sexta-feira, 4 de março de 2011

PELOS CARNAVAIS DA VIDA...


(imagem: reprodução)

Carnaval.
Momento tenso.
Eu só estou começando a relaxar de verdade com carnaval agora, que estou aceitando melhor que não gosto muito de carnaval.
Não como as pessoas gostam.
Isso sempre me preocupou, sabe?
Me fazia sentir "por fora".

Não me entenda mal - eu adoro bagunça, me divertir, zoar, rir, dançar... mas acho que meu conceito de diversão difere um pouco do resto das pessoas nessa época do ano.

Esse frisson, essa ansiedade, essa contagem regressiva...  eu não sei o que é isso.
Essa felicidade desenfreada, esse "tudo é maravilhoso", essa alegria que não cessa...
Sempre me perguntei - o que há de errado comigo???
Os outros fazem parecer tão bom...

Talvez por achar trio elétrico, axé, abadá, gente suada, pegação, cerveja morna e sambão com gente fedorenta, em lugar cheirando a mijo.
Nem condeno quem gosta não, sério - isso sou eu.
Eu até posso fazer um programa desses, pra ver qual é, um dia, pra acompanhar amigos. Mas vários dias direto disso seriam uma tortura pra mim.

Eu não sou solteira (aliás, mal me lembro de ter sido, pois sempre fui monógama em série) e não fico bêbada - então metade do apelo do carnaval tradicional já se perde.
Aliás - eu praticamente não bebo cerveja!
Quer coisa mais anti-carnaval do que isso??!! rs

Até gosto de um sambão, daqueles clássicos, das antigas (uma amiga, que quase não me vê, ficou chocada ao me ver sambando no último casório, né Roberta?? rs), mas depois da quinta música, eu começo a ter fantasias de ser surda.

Aí tive a época das viagens de carnaval - quem quer fugir, viaja.
Mas mesmo isso às vezes não era legal.
Rola toda uma obrigação em se divertir, e se você só quer descansar ou ficar na sua um pouquinho, começam as cobranças.
Você é acusada de chata, anti-social...
E olha que eu nem incomodo ninguém...

Te digo - eu consigo ser engraçada, falar merda, me divertir como se tivesse bebido. Não sou uma sóbria pentelha não, te juro.
E se quero ficar na minha, não perturbo todo mundo - eu dou uma autistada na boa e pronto.

Mas eu ficava naquela - "preciso me divertir, preciso me divertir!"
Neurose total!!
E rolava toda uma frustração por não conseguir me divertir, como as pessoas diziam se divertir.
Por não ser igual a todo mundo.

E olha que eu já vivi um monte de histórias de carnaval diferentes...

... ir dirigindo pra Região dos Lagos (o maior programa de índio ever! Gente feia, muvuca...), demorar 10 horas no trânsito e voltar virada, quase dormindo no volante... e sem saber que estava grávida...

... viajar pra praia com o pé quebrado e gesso, e obrigar os amigos a me carregarem pra cima e pra baixo (dessa vez eu fui mala, rs)...

... ir acampar em Visconde de Mauá, num puta frio e chuva, a barraca de camping inundar, e ter que dormir na mala do carro, pois estava chovendo granizo...

... ir desfilar carnaval na avenida, com uma fantasia de 2.000 kgs (mas foi divertido, rs)...

... ir a trocentos bailinhos de carnaval infantil, com filho pequeno...

... ir pra Disney, e tentar nem lembrar que tava rolando carnaval....

... e mais um monte de histórias que não cabem aqui.

Enfim, acho que já tentei de tudo pra sentir o espírito carnavalesco - aquele louco e frenético, aquele descontrolado.
E... nada.
Só não tentei ir pra trio elétrico em Salvador e assistir ao vivo desfile de escola de samba, porque, né, tenho minhas limitações.

Mas tudo bem.
Felizmente, de uns anos pra cá eu tou começando a aproveitar um pouco mais.
Tou aos poucos desencanando de ser igual a todo mundo e tou parando de me cobrar tanto.
É um alívio!
Não me sinto mais tão culpada e estranha!

O carnaval chega sem grandes expectativas ou maiores pretensões - se tiver que viajar, ok.
Se for chamada pra alguma bagunça, bloco, desfile - legal.
Mas encaro tudo como um grande feriado normal.
Dias pra descansar, sair e zoar, mas sem aquela pressão.

E quem está comigo, agora tem que saber que meu jeito é assim - vou brincar, me divertir... mas não espere mais de mim maratona.
Não espere mais que se eu estiver achando uma merda, vou ficar ali de figuração, fingindo.
Vou dar uma pausa, pegar meu livro, ver meu filminho...
Vou sair de fininho, sem incomodar ninguém.
E que ninguém se incomode comigo também!

E pra você, que já achou seu carnaval perfeito, um bom feriado!
Beijas.

23 comentários:

Juliana disse...

Eu amo São Paulo no carnaval!

Lugares que mais adoro e nao vou por serem lotados, super delicia e encarável no carnaval.

Beto disse...

Você não gosta pq nunca te levaram pra um carnaval bom!

Se eu pudesse te levava comigo, e tenho certeza que vc ia se divertir

Anônimo disse...

odeio carnaval

vc não é estranha, isso é mais comum do q vc pensa

a maioria das pessoas nem gosta, só finge que se diverte pq todo mundo tá falando nisso

acabam todos bêbados, sozinhos e mais infelizes na quarta de cinzas

Babi disse...

O CARNAVAL AQUI DE RECIFE É MOOOITO BOM, LIS!!

Quando voce quiser vir, é só falar!

Eu deixo voce parar pra descansar e ler quando voce quiser, kkkk ;)

Anônimo disse...

Elise, eu também sempre me senti assim a vida toda, uma excluída, mas não era só no carnaval. Reveillon, festa junina (pelo menos no nordeste é O evento), sempre tem aquela cobrança do pessoal "vai fazer o que?" e você tem que dar uma resposta super cool e sociável. Afe, acho um saco isso! Não consigo entender como tem gente que acha legal ir passar São joão num interior numa casa alugada de 2 quartos e um banheiro, dividindo a mesma casa com 30 pessoas... ter que dormir no chão, fale MUITO sério! isso é sinônimo de diversão, se vc diz que fez isso é sucesso total! hahaha
Carnaval em trio elétrico em Salvador eu só recomendo praquelas pessoas ultra mega hardcore, porque o bicho pega MESMO, sou de Salvador e só sai uma vez, aos 23 anos, pra NUNCA MAIS, quase morri. Agora só saio 1 dia em camarote, e mesmo assim meio forçada pela levada social... hehe.
Ass: ni

Aime Chiquini disse...

NA boua?!
ODEIO a muvuca do carnaval!!!!
Nao ligo se vou viajar ou ficar em casa.... MAS odeio escola de samba 1 mes antes tocando na tv (nao eu nao vejo tv aberta... e msmo so zapear ja acho uó akela babação).... ODEIO akela babação q td mundo tme q ficar bebado dar pra todo mundo e ainda achar cool....
EU nao sou fã de carnaval e nunca escondi....rs
Pra mim carnaval é um feriado MARAVILHOSO... pq é o mais longo de todos os q temos e eu posso ficar mais tempo fzndo coisas que eu gosto!
Pronto, gosto do carnaval particular... Nada dessa muvucada q td mundo curti.
SOu mto liberal pra mtas coisas mas pra isso sou extremamente careta, fiar bebada nao eh comigo (primeiro q demoro pr ficar, segundo q odeio a sensaçao de falta de controle), nao dou pra qlqr um, nao curto sexo casual....
E bom, escola de samba nem preciso comentar, 5 minutos eh o suficiente pra mim.... haihaiahaiuhaiahaihaiuh

Daniel disse...

Não sou fã do carnaval... lembro muito de assistir filmes, jogos, de fazer upgrade no pc, backup, arrumar a casa, churrasco, futebol e viagens, geralmente para lugares sossegados, praias afastadas.

Não lembro de bailes de carnaval, não sou fã de muvuca, embora goste de show, festa e encontros. Curto mais uma festa junina ao carnaval.

Acompanhava os desfiles, mas hoje são grandes demais e iguais demais.
Gostava da apuração, agora que dão notas de 0,05 com critérios esdrúxulos de avaliação, não entendo porra nenhuma e não acompanho.

Ou seja quero descanso e agua fresca, uma boa cerveja GELADA, uma carninha NA BRASA e to feliz com o festival... Se puder estar acompanhado para uma luxúria noturna muito bom, será a festa da carne hehehe.

Aliás algumas dicas, hoje no O´Malleys (Pub aqui em Sampa) pode-se assistir aos jogos da NBA com uma boa Guiness.

Amanhã num outro PUB tem show de Blues.

Filmes e Teatros também estão rolando... Além de exposições como a água na oca, museu da língua portuguesa, pinacoteca, MASP, e outras coisas fora do eixo desfile-baile-bloco.

Mas não me sinto um anormal por isso. Eu costumava dizer que pulava o carnaval, dormia na sexta e acordava terça de noite.

Beijos Do Saladeto,
Daniel

Patrícia Nunes disse...

eu nunca gostei de ir para a farra tbm...eu gosto do fato de ficar 4 dias em casa.....gsoto de ir viajar para a praia...mas da folia mesmo eu nunca gostei
se bem q uma vez fui pra Juréia - Iguape/SP...lá tem uma vilinha bem pequena, e teve folia no bar das conchas...aquele sim foi legal, sem mta bagunça, coisa pequena...quase q familiar....quase td mundo se conhece, pq o lugar é tipo uma ilha, precisa pegar balsa...então, só vai pra lá quem tem casa lá

Jussara disse...

Tb nunca gostei e nunca vou gostar de carnaval. Acho um saco essa alegria institucionalizada. Sem falar que carnaval é ligado a essas coisas que vc falou, e das quais eu nunca vou gostar: axé, trio, suor, samba, cerveja, tumulto, gente fedida te empurrando e passando a mão.
Viajar não acho bom pq os preços sobem, e mesmo pra quem quer sossego, às vezes fica difícil encontrar um lugar sossegado.
Enfim, o bom mesmo é só o feriadão, e daí cada um curte como quiser.

Luciana Leal disse...

Eu detesto carnaval!
Queria me esconder!

Mari Paes disse...

Tb não aguento carnaval, me irrita!

Gosto só pelo fato de ser feriado e eu poder ir pra um sítio no meio do mato, onde posso esquecer dessa festa da carne horrorosa e banal!

Bjo e bom feriado

Anônimo disse...

Fiquei mesmo rsrsrsrs, tu és tão rock'nd roll que eu nunca tinha imaginado...mas legal, mostrou que é bem eclética, ou que pelo menos tenta entrar no clima e se divertir, ao invés de ficar como as mulheres mala que vc descreu tão bem.
Bjs e bom carnaval rsrsrsrsrs
Roberta.

Van disse...

Elise, vc não está só na multidão!!!

Sempre achei UÓ carnaval...o feriado é ÓTEMO, mas esse negócio de desfile, muvuca na praia, é o fim da rosca...ninguém merece.

E o pior não é aguentar as escolas de samba 1 mês antes na tv. O pior msm é ter q aguentar aquele bando de mulher fruta, ex-BBB's, ex-mulheres de jogador/pagodeiro BRIGANDO pra ver quem vai ser madrinha/rainha/o caralho a quatro da escola de samba...isso sim é o fim da picada. A fulana só "trabalha" de Dezembro à Fevereiro pq é a única época q tá na mídia pagando sem calcinha na TV, deixando um peitinho escapar daquele decote do vestido que tá usando 2 nº a menos. Aí depois da 4ºF de cinzas volta a correr atrás dos jogadores/pagodeiros pra tentar arrumar um filho e passar o resto do ano no programa da Sônia Abrãao chorando pq tá grávida e o pai não reconhece o filho.

Bom feriado pra tds as saladetes e saladetos!

Bjos

Van

Lilica disse...

IMPRESSIONANTE!!!! Compartilho da mesmíssima opinião que você, garota!!
E também me sentia um ET...

Como trabalho em empresa de transporte, não tenho essa de feriado, dia que caiu para trabalhar, caiu e pronto. Sou obrigada a trabalhar e ver todo aquele "povo feliz"... Aí é que eu não gosto mesmo...

AMOOOO seus posts. E, a cada um, me sinto menos estranha, pois tenho muuito em comum contigo
!!

Beijo.

Anônimo disse...

Elisa como você aguenta esse cara que faz postagem nos comentários do seu blog? Uow cara cria um blog e aprende a escrever. Beijas Chérrie.

Marina disse...

Ai Elise... Vc é minha irmã perdida!!!! kkkkkkkkkk! Como pode??? Vc tem as mesmas opiniões que eu em taaaaaaantas coisas que fico um pouco chocada e ao mesmo tempo feliz (por não me sentir mais uma estranha no ninho!)
Tb não curto carnaval, não bebo, sou solteira e não gosto de pegação!
Passo meus carnavais em casa, tranquila, vendo um filme, lendo um livro, indo ao cinema... E fico aqui, feliz, apesar de perplexidade dos outros!
Bom carnaval pra vc!
Beijos mil!

Nath disse...

Elise tu num é a única não. Eu não suporto carnaval. Até lembro dos batebolas quando era criança, mas só. Nem finjo gostar não. E mesmo evangélica, o povo nessa época foge pra acampamentos e eu também odeio, nunca fui, pq deixar o conforto do meu lar, da minha caminha, pra dormir amontoado e dividir um banheiro com 345049 pessoas num dá não. Sem contar a programação (não gosto de ter horário pra acordar em feriados), acho um saco tanto qt o carnaval, aff. E graças a Deus maridio também é averso a carnaval e no caso ele é anti-social mesmo, e eu gosto :D.
Vou aproveitar o frio que tá fazendo por aqui, ficar embaixo das cobertas tomando chocolate quente, vendo bons filmes e séries.
Muvuca, gente fedendo e bêbada? Tô fora.

Paola Bracho disse...

Oi Elise!

Tô aqui rolando de rir com suas histórias de Carnaval, mas qto a isso aqui: "Só não tentei ir pra trio elétrico em Salvador e assistir ao vivo desfile de escola de samba, porque, né, tenho minhas limitações"....considere-se convida a vir à Salvador! kkkkkkk

Caso queria experimentar um dia...te darei todas as dicas de como sobreviver (com dignidade! rs) à folia momesca baiana...e não precisa ser hardcore! Eu sempre pulei de sexta à terça...inteirinha...rs. É muvucado mesmo....as ruas ficam absurdamente sujas....mas tb dá pra se divertir...

Um beijo, bom carnaval!

Alicita disse...

finalmente uma pessoa que SUPER concorda que carnaval não é essas coisas ! eu moro em Diamantina - um dos carnavais mais famosos em Minas. quem aguenta a sujeira que a cidade fica depois? quem mora aqui ! porque os turistas só aproveitam e quem paga o pato todo da bagunça, da musica alta somos nós ! =/

Val- Coisas da Val disse...

Ah Elise, carnaval é legal! Desde q não seja obrigação, né. Eu já me diverti horrores no carnaval, qdo solteira. Depois q casei, sempre tem um programinha inusitado. Envolvendo folia ou não. Bom mesmo é aproveitar esses dias de folga pra curtir a família e os amigos!

Fernanda disse...

Não gosto também, alias não gosto do COMBO ambiente lotado + gente bebada.

Dany Ribeiro disse...

Que alívio estou sentindo após ler seu post. Isso significa que sou 100% normal!!!!!!!!!!!

Acho um porre essa contagem regressiva que as pessoas fazem, essa alegria sem fim, como vc mesmo disse.

Não sou anti-social, muito pelo contrário. Adoro festa, churrasco, um showzinho de vez em qdo... mas odeio gente bêbada sem noção, e aquela história de "quem beija mais"..... Deus me livre!

LauraM disse...

Oi Elise!
Entao, ja fui mais de carnaval. Ate o final da aborrescencia nao perdia um baile e matine no clube. Depois mudou pra viagem pra praia com os amigos e de 4 anos pra ca, vou de SP pro Rio pra casa da tia do namo, ja que os primos tocam em varios blocos e tals. Mas nao fico na muvuca, nao encho a cara e a noite, meu livro ta sempre la me esperando...alias, a parte preferida do dia!