sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

POSSO TE DAR MEU CORAÇÃO?



Nessa sexta vou fazer um post diferente.

Eu recebi um email de uma leitora, a Alessandra, contando uma história incrível.
Incrível mesmo!
Eu não me emociono com supostos "milagres", mas a história da irmã dela me pegou de jeito - uma mulher nova, com toda a vida pela frente e... UM CORAÇÃO FRACO.

Acontece que ela renasceu, teve uma segunda chance, ou como vocês quiserem chamar.
Depois de anos sofrendo, ela recebeu um CORAÇÃO NOVO, transplantado.

Eu sou SUPER, MEGA, HIPER a favor da doação de órgãos e transplante!
Acho que mostra toda a evolução do ser humano e toda a solidariedade. Mostra o quão longe nossa ciência chegou (se pensarmos que há umas poucas centenas de anos nem antibióticos tínhamos, e as pessoas morriam por bobices).

Se você quiser saber toda a emocionante história da Gi, a irmã da Alê, leia AQUI


Por isso eu lanço hoje a campanha no Salada: SEJA UM DOADOR!
É muito simples, você não precisa fazer quase nada: é só avisar a seus familiares sua intenção de doar.



Não, não existe um esquema, ou uma conspiração pra pegar e vender seus órgãos. Não, não tem risco deles tirarem seus órgãos com você ainda vivo e só inconsciente, rs.

Você vai estar mortinho da Silva e não vai poder mais usar mesmo - pra que se apegar??? rs
O mundo PERTENCE AOS VIVOS, e a vida de alguém se sobrepõe a qualquer sentimentalismo bobo.
Eu já avisei ao B e a outros que podem tirar tudo: tirem todos os órgãos e o que puder ser aproveitado, e se quiserem podem até enviar meu corpo pra ciência depois.

Doe. Diga em vida que quer doar.
Você pode ser um herói de verdade, e sem querer salvar a vida de alguém :)
E pode ser você, ou um filho seu, a precisar amanhã...

9 comentários:

Miss Smile disse...

História da Alê é muito emocionanete, meus olhos encheram d'agua, principalmente pelo fato de ter passado um caso semelhante na família e foi por pouco que meu pai não precisou de um transplante de coração!
Mesmo antes da doença dele sempre avisei a todos que quero que doem todo os meus órgãos! Sou uma doadora de sangue fiel ao hemocentro, ando afastada por causa de um tratamento que ando fazendo e não posso doar. Fiz o cadastro para ser doadora de médula tbm, pois sei que a busca por uma médula compátivel é longa e demorada igual aos transplantes!
E esse cadastro no banco para doadores de médula é muito simples de fazer, sua médula é analisada através do sangue. E se você for compatível com alguem, você ainda tem o direito de escolher se quer ou não doar!

Acredito que se todos se entrasse com tudo nessa campanha iriamos com certeza alegrar muitas vidas e fazer muitas histórias com final feliz igual a da irmã da Alê!!!

Ariane disse...

Se possível não deixe nadaaaa meu!

Pega tudo o que puder, pq se não pegar vai apodrecer!!!

Deve ser tão bom saber que mesmo vc não podendo fazer nada por alguém, de alguma maneira vc vai mudara vida dela!

Maela disse...

Eu sou doadora...

mas espera eu morrer antes por favor.... kkk

Brincadeirinha.....

Agora falando sério, eu acho que deveríamos ser doadores sempre, e ter que avisar ( no RG por exemplo ) se NÃO quiséssemos doar, pois se perdem órgãos, na espera de achar alguém que decida sobre como proceder no caso de um acidente fatal.
Com meu primo foi assim, ele teve morte cerebral em um acidente e quando os pais foram localizados, os órgãos não serviam mais.

Carolina disse...

como vai demorar pra o coração estar disponível, uma coisa que a gente pode fazer por enquanto: http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?ID=64

=)

Ministério disse...

Olá, blogueiro (a),

Salvar vidas por meio da palavra. Isso é possível.

Participe da Campanha Nacional de Doação de Órgãos. Divulgue a importância do ato de doar. Para ser doador de órgãos, basta conversar com sua família e deixar clara a sua vontade. Não é preciso deixar nada por escrito, em nenhum documento.

Acesse www.doevida.com.br e saiba mais.

Para obter material de divulgação, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br

Atenciosamente,

Ministério da Saúde
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude

Cici disse...

Apoiada.
Também já deixei minha família avisada. Tenho até raiva de gente que morre e quer levar tudo p debaixo da terra, mesmo sabendo que isso vai custar a vida de alguém!
Tudo bem que o corpo é seu, mas poxa se vc morreu para que tanto egoísmo?

Quarto de Despejo disse...

Ué, uns anos atrás não era obrigatório ter na carteira de identidade se você era doador ou não??
Eu me lembro de váaariass pessoas que conheço,e que imaginava esclarecidas, que diziam que não eram por acharem que a tal conspiração existia.
Acho muito simples acabar com essa besteira, era só ter uma regra que se você não é doador também não pode receber. Simples assim,olho por olho, dente por dente.

Patrícia Nunes disse...

UP!

tbm incentivo

andreia_coutto disse...

Se alguma coisa ainda prestar, claro que sou mega a favor da doação.
Bjas.