quarta-feira, 1 de setembro de 2010

CRIANÇA DOS INFERNOS!


Criança é foda.
A gente explica as coisas, mas eles vivem num mundo à parte.

Há alguns finais de semana, tive uma conversa séria com a criança. É que parece que ela tem um SENSOR - é só eu estar dormindo, ou deitada, que ela liga da rua.
Mas não liga pra nada importante não - só pra falar coisas bestas. E ela não liga uma vez só não - liga 4, 5 vezes, e deixa o telefone tocar até derreter!

É uma merda! Normalmente eu durmo muito tarde trabalhando, ou lendo, e acordo todo dia às 6 pra ela ir à escola. O intervalo entre 7 e 9 da manhã é o meu restinho de sono sagrado.

Uma vez, depois de ouvir o telefone tocar tão desesperadamente, saí correndo, toda molhada do banho.
Atendi, e ela com aquela vozinha sem vergonha me pergunta se eu sabia onde estava o biquini azul dela!
Tive de morder a língua pra não xingar!

Aí a gente conversou sobre EMERGÊNCIA.
E sobre como quando as pessoas não atendem o telefone logo, não é pra ficar insistindo, pois elas provavelmente estão ocupadas, ou não podem atender, ou estão descansando, e que a gente só deve insistir numa emergência, em caso sério, não pra coisas que possam ser resolvidas depois com calma. E que eu me assustava quando o telefone tocava muito cedo, ou muito tarde da noite, achando que tinha acontecido alguma coisa.
Rá.
Quem disse que ela consegue distinguir o que é sério????????

Outro dia ela foi dormir na casa de uma amiguinha, e resolveu ligar pra cá às 8 da manhã.
Num DOMINGO.
Mermão, 8 da manhã de domingo, só me liga se quiser virar meu inimigo!
Pois o telefone tocou umas 193 vezes!
Eu levantei, pois podia ser mesmo alguma coisa séria.
Ela foi logo dizendo: "É uma emergência!" e depois complementou - "mãe, hoje à tarde posso ir ao cinema com a Júlia?"..
É mole????????

Grrrr!

Aí dei instruções bem claras sobre O QUE constituiria uma emergência de verdade.
Pois bem.

Aí hoje o telefone toca.
Cedíssimo.
Eu estava deitada, e sabia que era hora do intervalo dela na escola.
Tocou aquele tanto de vez suficiente pra eu ter certeza que era ela.
Aí você pensa - pôxa, você não ficou preocupada, achando que pudesse ser da escola, e tivesse acontecido alguma coisa?
Resposta: NÃO!

Porque se houvesse uma emergência na escola, eles não ligariam incessantemente aqui pra casa - ligariam pro meu celular! Que fica ao meu lado na cama.
Memée não liga pro meu celular - ela liga aqui pra casa.... e à cobrar! Porque é muquirana e não quer gastar os créditos do celular dela, rsrsr.

Levantei, puta da vida, e fui lá atender.
- Oi, mãe.
- Filha, você ligou 5 VEZES... aconteceu alguma coisa?
- Não, mas é uma emergência....(e aí começou a falar rápido pra eu não interromper) - Mãe-posso-ir-na-festa-do-joão-vitor-no-sábado???
Vontade de estrangular o pescoço dela, rs

- Aimée, o que eu te disse? Tem SANGUE, OSSOS OU FOGO envolvidos???????????? (puuuuta da vida)
- Não....
- Então NÃO É UMA EMERGÊNCIA!!!

E desliguei o telefone.
Daí um segundo chega um sms:
"MÃE, SE EU PUDER IR, POSSO COMPRAR UMA SAIA NOVA?"

Cara... acho que vou botar ela de castigo, rs.

20 comentários:

Hellen disse...

Criança é uma delícia... com batatas e bem assadinha (já dizia minha mãe quando fazíamos coisas desse tipo). rsrsrsrsrs.

Mamãe da Dudinha disse...

kkkkkkkkk A-DO-REI!
Tenho uma filha de 7 meses e já me imagino pulando da cama numa ligação insistente e passando raiva com o motivo (bobo),..
Aqui em casa tenho esse problema com marido, digo á ele qe se o telefone tocas 3 vezes e eu não atender que ele desligue pois não posso atender meeesmo, quem disse que ele entende? Ate parece que não sabe contaaar!!!
bjoos

Claudio Barretto disse...

Ora ora que intolerância!!!
Pra ela, descobrir se pode ir a uma festa é emergência; pedir pra ir ao cinema tb; afinal ela pode estar à beira de uma decisão importante que envolve uma 3ª pessoa.
Sangue, ossos ou fogo nunca aconteceram na vida dela - então é algo inexistente, irreal. Por outro lado, comprar algo novo pra festa do fds é absolutamente real e condensa a atenção dela.

Perdeu mermão! hahahaha

Vai Memmé leia esse post e continue perturbando a Mamys :P

fátima disse...

qdo estavam brigando, os meus filhos me ligavam no trabalho, um em cada linha (em casa tinha 2 telefones), e ficavam reclamando do outro, aos berros. eu desligava, eles ligavam de novo! era um porre!!

perguntinha: a criança lê esse blog? não pergunto por causa desse post, mas de outros digamos assim...cabeludos...rsrs

Andréa disse...

Eles testam a paciência da gente o tempo todo.
Mas enquenato estiver ligando para perguntar se pode,tá bom.
Pior é qdo eles começam a se achar e fazem sem pedir.
Tão nessa fase aqui em casa.
Tô super de saco cheio dos amigos do Lucas,uns moleques sem noção que tiram o tênis na sala de tv e comem os armários e acabam com a minha Coca.
Devia ter criado poodles.
Beijas.

ni disse...

hahaha que figura sua filha!
Mas olhe, eu até outro dia ligava pra casa a cobrar do meu celular de crédito... sem brincadeira, até eu fazer uns 20 anos mais ou menos... hahaha
Hoje sou independente e tenho celular de conta!

Jú Darmanceff disse...

kkkk eu faço com a minha mãe hj... pq com a idade da memé eu nao tinha celular kkkk
nao ligo insistentemente.. (eu moro em outra cidade).. as vezes ligo e falo "mãe, vc não sabe oq aconteceu!".. ai ela desespera e pergunta.. ai eu falo "lembra q eu falei q ia em tal loja?! então.. tava em liquidação!" kkk ela quer morrer de raiva pq sempre acha q eh alguma coisa séria..

Dark Kyra disse...

Ahaha! Deixa de castigo!!! Ahahaha!
Criança é sem noção, mesmo, o mundo delas é muito pequeno, até porque é proporcional à liberdade que ela tem, que é muito reduzida ainda. Tem que dar o baque pra entender. Uma festa que ela perde e ela vai entender que mais emergência era seu sono, porque vc precisa trabalhar para PAGAR a saia dela...
Ai, tá bom. Eu sou ruim.

Juh** disse...

Elise eu ri demais rs... Mas super entendo que para a Memée esses acontecimentos, como saber se pode ir ao cinema ou comprar uma saia nova são sim emergência!
Então no final das contas ela esta seguindo suas instruções huahauahua
bjocas

Apimentte Make-Up disse...

morry de rir! hahahaha

bjos ;**

Anônimo disse...

Cherrie, rolei de rir! A Memée é uma figura como a mãe dela!! adooooorooo!!Lindas!
Mas, eu realmente não tenho paciência com crianças! rs!
No entanto, eu ainda faço dessas com meus pais e namorido! eles piram comigo! e olha que já sou uma "cavalona" né, adulta!
Beijas!
Kris G.

Maela disse...

Dica :

Eu desligo o telefone de casa, deixo só o celu ligado.

Nai Romero disse...

Na época que celular era uma coisa caríssima e não tinha sinal em todo lugar, eu liguei pro meu vô (que estava em outra cidade) porque achei que minha mãe e minha vó estavam com ele...

O motivo? "Minha irmã me bateu e quebrou a perna do meu Ken na minha cabeça".

Rá! NUNCA mais eu liguei pro meu vô, quer dizer, se não fosse um emergência gravíssima!

Ele era um amor, mas muito bravo também. heheh

Só de raiva, pra ela aprender, eu não deixaria ir nessa festinha e muito menos comprar roupa nova, assim quem sabe ela entende a diferença entre "importante pra ela" e "emergência real". rs

Bjs

Ellen Giese disse...

Fico imaginando os textos do blog da criança daqui alguns anos hahaha

'eerika disse...

Esse post me lembra meu irmão. Ele sabe o horário que a mãe teoricamente, sai do trabalho, intão todos os dias ele ligava 5 minutos depois " Mãaaaae que que vai ter de jaaaaaantaaaaa?"
até rolar super briga em casa, dai ele parou, um pouco. de todos os dias passou para dia sim dia não. rsrs

lolo disse...

kkkkkkkk, ri muito!Lara que nao venha interromper o meu sono, já basta o que ela tem feito agora, hehe

Juliana disse...

Ah Elise, não coloca ela de castigo pra ficar em casa e deixar de ir na festinha não, vai... Pode ser que seja super importante pra ela mesmo e uma oportunidade única.

É dificil pq as emergências são pessoais mesmo, ainda mais na idade que ela está tudo é urgente.

Diga a ela pra te ligar cedo só se estiver passando mal, em situação de perigo essas coisas... Mas não deixe de atender, pq meu, os céus a livre, mas e se for emergência mesmo, né?

Ana Paula Ferreira disse...

hahahahahahahahaha passei mal de rir! Muito bom!!!

Queria que a Memée tivesse um blog pra ler as versões dela, rsrsrsrs

bjs!

anapaulices disse...

Ah, senti um frio na espinha, LOL, daqui há pouco minhas meninas (3 e 6) estarão fazendo dessas. Muito divertido o teu texto.

Concordo com a Juliana, não deixa de atender pq... nunca se sabe! Segue com a conversa até "cair a ficha". Que idade ela tem?

Beijos.

Isadhora disse...

hahahahahahahha
me esbaldei!!!

tô seguindo...

faz uma visitinha...
http://isadhoracamacho.blogspot.com/