segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

E AINDA ME PAGAM PRA ISSO!! RSRS


Sobre trabalho.

Eu amo traduzir. É muito gostoso. Mas produção de conteúdo...

É demais, rsrs.

Uma palavrinha para quem quer fazer, vai fazer ou faz Letras.
Não acredite que o curso é "espera marido" não, viu??!! rsrsr

E nem que quem faz Letras no máximo vai ser professor. Essa área é muito ampla e, graças à internet, está oferecendo cada vez mais espaço.

Um formado em Letras, dependendo de sua especialização, pode ser professor universitário, trabalhar como editor, revisor, redator, tradutor, intérprete, escritor, produtor de conteúdo e o campo mais novo - WEB WRITER.

Sim, pq agora que o boom da internet baixou a poeira, descobriu-se que não é design e funcionalidade que mantêm as pessoas - é CONTEÚDO.
E quem é o profissional que alimenta esse conteúdo? Pois é. As empresas espertas já sacaram que deixar o cara do marketing (por melhor que ele seja!), ou outro profissional qualquer fazer isso é furada: PRECISA DE GENTE ESPECIALIZADA!

Saber escrever está longe de ser "entender de regra ortográfica". Precisa de "SOUL", precisa de um "quê". Precisa estar antenado e adequado ao meio.

Agora o legal é o seguinte: eu AMO escrever. E todo dia acordo impressionada que alguém ainda  ME PAGUE pra isso, hehe.

Deixa eu ficar quieta, antes que algum cliente leia e peça um desconto.

4 comentários:

Aqui na Cozinha disse...

Conheci seu blog agorinha mesmo. Puxa, gostei muito. Adorei seu iogurte na garrafa térmica. Qndo eu voltar de minhas férias vou tentar.
Beijos
Patty Martins

Anônimo disse...

Elise, já perguntei do que se tratava o seu trabalho e aproveitando a minha cara de pau, pergunto: como ingressar neste mercado, digo, além do pré-requisito da formação? Quais empresas contratam, como chegar até elas? E aproveito para pedir aos céus que cada vez mais tenham na web pessoas como você: que saibam escrever! Não aguento mais ler coisas erradas...

Beijos e cada vez mais sucesso,

Dani.

Maela disse...

Oi Elise
Para mim um dos segredos da vida é fazer o que gosta.
Eu amo o que faço, e acordo quase sempre feliz ( apesar de chuva, cliente pentelho, funcionário de cara feia, impostos abusivos, etc , ect ).
E tb acho que nunca falta trabalho! Acaba "aparecendo" e no meu caso sempre foi p/ melhor!

Magali na escuta disse...

E qdo vc tem uma formação mas é vidrada em outra coisa???

Eu adorava arquitetura qdo pequena, me formei para tal, mas com o tempo meu interesse mudou e hj eu queria viver de escrever tb!

Acho que não tenho tanto talento para tal como para perceber cagadas em projetos (que é a minha função) mas... chego lá!

O item já foi pauta de um post lá no meu blog:

http://magalinaescuta.blogspot.com/2009/05/destino-incerto.html