terça-feira, 12 de maio de 2009

PSIQUIATRA CANINO

Cara. Virou um constrangimento levar o cão pra passear.

Alguém aí conhece um bom psiquiatra canino??? rssrsr

Jack tem síndrome de baixinho abusado. Mas com neuroses, claro. Nunca que um cachorro meu seria normal.

Já contei que a neura dele de marcar terreno é tão grande que ele não agacha pra fazer cocô, né? Ele levanta a pata e faz de lado em pé. Bem crazy.

Mas agora ele desenvolveu outra patologia. Em relação a outros cães. Sim, porque tem outros cachorros andando na rua. E vários aqui do condo mesmo, o que é vergonhoso.

Se o cachorro é pequeno, do tamanho dele pra menor. Ele fica meio catatônico. Se agacha, enfia o rabo entre as pernas, ganindo baixinho, e fica COMPLETAMENTE PARALISADO até o cachorro chegar perto. Então, quando ele vê tipos, um Yorkshire, a léguas de distâncias, ele embatuca, e não anda. Eu tenho de ARRASTAR ele pela correia. Incentivando ele verbalmente. Bem patético.

Não é medo. É emoção. Quando o cachorro chega perto, ele balança o rabo como se fosse içar vôo, e se contorce de felicidade. E eu me pego explicando a situação pros donos perplexos, que não entendem nada.

AGORA, se ele vê um cachorro GRANDE, maior do que ele... ele fica possído pelo CUJO, O CÃO LOUCO e quer brigar com o cachorro de qualquer jeito!

O engraçado é que a maioria dos Pastores, Boxes, Pit Bulls nem liga pra ele (devem pensar "esse baixinho perdeu a noção do perigo"). Mas às vezes tem um que rosna de volta e...ai, ai, ai. Muito chato.

Claro que ele não morde ninguém (em princípio), é só afronta mesmo. Ele é até "amiguinho" do Tango, o Boxe do meu amigo Savério que mora aqui tb.

É só pra me aporrinhar mesmo.

Vocês conseguem imaginar essa novela umas 3 vezes por dia??

5 comentários:

Aline disse...

Elise, o Jack late qdo vcs não estão em casa? É q minha irmã tem um dog igualzinho ao Jack, só q ela é menina e se chama Cacau e tá transformando a vida dela em um inferno de tanto que late qdo ela não está. Ele é assim tbém?
Beijos,

Aline

Elise disse...

Não, Aline. Na verdade ele quase não late (pra média dos cachorros). Ele dá alarme se alguém chega na porta, mas se a gente não está ele fica meio deprê e não faz barulho não...

Na rua é que ele anda fazendo estardalhaço...rsrsrs

Eu comprei uma coleira anti-latido pra ele, no outro apê, pq a varanda dava pra rua, e ele latia muito pros cães que passavam. Mas ele não deu bola, e continuou latindo. Aqui como é alto, ele fica mais quieto.
Beijas.

Geovana disse...

Eheehh... a parte do rabinho quase voando lembrou o mine poodle de minha mãe.

Olha, compra o livro "O Encantador de Cães". Quem sabe ajuda? O livro é bem legal.

Abraço.

Tati disse...

Hahahaha! Ri de chorar! A Sissi, uma poodle que acha que é pastor alemão, faz igual ao Jack! E pior: como ela é toda girlie, a cachorrada fica louca e quer se aproximar, então ela pede colo! Eu morro rindo e me explico umas cinco vezes por semana por isso, minha mãe já inventou uma desculpa "sabe que é? ela é hiperativa".
Ah, e é carentona, não gosta de ficar sozinha e late SÓ para estranhos. Até o vet já comentou como ela é chic.


Adouro teu blog, Elise, simples e gostoso de ler.

Camila disse...

Tadinho do Jack, ele quer ficar amiguinho dos menores e desafiar os maiores...

O vizinho gato AINDA POR CIMA gosta de cachorros? ohdels hahahahha

Beijas!