quinta-feira, 30 de agosto de 2007

NÃO É UM BOM DIA

Não é mesmo.
Quem foi o imbecil que inventou essa estória de direitos iguais?

Direitos iguais uma ova, eu só tenho direito de não ter direito de nada. Essa bosta de sociedade, ao invés de igualar os direitos das mulheres, sobrecarregou as pobres.

Agora além de trabalhar tanto quanto qualquer homem, ainda temos que assumir os deveres que tínhamos antes. E fazer equilibrismo tentando conciliar trabalho, casa, filhos etc.

Veja o meu caso por exemplo. Você poderia pensar: "mas que vida mole, trabalhar em casa, não precisa nem sair".

Ahá! Aí é que vc se engana! Tenta se concentrar e trabalhar 8 horas dentro de casa, sendo interrompida constantemente pelo filho, que inventa mil e um artifícios pra chamar sua atenção, o cachorro que só faz merda e não pára de latir, a empregada burra, que precisa de orientação a cada 10 min......

E todo dia ter que botar comida pra outra pessoa além de você? E dar banho? E mais um monte de coisas?
E se o marido não se toca e vive pedindo pra você fazer por ele também??

Se eu trabalhasse por hobby, sem pressão, beleza. Mas se eu preciso produzir tanto quanto qualquer um....

Às vezes tudo que uma pessoa precisa é ficar sozinha, ficar quieta, com seus pensamentos. Não pensar em todo o mundo o tempo todo, dar um pouco de atenção a si mesma.

Como dizia Virginia Woolf, em "A Room of One's Own ". Parece até que estamos de volta nessa época, e que a sociedade não evoluiu nadica. (aliás, boa leitura, recomendo)

Afe!

2 comentários:

Dani disse...

AFF!!! Acho melhor nem comentar pra não levar porrada! hahaha Vc sabe que eu tb sou contra essa palhaçada de direitos iguais. As malucas queimaram sutiã em praça púbica e a gente é que sofre as conseqüencias. FO-DA! bj

KRIKA disse...

Às vezes queria estar no tempo de vovó... Mas tb não sei se me acostumaria, pois gosto do q faço. É o q vc disse mesmo, só precisava ter + tempo pra mim, sozinha, quietinha. É difícil...

Beijão