quinta-feira, 2 de outubro de 2008

NATUREZA 1 x ELISE 0


6:30 da matina, lá estava eu, como de costume, sonada, acordando a criança e depois indo à cozinha fazer o Nescau dela.

Daí que estou ouvindo um barulho esquisito, tipo um apito, mas bem agudo e alto. E eu fiquei assim, tipo uns segundos, tentando espantar o sono, porque eu não sabia se estava ouvindo o barulho, ou se era imaginação.
O diacho do barulho vinha da sala.

Não sabia se era um apito, um silvo, ou piado, que porra que era.
E lá fui eu, procurando a fonte do barulho, achando que podia ser algum aparelho ligado, quando de repente....PRRRRRRRRRRRRR!!!!

Uma COISA voou na minha direção, pra cima do meu cabelo!!!

Putaquepariucaralho#$%*&¨$%¨!#$!!!!!

Olha, eu não sou dada a chiliques, gritinhos, essas coisas, mas gritei tão alto que a Memée pulou da cama e veio ver o que era.

Caceta! Eu não sabia se era um passarinho ou se era um morcego (olha só, eu ADORO morcegos, sem pilha, mas daí a querer um no meu cabelo são outros 500. Da mesma forma que alguém que adora tigres dificilmente gostaria de ficar trancado em uma sala com um!)

Foi um "furdunço" danado!

Acabou que era um passarinho; um minúsculo e bem preto! Como o imbecil foi parar na minha sala, desconheço. Até porque aqui é perto da praia, é residencial, meio roça, mas é apartamento, pô, não é casa! Vai ver ele entrou aqui no desespero de fugir de um gavião (por aqui há muitos).

Bom, sei que ele ficou voando pra lá e pra cá, se batendo em tudo quanto era lugar, e eu e Memée gritando feito umas loucas tentando fazer ele sair (detalhe que ainda não eram nem 7 da manhã; meus vizinhos devem estar me amando).
Daí o Jack se dignou a levantar da cama e começou a tentar pegar o bicho, e a gente começou a gritar tão histericamente, que aí o B levantou meio puto (ele trabalhou até de madrugada), e em dois segundos botou o penoso pra fora.

Os homens são eficientes pra essas coisas, não? Me lembrei porque casei...rsrsrs.

Resumo da ópera: ao invés de voltar pra cama, fiquei ligada em 200 voltz, desde aquela hora.

Ah, sim. E com o susto devo ter envelhecido uns 10 anos, rsrsrsr.

7 comentários:

Daniely Novo Kamaroff disse...

EU IMAGINO PERFEITAMENTE A CENA FILÉ, TU COM AQUELA CARA DE SONO PULANDO IGUAL UMA MALUCA...E O BRUNO CORRENDO ATRÁS DO PASSARINHO...IMPAGÁVEL!
BJKS

Ana Barros disse...

Nossa, qtas pessoas tem nesta casa ??!?!!? rsrs

Elise disse...

Rsrsrs.
Ana, na verdade só eu, o B (Bruno, meu marido), a Memée (Aimée, minha filha) e o Ja-jack (Jack, meu cachorro basset), rsrsrs.
Ah, sim. E eventuais passarinhos ;)

Ice Ice Baby disse...

de vez em quando entra beija-flor lá em casa...é um inferno o gato querendo comer o pássaro e o cachorro querendo pegar o gato...

Andréa Ramos disse...

Já aconteceu comigo tbm,na verdade duas vezes.
O beija-flor entrou na sala de tv e quase comete o suicídio,se debatendo e ferrando suas asas,deu a maior dó.Aí entra o super-marido,pega o bichinho e pôe pra fora.Realmente eles t6em essa função.
O segundo foi um canário belga que ficou na sacada da sala de tv.Esse era bem tranquilão,eu até fotografei,dei pãozinho,passei uns momentos com o carinha.
Depois ele foi embora sozinho.
Esse era mais inteligente e eu não tenho o Jack em casa né.
kkkk
Beijas

Ice Ice Baby disse...

o q a mãe fez com ele???
eu nunca vi o filme...ai q medo..me conta aê chuchu!

Sílvia disse...

Na minha casa quem pinta são os esquilos tentando mendigar um amendoim :)

Beijo!