segunda-feira, 11 de abril de 2011

AS PUTCHANGAS

(imagem: reprodução)

Eu super não entendo.

Quase todo bairro tem suas profissionais da noite, ok.
Mesmo os melhores.
Aqui onde eu moro não é diferente.
Até então não tinha ponto de puta, pois é um bairro muito residencial.

Só que agora tem.
O curioso é onde é o diabo do ponto!
Bem ao lado da escola da criança.

Tá bom que não é de dia, é à noite, quando não tem alunos nem nada lá.
Mas, peralá!
As ruas ali são meeeega distintas!
Só residências.
Sem falar que o colégio dela é católico - tem uma baita capela enorme lá, que dá saída pra rua!

Eu achei que tinha algum critério pra esse tipo de coisa, rs.
Tipos - só na orla, ou só em lugares mais boêmios, ou só em lugar de turista...
E não ao lado de uma capela, em rua residencial chic, pelamor! rsrsrsrs

Vou ter que procurar o manual das putas pra verificar as "regras" do negócio ;)

15 comentários:

Carol Monteiro disse...

E vc acha que esse tipo de gente tá ligando se tá do lado de uma igreja ou de um buteco????
O importante pra eles é o quanto o "criente" pode pagar... Já que o bairro é chique, mais dinheiro rola por ali...
Aqui na minha city tem um bairro super chique e é aonde rola o maoir ponto de prostituição e tráfico de drogas, e o pior é que as protitutas as vezes nem vão pra outro lugar com o freguês, fazem em vielas existentes no bairro ou mesmo no carro na frente das casas... estranho, mas fazer o que? bjoo

Maela disse...

Em Santos tem regra ainda...rs

Putada e traveco no centro, gays que fazem michê na orla perto da divisa.

E muita on-line graças a Bruna Surfistinha!

Duda disse...

Fora a vibe q fika impregnada no lugar brrrr

Camila Monteiro disse...

ahaaaa, elas devem estar lá justamente porque o colégio é católico... hahahahaha
Uia, vou pro inferno agora... hahahahahahahahahahaha

Pri! disse...

Uai é a globalização. Comercio é comercio e tem sempre que inovar pra agradar a freguesia. Ficar proximo ao público e se instalar em lugares que ainda não chegou. E digamos q do lado de uma igreja católica não é tão novidade. Seria mais X se fosse do lado de uma mesquita ou coisa assim. Alias não sei em outros lugares, mas reparei q sempre do lado ou de frente de uma igreja catolica tem um bar. Como disse a amiga em cima, acho q deve ser pra facilitar o caminho pra pedir perdão depois né.

Luciana disse...

Pelo visto no bairro residencial chic, os clientes não estão se importando com a presença delas... e se há mercado consumidor, há oferta...

Juliana disse...

É o mercado.

No prédio que vc mora deve ter pelo menos umas 3, digo pq é super comum, e muitas delas recebem o cliente em casa. Onde menos imaginamos.
A vila mimosa tá pequena haha

Elise Machado disse...

Juro que não é falso moralismo não. Nada contra prostitutas - cada um no seu quadrado.

É só que a incongruência do local escolhido me espantou.
Tantos outros lugares mais "de acordo" com o negócio por aqui...

Ana Paula Ferreira disse...

Engraçada a coincidência, aqui em Petrópolis-RJ o ponto é justamente atrás da Catedral, a igreja super tradicional e ponto turístico da cidade. Na esquina da rua Ipiranga, uma rua que só tem casarões e colégios bons também... rsrs!

Jesielli disse...

oi, flor!..
adooooooooorei seu blog, muiito lindo aqui, ja to te seguindo...
da uma passadinha la no meu cantinho comenta e me segue tbm.
Seus post são SUPER, adooorei mesmo!
Muita sorte pra vc flor.
mil's beijinhos *-*

http://jeisipstar.blogspot.com/

ahh.. me adiciona la no facebook
http://www.facebook.com/profile.php?id=1369871447

Henrique disse...

" O pecado mora ao lado do paraíso"

Aime Chiquini disse...

Ahhhhhhhhhh....
Assim neh, quanto mais tradicional a família é mais subversivo é o pecador neh....rsrsrsrsrs
Fala q dentro dos casarões nunca tem um que eh chegado num serviço profissional!!!!!
rsrsrs

Mas aqui em sp... Na Avenida Indianópolis, um dos aluguéis mais caros da cidade, a noite é a hora das putas... E nao é bagunça, puta de um lado travesti SO do outro lado da avenida....

Anônimo disse...

Em Salvador eu moro na Pituba, que é um bairro considerado nobre e predominantemente residencial (mas tem comércio também), até pouco tempo as putas só ficavam na orla, depois foram subindo e passaram a ocupar uma avenida paralela, agora tão na segunda avenida paralela, ha 2 blocos da minha casa, daqui a pouco vai ter puta na minha esquina... é fogo. E traveco também.

Ass: ni

Anônimo disse...

Uns dois prédios abaixo do edifício onde moravam os meus pais "instalou-se" um puteiro.
BEM NO CENTRO DA CIDADE, a duas quadras da catedral.
E a filha de uma vizinha, que esperava o marido na frente do edifício, foi corrida pelas meninas: o ponto era delas!
Coisas do interior do Rio Grande!
:))

B disse...

As putas têm critério sim e nunca fariam uma coisa dessas. Aquele ponto é de mulher de tromba, mulher do paraguai, tchutchuca com surpresa, kinder ovo...!

Explicou? ;-)

Todos no recreio sabem disso (ou deveriam saber). Caso contrário, podem passar pela mesma situação do amigo de futebol carinhosamente apelidado de "mão cheia". rsrsrs

B.