quarta-feira, 26 de novembro de 2008

(...)

(Eu nem ía contar que tive meu primeiro pesadelo com o assalto essa noite. Até pq vcs não merecem - é problema meu, e todo mundo tá de saaaaco cheio do assunto.
Se eu tou, imagino os outros.

Mas daí eu abro o jornal, e leio que uma menina de 25 anos passou pela mesmo coisa em SP. Só que os ladrões não ficaram satisfeitos com o que tinha, pq não tinha dinheiro em casa. Estupraram ela. E depois cortaram um dos dedos dela com uma faca. (!)

Voltou tudo. Quase vomitei lendo. Só de pensar "e se.."

Infelizmente eu tenho de concordar com o Saramago - chamaram ele de pessimista, e ele respondeu que não é ele que é pessimista; o mundo é que é péssimo.

REFORMA DO PENAL JÁ!)

7 comentários:

Flá disse...

MEU DEUS!!!!!O_O

Fiquei chocada,juro...A que grau chega a crueldade de uma pessoa que além de invadir o lar alheio (o que já é ultrajante), estupra e corta o dedo (!!!) de alguém???

Sério, aonde vamos parar?

Revoltante!

MEL disse...

Ai Elise... que coisa isso né... A gente vive sem saber o que vai acontecer daqui 3 minutos. Dá até medo de sair pra viajar, de fazer uma pipoca em casa, de sair de carro ou ler um livro. Não se pode mais ter nada nessa vida. Se você sai na rua com um aparelho de MP3, é cobiçada. Se compra um celular mais high-tech, idem. O mesmo ocorre para máquinas fotográficas, laptops e por aí vai. E o pior, se você não tem nada disso, ainda sai sem um dedo da história. Um horror!
Olha até onde vai a loucura: ontem assistindo a novela, eu disse NOVELA, uma das personagens combina de se encontrar com um amigo na pracinha da cidade. Eu pensei comigo: "Não vai não sua besta! Vai dar merda!" e fiquei tensa assistindo a novela pensando que se fosse comigo, não sairia de casa depois das 8 da noite pra ir na pracinha.
O que posso te dizer é que você está acessorada. Tem o B perto de você e tem Memé também. Vai levar um tempinho para você se recuperar mesmo, é normal. Toda hora a cabeça da gente passa um filme do que aconteceu. Acho que faz parte do processo de superar o trauma.
Tenha fé, te garanto que tudo vai se resolver.
Fique bem.
Beijos,
MEL

Renata R. disse...

Ai, Elise, não tinha lido essa notícia.

Raiva, angústia, tristeza.

Você vai superar isso, querida. Vai, sim.

Anônimo disse...

Nossa Elise, que notícia terrível, fiquei chocada!! Espero que aos poucos você se recupere e essa lembrança fique onde é o lugar dela: no passado. Beijos, Clarisse

Nice disse...

Nossa Elise eu li o seu post sobre o assalto.Nunca passei uma situaçao igual,porém ja estive numa situaçao de vida ou morte.
Sinto muito por vcs,espero que você supere isso logo.
Em relaçao ao caso da menina de Sao paulo...é triste saber que o nosso pais ta desse jeito e nao é de hoje, ao mesmo tempo me sinto aliviada e um pouco mais segura por nao estar mais exposta a toda essa violência.
Nosso pais é tao lindo...podia ser diferente!

lolo disse...

Esquece o e se... Esquece, amiga!

Ice Ice Baby disse...

a crueldade humana não tem limites...