terça-feira, 30 de novembro de 2010

"MIM, GUERREIRO, VAI CAUTERIZAR VOCÊ"


Dia desses, cozinhando alguma coisa, sem querer ESBARREI num cabo de metal da panela e me queimei.
Olha, não foi fogo direto na pele, não foi espirro de gordura quente, nem água fervente - mas, mermão, COMO DOEU!

E foi só um cantinho de nada da minha mão. Eu sou durona com dor - devia estar doendo até bem mais do que eu senti!

Aí fiquei pensando no seguinte: tudo quanto é livro em que a história se passa em tempos remotos (como... a história dos cavaleiros da Távola Redonda, por exemplo), nego se CAUTERIZAVA com uma facilidade!!
Serinho - o guerreiro sofria um corte e... BAZZINGA! Toca botar a espada no fogo e cauterizar o machucado.

Se feria num duelo e.... ZÁS! Sem dó pedia que alguém fechasse a ferida dele com ferro em brasa.

Fala sério! Tudo bem que nessas épocas não tinha antibiótico, e as pessoas morriam de infecção e febre que nem mosca. E que um simples corte era motivo de pânico, mas... não tou levando fé que os caras se cauterizavam tão assim a torto e a direito não, com essa tranquilidade, rsrs.

Não do jeito que dói!!!

Eu nem sei se isso procede mesmo, essa de cauterizar. Ok, eu sei que se cauteriza....hum, útero, tá, já ouvi falar.
Mas e o resto? Se fosse mole assim, não seria uma técnica amplamente aplicada na medicina? (de repente é, não sou médica e não sei patavina. Mas nunca ouvi alguém falar que foi "ali se cauterizar e já volta", rsrs)

Sem falar na cicatriz, né?
Devia deixar um monte de cicatriz, porque a carne queima, ecoti.
Imaginem os bofes da época: todos cheios de cicatrizes de batalha e cauterização e... SEM DESODORANTE!
Ah, é. Ou você acha que tinha desodorante nessa época??
Nossa, devia ser duro gostar de alguém.... rs

24 comentários:

ni disse...

Eu já me queimei tanto cozinhando que acho que criei resistência... hoje em dia eu tomo respingo de água fervendo, encosto rapidamente em assadeira quente sem o paninho e nem dói muito.

Daniel disse...

Eu não entendo por que tem panela de Inox que o cabo também é de inox. Esquenta demais e queima quando você pega.

O cabo não é pra você não se queimar? Ou é pra fazer pipoca e virar panqueca mesmo?

Prefiro muito panelas com revestimento de madeira no cabo, são práticas e ajudam na manipulação.

Sobre cauterização. Eu já fiz uma vez. Policiais aprendem que depois de tirar a bala é bom cauterizar também. O Sabre de luz não deixa sangue pois cauteriza conforme corta, o mesmo acontece com os bisturis eletrônicos utilizados para fazer cesáreas por exemplo. Lógico que quanto mais calmo e delicado for o médico menor a cicatriz ou queloide.

Cauterizar também aparece quando tiramos verruguinhas que aparecem embaixo do braço (por causa de muita depilação e pelos encravados), nas pálpebras, ou quando contamos estrelas (minha vó diz que nasce sim).

Sobre o desodorante, imagina viver no passado sem desodorante, sem OB, sem pasta de dente ou halls extra forte, sem lâminas para barbear (ou depilar). Lá sim o Amor tinha que ser VERDADEIRO hehehe.

Beijos do Saladeto

Daniel

Thiago disse...

De repente tem um monte de homens comentando aqui. Saudade do tempo em que eu era o único admirador anônimo por estas bandas. Mais alguns se renderam aos encantos da bela saladeira.

Daniel disse...

Fica com ciúmes não Thiago, sou novato por aqui. Tem lugar para todos acredito.

Bazzinga!!!

Claudio Barretto disse...

PoiZé a situação era bem simples: ou cauterizava ou morria. Fosse por hemorragia ou infecções, o jeito era resolver assim mesmo. A história nunca conta né? Mas eu aposto as pregas do Lula como os caras eram nocauteados ou embebedados profundamente pra fazerem esses procedimentos.
O que mais me espanta nem são as cauterizações; são as trepanações voluntárias. Aquilo sim é brabeza.

Elise Machado disse...

Tou me esbaldando com os comentários, chéries!

As meninas dão em cima dos meninos que comentam, tem menino sentindo ciúmes de outros meninos... tá um Melrose Place isso aqui, hahaha.

Dani, vc é policial? Pareceu que sim... (ah, e eu odeio essas panelas de inox - não sei porque comprei essa procaria!)

Thiago, como o Daniel disse, aqui tem espaço pra todos - pra amores e ódios; tem espaço pra tudo, rs.
Mas a maioria dos meninos que comentam são meus amigos e não me encaram dessa forma que você pensa :)

Cláudio... o que seria uma trepanação??? rsrsrs

Angela disse...

Não vejo problema em dar um banho se o bunzum vier deste Arthur: http://4.bp.blogspot.com/_cbd01AWOKy0/S7MtljSAPyI/AAAAAAAAAG8/PWZDlqh5bnI/s1600/king_arthur06.jpg

:-D

Beijos!!!

Ozenilda Amorim disse...

De uma coisa eu tenho certeza, aqueles beijos dos filmes não rolavam não, porque além da catinga do cc ainda havia o bafo, não dava m-e-s-m-o.
;)

Anônimo disse...

as horas...cheiro de armação...

Anônimo disse...

fábula coelhinho,urso e leão

O coelhinho felpudo estava fazendo suas necessidades matinais e, quando olha para o lado, vê um enorme urso fazendo o mesmo. O urso se vira para ele e diz:

- Ei, coelhinho, você não se incomoda de ficar com seus pêlos sujos de cocô?
O coelhinho respondeu:
- Não, isso é normal.
Então o urso pegou o coelhinho e limpou o rabo com ele.

MORAL DA HISTÓRIA:
“Cuidado com as respostas precipitadas… Pense bem antes de responder”

No outro dia, o leão, ao passar pelo urso diz:
- Aí, hein, seu urso! Com toda essa pinta de bravo, fortão, bombado, te vi dando o rabo pro coelhinho ontem!

MORAL DAS HISTÓRIAS:
“Você pode até sacanear alguém… mas lembre-se que sempre existe alguém mais filho da puta que você…”

posta vai...inteligente e engraçadinho é a cara do seu blog.

Anônimo disse...

WHAT THE FUCK???

O que foi essa historinha???

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!

Elise Machado disse...

Peeps, não me perguntem sobre comments malucos!! rsrs

Vcs escrevem, eu só aprovo ou não.
Enquanto não for deselegante, eu aprovo :)

aime disse...

Hauihaiuahaiuhauihaiaa
ADOREI o post..
Mas como disseram o AMOR naquela época era verdadeiro ($$$$$$$).... MAsssssss... o que eu acredito eh que o SEXO naquela epoca sim era genuinamente por vontade purissima e verdadeira....rsrsrs
A começar pela quantidade de filhos neh!!!
Mas acho que além do desodorante, tem tb a chapinha (q antes era ferro de passar roupa A CARVAO), fogao A LENHA, TELEVISAO, GELADEIRA!!!!!
Fala serio o mundo medieval SUCKS!
Impossivel viver nakela epoca!!!!!

AHhhh... E as panelas de inox SAO UO!!!!! Horriveis.... mas tb... Eles precisam inventar algo melhor, pq as de teflon, fiz tudo do jeito que eles mandaram mas ainda assim o teflon começou a lascar com 2 meses de uso, e isso uso ocasional... E as de aço inox, vix, melhor nem comentar, pessimas, fora o cabo... E a tampa?! Q tb queima!!!!
Com certeza nao sao coisas pra aproximar as pessoas QUE QUEREM COZINHAS DA COZINHA!!!

Anônimo disse...

o pior devia ser a mulher do ferreiro...imagina o cara ficar o dia todo na frente do fogo batendo ferro e chegar em casa a noite com aquela catinga de suvaco misturada com falta de banho a meses....Gézuis! Tem condição não!!

Claudio Barretto disse...

Momento cultural
Trepanação é furo que os caras abriam na cabeça pra expor o cérebro. Segundo eles era uma forma de deixar os demônios escaparem. Na prática um método pra tentar curar loucos, esquizofrênicos, epilépticos e afins. Alguns faziam em si próprios e outros levados pela fé no tratamento.
Já pensou fazer isso em todo doido de hj em dia? Já pensou se a Igreja Universal retoma a prática?!

Anônimo disse...

afff, devia ser duro beijar alguém na boca, isso sim! Deus abençoe os inventores das pastas, escovas e fios dentais, do listerine...
Elise, me racho de rir com as histórias e os comentários que geram.
Bjs
Leeka

Maela disse...

E os dentes?????


Já pensou dor de dente? Cheiro de dente podre?

ni disse...

aime, não acho que naquela época as mulheres tinham como negar sexo com base em "tô com dor de cabeça" ou "não tô a fim".

Michelle disse...

Daniel, a amiga aqui do lado quer saber se vc é policial ou qq outra coisa que use farda...ela disse que adora homens fardados, a chérie adora bancar o cupido, então fica tudo mais fácil.
Que fique BEM claro foi a amiga que perguntou!

Ps: Esse esclarecimento é necessário senão o namorado me pega! rsrsrsrsrs

Licele Faial disse...

Eu achava que a Idade Média tinha lá seu charme até pensar nessas coisas...
Não sei com o ser humano não entrou em extinção...

Daniel disse...

Não uso farda não, nem sou da Civil ou PF.

Sou um simples Engenheiro Eletricista Humanista (hehehe), que se rebelou contra o sistema de formar gerecos, herdeiros donos de empresa e tecnólogos.

Ahh e Pesquisador de Coisas (úteis e fúteis) também.

E concordo com o Claudio deviam beber todas pra poder cauterizar ou mesmo tirar um mísero dente. Afinal de contas, temos que assumir, que homem sente mais dor que mulher, pois isso é público e notório.

Sobre as panelas, tinha que colocar quem cozinha pra fazer os utensilhos, pois tem cada coisa bizarra e inútil por ai, ou realmente ruim que suspeito que quem faça seja os mesmos que escreviam as pegadinhas do Malandro.

Beijos do Saladeto,

Daniel

Daniel disse...

Mas querendo também, o carnaval está quase ai, coloco até a roupa do Jedi-Bope, Sabre de Luz na Caveira hahaha...

aime disse...

Ahhhhhh NI, fala sério... Desde épocas REMOTAS a mulher é um bicho ruim.... DUVIDO que na época não tinha as desculpas da época!!!! hahahaha

amanditas.com disse...

Eu já cauterizei a gengiva (não havia espaço suficiente p/os dentes do "juízo" e a gengiva cobria alguns dentes do fundo).

Imagina o constrangimento diante de um dentista gato? (não foi minha opção! fiz o orçamento c/o pai dele, um tiozinho q eu nem me importaria em expor a minha "intimidade" - hehehehehehe. De repente, o tiozinho resolve passar o serviço p/o filho dele :(

Voltando ao assunto: imagine aquele cheirinho de carne queimada e eu tendo q fazer cara de paisagem? Espero não ter q passar por isto nunca mais!!!

Bjos,