando. É.
Entre 20 e 40 dias. Uma menstruação eterna. é o tal "resguardo".
Eu, como sou sortuda, sangrei quase 40 dias.

Mermão, não é teu momento mais sexy - fora o cansaço.
Então sim, deve ter sido o período mais longo sem sexo da gente.

Conheço umas mulheres que não podiam fazer, mas faziam questão que o marido não ficasse na seca, se é que você me entende.
Na boa?
Se ele SEQUER sugerisse isso, dava divórcio. Acho o cúmulo da insensibilidade.
Sem falar que, né, como assim, acabei de parir, tou toda errada, toda sensível, cansada... e ainda vou pagar de boqueteira????
Mas nem fodendo!

Conheço gente que engravidou no resguardo. Como, eu não sei, rs.

Sobre ter de cuidar de filhos.
Eu acredito na escolha pessoal - acho que quem não quer e não tem perfil, não deveria ter mesmo. Sem remorsos.
As mulheres se cobram ter filhos, às vezes por uma pressão social. Não deveria ser assim. Acho sensacional quando alguma conhecida avisa que decidiu conscientemente não ter filhos, pois não tem vontade.
Acho uma opção super válida.

Ter dá trabalho, mas recompensa, claro.
Eu sou das mães que sabe separar as coisas - hora individual minha é hora individual, hora do casal é do casal... se puder levar ao viajar, ótimo. Se não puder ir, fica com a avó, ou o que for.
Sem culpas.
Beijas

aime disse...

Sou super que nem vc Elise,
eu mesma tneho minhas duvidas e fico dividida qt a isso... Pq sou mto impaciente... Nao sei como lidaria com filhos pela minha impaciencia e um tanto de intolerancia.... Mas eu tb tinha minhas duvidas se eu servia pra casar... Pelos mesmos motivos, casei antes de tds as minhas amigas e nao me arrependo nao!!!! Acho super legal, acho divertido! Tem dia que tenho vontad de matar ele a facadas... Mas garanto que deve ter dias q ele deseja o msmo. Sao as diferenças fzr oq!!!!rs
Mas qt a ter filhos, acho que cada uma tem que ver oq é melhor mesmo... Sou contra quem tem filhos contra a vontade, so pra satisfazer terceiros, acabam sendo por mts vezes crianças meio abandonadas emocionalmente, ou entao q os pais compensam a ausencia com presentes e mimos exagerados e a criança nao cresce bem psicologicamente... Cresce sentindo q faltou algo, e faltou mesmo!
Entao tb penso q nem vc, se vc tem vocação seja MAE, se tem certeza q nao tem NAO SEJA!
Nao ha mais necessidade de vc seguir a faculdade que seus pais querem, nao ha mais necessidade de ter fihos pq a sociedade determina!

Jussara disse...

Daniel,
Me desculpe, mas vou discordar de vc. Sério que vc não vê "por que cansaço"? (a não ser que esse baby a que vc se refere tenha , sei lá, uns 10 meses? rsrs).
Não tenho filhos, mas tenho sobrinhos, amigas e primas com filhos, etc. Não existe essa de não ter cansaço, até pq amamentar cansa, não à toa muita mulher emagrece amamentando (e dormindo pouco, perdendo noite, não tendo mais vida própria). Por mais que o homem compartilhe as tarefas - coisa rara e diferente de apenas ajudar - o grosso e o pesado sobram para a mulher. Elas não ficam cansadas, ficam exaustas. E muitos bebês nascem com refluxo, dão ainda mais trabalho. Não consigo imaginar uma mulher tendo tesão nessas circunstâncias, a não ser depois dos 3 meses, e com muuuita ajuda, seja do marido, mãe, sogra ou babá. Lembro de uma conhecida, cujo marido compartilha mesmo as tarefas. E ela diz que ele estava sempre com vontade, mas ela, se alguma coisa saísse errada com a bebê, já ficava preocupada e perdia o interesse.

Mas concordo com vc em relação ao quarto e armários com trincos :).

Guedes disse...

Sei lá...

Acho que quem não gosta de sexo...vai ver sempre dificuldade. Seja com filho ou não.

Conheço casamento que terminou por isso e uma dose de boa vontade iria resolver.

Daniel disse...

Jussara,

Ta posso ter exagerado de dizer, "não sei porque cansaço" mas dizem que minha filha (primeiro bebê) não deu problema nenhum... perto do que eu ou meu irmão demos, por exemplo.

Se considerar que existe o resguardo obrigatório já são 45 dias de pausa, o bebê estará com 45 dias.

Sim eu ajudava, eu levantava de madrugada para trocar a fralda, para ver se estava respitrando (no primeiro é assim coisa de maluco) e depois da mamada para fazer arrotar. Minha fiha nasceu perto das Olimpiadas de Sidney em 2000 e eu passava a madrugada vendoa s provas com ela no colo se ela estivesse resmungando... e no meu colo era difícil.

De dia, tinhamos visita o dia inteiro e sempre ajudavam. NÃO TEM COMO TIRAR TUDO DA MÃE, era ela qeu tinha o peito pra dar de mamar, e isso eu não dividia, mas de resto TUDO era dividido, ou compartilhado.

A mulher cansa mais, cansa, pois fica mais stressada também, instinto de mãe e se arruma menos, pois o cabelo não pode ser isso, não pode comer isso pois dá gases no bebê, não pode pintar o cabelo por causa daquil, pintar a unha por causa de outro troço e as vezes se sente pouco sexy (o que ajuda pouco).

Mas homens, todos temos que aceitar que elas estão durante esse período de gravidez e pós nascimento em um estado de DEUSA (como diz Claudio Barbosa), elas operam um milagre que e dar a vida... e nós apenas ajudamos com um espermatozóidezinho, toda a criação, formação e afins é feita pela mulher, dentro ela. E cá entre nós elas ficam lindas (e eu desejando-a cada vez mais). Besteira e até mesmo idiotice não fazer sexo na gravidez, é bom.

E depois que nasce, a mulher fica linda... a pele da mulher fica linda no período de amamentação, sim com cara de cansada, mas cansada por cuidar da nossa vida em comum, de nossa "cria". Tem coisa mais bonita?

Então sim, tem como criar climinha, tem como relaxar meia hora, tomar um banho demorado e dar uminha, mesmo que rápida. Sempre sabendo que tudo aquilo pode não dar em cada ao primeiro chorinho do bebê, mas como te disse, o ambiente era muito bom, muito calma, cheio de amor, não tinha como não dar certo.

Então por isso sei que tinha cansaço, mas não era algo que llimitava nada.

A verdade é que tem gente que não assume, mas gosta menos de sexo.

Eu adoro, então tudo que podia ser feito para persuadir, para criar um clima era e foi feito...

Ainda bem.

Beijos do Saladeto,

Daniel

Mirella disse...

Olha,eu concordo com o pessoal aí de cima quando dizem que tem gente que não assume, mas não gosta taaanto assim de sexo, e usa esse período "pós-parto" como desculpa pra fugir da coisa. Eu tive meus dois filhos de cesariana, que é beeem mais complicado do que um parto normal, por ser uma cirurgia, que tem pontos e tudo o mais. E, confesso a você, eu e meu marido não esperamos nem 15 dias pra fazer sexo. Claro que não foi nada muito "animado"... teve muita calma, muito carinho e muito cuidado. Dá pra fazer, sim, gente! Criança recém-nascida dorme muitas horas por dia. E se tiver que parar, que pare, que supra as necessidades do baby e depois continue de onde parou. Nada que a cumplicidade, o bom-senso e a dedicação de ambos não resolvam. E quem disser o contrário, me desculpe, mas não gosta mesmo do negócio.
Beijas