segunda-feira, 29 de novembro de 2010

QUANDO SE É RECONHECIDO

Sexta e eu nas bodas.
Sozinha, mas feliz.
Quer dizer, sozinha de marido, né? Porque os amigos estavam lá.
Cheia de mojito nas ideias ("cheia", leia-se 1 mojito, ok mãe?? rs)

Estou sentada quando uma pessoa senta a meu lado:
- Oi, você não me conhece, mas eu leio seu  blog todo dia! Cadê o B? E a Memée? Sou sua fã!

Eu fiquei morrendo de vergonha, mas consegui engolir um pouco meu embaraço pra bater um papo super legal com a ALINE.
É tão inusitado isso acontecer e tão divertido!
Porque eu acompanho o blog de algumas pessoas, de alguns amigos. Mas não sei todo mundo que me lê! São agora.... cerca de 1.600 pessoas por dia, de diversos Estados e até países, olha que legal!

É divertido saber pessoalmente que REALMENTE as pessoas lêem o que você escreve. Que realmente se divertem (ou não, né, rs), e que tem algum tipo de relacionamento com você.
Mesmo sendo um relacionamento por vezes unilateral, pois eu não escuto a resposta ou não sei, mas é bom.
E o carinho é otimo, claro!

Obrigada por ter vindo falar comigo, Aline!

14 comentários:

Tatinha disse...

Que legal! Tb sou sua fã e se te encontrar por aí vou adorar falar com vc! bjkas

Rick disse...

Chérie:

Show!
É incrível isso!
Delicioso!
Pena que, no meu caso, foi melhor, tanto pra mim quanto pra minha leitora, que eu ficasse (como fiquei!) quietinho!
Hehehehe

Beijas!

Anônimo disse...

Elise, não é meio estranho pra vc esse negócio de um desconhecido chegar em você e perguntar do seu marido, da sua filha, de vc como se já te conhecesse a séculos?
Vc não sente que se expondo dessa maneira vc dá brecha pra qquer doido "invadir" a sua privacidade?

Não tô falando dessa leitora q te encontrou na festa, esse não foi o caso.
Mas fiquei pensando como é mto louco esse negócio de virtual q mistura com o real...sei lá, deu pra entender??rsrsrs

Elise Machado disse...

Não.
Quer dizer, é estranho, mas é um estranho "ok".
Isso aqui não é a minha intimidade. A minha intimidade é minha, e as pessoas confundem achando que o pouco que coloco no blog (que pra elas parece muito), é a minha vida real.
Não é.

Essa pergunta você deveria fazer pro William Bonner, pra Thalita Rebouças... sei lá, pra qualquer famoso. Não sou famosa, mas a dinâmica é a mesma.
A vida deles, boa parte, é de conhecimento público. A maioria deles inclusive tem blog, twitter...
E eles convivem com isso. Com certeza tem sempre alguém perguntando pro Paulo Coelho "e aquela vez que você tomou ácido com o Raul, hein? Pensei em ti tomando ácido semana passada", e o cara supera, rs.

O Hassum, por exemplo, faz uma peça inteira de teatro baseado nas experiências dele, da família, dele, esposa e filhas. Com certeza alguém vira pra ele e pergunta "mas você ainda vai a Niterói?" ou "Cadê a Pietra, sua filha... aquela que você disse que é estabanada?? Minha filha é igual!"
É o preço que se paga.

Malucos tentando invadir minha vida, já os tenho e atraio desde que antes do blog - agora não mudou muito, acredite, rs. Ou você acha que a pessoa ser completamente anônima faz ela ter menos perturbação?
Nah, que nada.

Minha mãe, por exemplo, é anônima, e vive cheia de maluco aporrinhando ela... querendo saber da vida dela...

Sara disse...

legal isso, mas confesso q não tenho essa coragem de chegar na pessoa assim na cara de pau e falar....rsrsrsrsrs

Ficaria olhando de longe, comentaria com alguém, mas chegar pra falar com vc? Nunquinha...

Juliana disse...

Eu não falaria com vc.
Ficaria com suuuuuuuuuper vergonha.
papo sério, fico bem autista nessas situações

Silvia Maria disse...

Se eu te encontrar, posso falar com vc? Juro que não peço autógrafo! kkkk

Mary Muraro disse...

Elise, posso pagar um super mico aqui?? Com todo esse furor da mída sobre o que tem acontecido no Rio esses dias eu sempre lembro que vc é daí e talz (invejinha...!). Guria, não é que sábado sonhei que estava aí e que começou um tiroteio e eu entrei num prédio e quando vi tava na tua casa? Tinha várias pessoas lá, mas a primeira que eu vi foi a Memé (imagine só), toda sorridente e linda como deve ser pessoalmente. Aí também vi o B. e vc =) Todo mundo super simpático. Acordei com vergonha, pq né? Doida total!
Beijo!
Mary.

Ruiva disse...

Olha, bichinha, eu sempre venho aqui. É só ligar a internet... rsrs
ADORO as bobagens que você escreve. Tipo agora, que minha mãe me estressou até o nível 6 e eu vim pro quarto furibunda. Logo abri teu blog pra ler e rir um pouco.

Beijas, nega.

Aline Kamaroff. disse...

Ai, Aeeee... eu sou A FÃ, rá!
Desculpe sei lá por qualquer coisa, mas não poderia passar por vc ... e nada!

Não resisto aos posts, por mais ocupada que esteja, sempre corro para ler, não resistiria de passar e não lhe cumprimentar.

Também fiquei com vergonha, ai.

Então confirmando, adorei o papo e vc é ótima pessoalmente.

Tou chique... tou no meio da salada, rá!

Beijos.

Anônimo disse...

Elise, confesso que ando pelo Uci, Burguer King, Applebee's sempre atenta...
Vai que te vejo???
Vou falar com certezaaaaa!
Bjas!
Rê.

Elise Machado disse...

Chéries, é claro que podem vir falar commigo e que vou adorar, né! rsrs

Só não prometo uma conversa muito inteligente, pq vou estar envergonhada :)

Mary, sabe que eu sou craque em sonhar com quem nem conheço pessoalmente?? rs
É normal.

Anny disse...

Maravilha!!!! Encontrar a ídala (não sei se está correto, rs), iria ROXA, maas ia, pq o não já estava comin=go, né??

bjukas

Anny disse...

Maravilha!!!! Encontrar a ídala (não sei se está correto, rs), iria ROXA, maas ia, pq o não já estava comin=go, né??

bjukas