terça-feira, 15 de setembro de 2009

CARA, EU VIAJO!


Lembra da estória da minha mãe, sobre não pensar demais?

Pois então. Eu tenho MESMO que exercitar o negócio, porque eu me distraio muito, "viajando".

A última agora foi a seguinte: sabe os seguidores aqui do blog? Os números estão sempre crescendo (que bom!), mas vira e mexe acontece uma coisa engraçada. O número cai.

Reparei nisso outro dia. Estava com 270 seguidores. Aí 271, depois 272.... e de repente, voltava pro 271.

Acredita que a tonta aqui criou todo um enredo? Imaginando o que levava a pessoa a deixar de te seguir, rsrsrs.

Fiquei imaginando a pessoa lendo mais a fundo os posts, e descobrindo que na verdade me detesta. Ou de repente, se eu escrevi um post que desagradou uma pessoa especificamente.
Cara, que necessidade de aceitação, hein?! rsrsrs

Nem eu sabia dessa minha carência; cruz credo, sai de mim!!!

Mas não é só isso; eu crio estorinhas pra todas as situações!
Foco, Elise, foco!

7 comentários:

Anny disse...

Elise, queridíssima!!!!!
FOCO, nem liga pra quem não quer te seguir, eu me esborrachei lendo os posts antigos, nem sei como parei aqui.
Não fico sem visitá-la nem um dia se quer, AMO D+.
bjas, e você que me incentivou a ler toda a série Crepúsculo (poxa, a versão em inglê sé bem maior).
Vou tentar aprender inglês com livrinhos, ui.

Carol Monteiro disse...

Ah não é nada disso não, o blogger sacaneia com os seguidores, já faz um tempo que eu to prestando atenção nisso, eu sou seguidora de alguns blogs e de uma hora pra outra minha fotro sumiu de vários deles, tive que seguir de novo, inclusive o seu.
A culpa toda é do Blogger! bjoo

Carol disse...

Nossa! Eu sou assim também. Costumo olhar os seguidores do blog que somem de vez em quando e além disso penso demais em tudo. Mas segui os conselhos da sua mãe e quando vou à academia agora, nem penso. Acabo de malhar e vou direto para a esteira para não ficar com preguiça por tanto pensar! E não é que funciona mesmo? Espero conseguir fazer isso com tudo algum dia! Beijos

Anônimo disse...

Pelo amor de Deus, sempre leio o seu blog mas toda vez que vc vem com essa "estória"quaso infarto.Estória é um barbarismo ( um anglicismo), um estrangeirismo que os próprios gramáticos, que em tese deviam zelar pela pureza e ortodoxia da língua portuguesa, quiseram nos impingir.
Felizmente já não se usa mais.
Hoje, como antigamente, usam-se História e história: História é o relato do passado, história é ficcional, ficção.
Ex. a História do Brasil; a História Universal.
Mas: uma história de Monteiro Lobato; histórias da carochinha
A disciplina História é um substantivo próprio e como tal deve ser escrita com letra maiúscula, bem como o nome de todas as outras disciplinas. A História é uma ciência como a Filosofia, a Psicologia, a Medicina etc. Agora vamos à dúvida. Não existe "estória" para a língua portuguesa, nós temos é história mesmo com letra minúscula para substantivo comum e para designar contos infantis, lendas, contos, coisas assim.
Corujao.

Elise Machado disse...

Anônimo, vc está certíssimo. Inclusive o meu marido vive me falando isso..., obviamente você deve ter imaginado que eu estou ciente disso, e que o uso é deliberado.
O motivo, você mesmo respondeu, no seu primeiro parágrafo - é um anglicismo, um estrangeirismo.

Esqueceu que este blog é escrito por uma anglófila?

Devo avisá-lo que quase nada aqui é por acaso. E que como o blog é meu, vou fazer uso de outras subversões linguísticas e gramaticais eventualmente, e como bem entender (como já faço muito; você deve ter percebido com os meus "beija", "chinela", "tipos" etc.)

Abraços,

Elise Machado disse...

Anny, queridíssima é vc! Fiquei toda boba com o que vc escreveu... obrigada pelo carinho, chérie!

"Carols", bom saber que não é pessoal o negócio, e melhor ainda saber que o "não pense" está ajudando mais alguém.... mamis vai fica toda-toda, rsrsrs.

Beijas.

Ana Barros disse...

Eu teambém penso muuuuuito.
Minha cabeça vive a 1000 por hora. Às vezes é difícil focar num assunto.
Com relação a este seu seguidor, relaxe. Deve ser alguém de libra, que ainda não se decidiu ao certo (rs)
bjos