quarta-feira, 14 de julho de 2010

ETIQUETA


Já que o post dos cumprimentos rendeu, me ocorreu mencionar algumas coisas.
Etiqueta é um negócio curioso, certo?

Muita gente acha frescura, mas eu sou TOTALMENTE PRÓ etiqueta. Acho que a vida super precisa de um PROTOCOLO, um acordo tácito de cavalheiros (e não cavaleiros, rsrs), pra todo mundo funcionar bem em sociedade.
Inclusive tenho uma teoria que a convivência social anda muito prejudicada pela falta de protocolo.
As pessoas querem ser hiper hypes, mega descoladas e modernas e acham etiqueta uma coisa cafona, datada ou até machista... aí dá a merda que dá: NINGUÉM TEM MAIS EDUCAÇÃO.

Ninguém mais sabe o que esperar do outro - as pessoas ficam perdidas, sem saber as medidas de como agir. Do que é permitido ou não. Isso gera inúmeros desconfortos e saias justas (comigo então...rsrs).
Se existe uma REGRINHA, não importa que a gente não se conheça: um vai interagir com o outro dentro destas regrinhas, e conseguir não invadir o espaço do primeiro.

Dito isto... vamos a duas coisas que li há muito tempo.
Se foram ditas pela Danuza ou pela Costanza, não sei (os livros de ambas se misturam na minha cabeça, pois li há muito).

Sobre cumprimentos ainda:

1) MULHERES NÃO SE LEVANTAM PRA CUMPRIMENTAR (mulheres mais jovens do que elas, ou homens)

Você está sentada numa mesa de bar, num sofá ou cadeira numa festa. Se chega alguém (homem ou mulher), você não levanta. Não precisa. Dá seus beijinhos, seu oi, seu aperto de mão, whatever, sentadinha toda pimpona.
Só existe uma exceção: se chegar uma senhora. Se for uma mulher mais velha do que você (não precisa ser anciã nem nada!), você deve levantar, em sinal de respeito.

Homens não cumprimentam mulheres estando sentados, ok? A boa educação diz que ele deve se levantar.
Claaaaaro que isso tudo não vale entre amigos-amigões. Com esses você pode levantar, pular no pescoço, dar um pescotapa, se jogar no colo...rsrsrs

2) QUEM CHEGA CUMPRIMENTA

Simples assim.
Cabe a quem está chegando no local cumprimentar ou se apresentar (ou ser apresentado) aos outros.
Não é quem já estava lá quem deve vir falar com você. Parece bobo, mas não é.
Talvez essa seja a única vantagem em chegar cedo nos lugares - não ter de falar com tooodo mundo, hehe.

No que isso muda sua vida?
Mole - a sua sogra (avó, tia) nunca vai dizer nas suas costas "humpf! NEM levantou pra me cumprimentar!". E você nunca vai ficar na dúvida em relação a alguém que você gosta, ou estava de mal "Eu vou lá falar com ele, ou espero ele vir falar comigo??"

Viu? ;)

10 comentários:

Maela disse...

Parece bobo né... mas faz diferença! Sou super a favor tb!

Gabriela disse...

Estou lendo o livro da Glorinha Khalil e já aprendi várias regrinhas de etiqueta,também sou a favor.

Síl disse...

Eu fui educada com todas as regras possíveis de etiqueta, e embora seja muito mais "flexível" hoje em dia tem coisas que eu realmente não consigo deixar de fazer, e de esperar que os outros façam! E realmente, conviver em sociedade é bem mais fácil - e elegante! - quando se tem regras :)

Beijo!

Silvia Maria disse...

Minha mãe sempre disse isso para a gente... Igual a escovar os dentes, lavar as mãos etc.
Regrinhas que a gente aprendeu desde criança.
E noooooossa! Como fica mais fácil (con) viver assim.
Bjks

Camila Monteiro disse...

vc tem toda razao nesse post!!!!
Tafaltando educacao pra todos!!! é o minimo ne?!

ni disse...

Eu sou super a favor da etiqueta, mas tudo sem exageros. Como disse no outro post sobre os beijinhos de cumprimento, acho uó esse povo que chega na mesa e sai dando beijinho em todo mundo... saco total. Agora, cumprimentar, dar bom dia, essas coisas, tem que ser. Pior do que uma pessoa que chega e não dá bom dia é aquela que vc chega, dá bom dia e a pessoa NÃO RESPONDE. Sério, quão absurdo é isso? Tem gente que é assim. Acho que eles pensam que o esforço de abrir a boca e falar "bom dia" não compensa. Mas mesmo nesses casos eu SEMPRE dou bom dia pra pessoa, mesmo que eu fique no vácuo. Vou continuar com minha educação, quem tá passando vergonha é ele/ela.

Luciana Santtos disse...

Oi,
Li seu post no Twitter, espero que ela esteja melhor, estou de Campinas enviando todo pensamento positivo para melhora dela.
bjos
Lu

Sam... disse...

Suuper a favor das regras de etiqueta... Aliás, da vontade de colar na pota da sala, pra que algumas pessoas entendam.

Sobre a Ginger: Orações continuam. MESMO!

Bjas

Anônimo disse...

Melhor pedir pra grobo divulgar esse tipo de coisa. Aí não vai ter muita desculpa mais pra ser sem educação.

Dada disse...

Eu acho tão lindo pessoas educadas, encontrar um homem educado então, nem se fala, me chama atenção mesmo, até em coisas simples q passam despercebidas eu acho adoravel.
Apesar de ter um jeito meio "bem loko", eu sempre provuro seguir regras de etiquetas q eu aprendi num curso qdo tinha 16 anos.

Ps: Meu nome é Danusa e qdo li my little name ai pensei q tava tomando uma bronca ou sei la..hhaha