segunda-feira, 22 de março de 2010

BAFÃO, OU MELHOR, BAFÔMETRO!


Resuminho do finde: olimpíadas no colégio da criança (sábado pela manhã, ninguém merece!), B com pé machucado, um monte de tempo perdido no hospital, festinha sábado à noite e muito descanso.

Agora, o bafão aconteceu mesmo depois da festa.

A festa era numa casa de festas na Barra, e como o B estava com patinha machucada e tinha tomado uns chopps, eu voltei dirigindo. Só uns 3 chopps, o que pra ele é o mesmo que NADA, mas, anyway. Vímos pelo twitter, no Iphone, que estava rolando blitz da Lei Seca na Av. das Américas, mas mesmo assim eu fiquei com preguiça de vir pela praia. A gente teria de dar a maior volta.

Como eu não bebo, resolvi ir por lá mesmo. Até porque, pensei, quem é que iria ME PARAR? Com criança no carro e tudo? Eu NUNCA sou parada em blitz nenhuma. Rá.

Fomos chegando no ponto em que a blitz estava, e eu sussurro pro B: "ãh, eles só verificam se a gente bebeu, né?"
E ele: "Por quê?"
"Porque eu deixei minha carteira em casa...."

Tinha que ver como ele ficou pálido, hehe. Mas eu disse: relaxa, não vai dar em nada. E fomos indo, fomos indo.... quando o cara me manda parar!

O B começou a xingar baixo do meu lado, resmungando que o carro iria ser apreendido e tals, e eu "relaxa!", afinal a gente fez a coisa certa: ele tinha bebido, certo? O que é mais importante, estar com a carteira ou dirigir com os copos?? (bom, pelo menos isso foi o que eu disse para acalmá-lo, rsrs).

Desci do carro, o cara pediu a carteira e os docs do carro, e eu fui logo avisando: amigo, serve minha identidade? Porque eu deixei minha carteira em casa, lá no Recreio, mas meu marido bebeu e eu achei melhor dirigir assim mesmo.

Ele não falou nada (mas fez cara de "ihh") e foi me levando até onde ficam as pessoas sentadas e o cara com o bafômetro. Confesso que fiquei tensa. Não pelo bafômetro, mas com medo de dar merda.

Estou lá esperando, quando uma das meninas sentadas numa das mesas, que estava me encarando, chama: "ELISE?!"
E eu "oi?".
Nisso ela vem toda sorridente, me abraça e pergunta: "Oi, Elise, tudo bem???"
E eu suei mais frio ainda, pois eu não sabia quem era! Não fazia nem ideia!!
Pensei logo que fosse alguém do blog, que tivesse me reconhecido, pq isso já aconteceu. Mas ela se identificou, pra minha sorte: lembra de mim? Sou amiga da Renata "X"????

Cara, como ela lembrou de mim????? Felizmente eu lembrei dela, e a gente começou a bater o maior papo, falando da nossa amiga em comum. Ela sutilmente cuidou dos meus docs (ufffff!!!), e me botou pra soprar o treco, que obviamente deu zero. E em tipos 2 segundos eu estava liberada!

Voltei quicando pro carro, rsrsrs.

O B me contou depois que estava suando como um louco, e nem respirava direito de nervoso, e que quase teve um treco de alívio quando viu a mulher se levantar e me abraçar, hahahahaha. E ainda pensou: não acredito que ela encontrou um conhecido!!!

Fui dirigindo pra casa, meio rindo toda convencida, e ainda tirei onda:
- Viu? Não falei que não dava em nada, rapá?! Eu tenho a estrela.

PS: finalmente uma história em que eu me dou bem no final! rsrsr
Porque ultimamente parece que eu só me fodo....

7 comentários:

Gabriela disse...

Se deu bem heim gata!
Boa semana pra ti!
Beijos!

Maela disse...

kkkkkkkkkk inspirada nisso, fiz meu post sobre bafômetro tb!
Se fosse comigo eu tinha me dado mal! Sou da turma do B.

. disse...

mano de começo pensei: "NÃO CREIO ELE SE LASCO MAIS UMA VEZ"
Vejo que a maré tá começando a ficar boa..Haha

Faresak disse...

Parabéns pelo seu blog.
Não sei se você recebeu o nosso comunicado, mas a Faresak lançou o seu blog na semana passada e colocou o seu como parceiro.
Colocamos no ar esta tarde, uma promoção de lançamento em que sortearemos 3 bolsas lindas do artista Tomaz Viana. Participe!

http://faresak.com.br/blog/

Renata Mel disse...

KKKK
Ahhh Elise, só você para me fazer rir nestes das complicados!

Daniela Rhodry disse...

Estou a horas lendo seu blog! Que delícia de leitura, que humor inteligente. Hoje tive um dia de muuuuuuiiito stress, daqueles que vc gostaria de estar do outro lado do mundo com um mp3-player no ouvido, sabe?. Mas depois dessa leitura me sinto mais leve... me esqueci por uns ótimos minutos da tortura cerebral que me encontrava a pouco.
Adorei conhecer o blog, já estou viciada!

Beijíssimos
Danie
www.lindaecheiadegraca.blogspot.com

Elise Machado disse...

Chéries, muito feliz que vocês gostam das bobagens que eu escrevo... a gente tem de rir de tudo mesmo, né?