quarta-feira, 28 de maio de 2008

O ÍNDICE DA MALDADE

(esse é o nome de um programa tipos esses do Discovery)

Eu não entendo. Algumas pessoas podem ser más mesmo. Mesmo. Será que elas sabem que são más? Será que se deleitam com a própria maldade? Ou será que o que elas fazem é justificado no mundo interior delas? E elas acham que não estão fazendo nada demais?

Uma coisa que aconteceu com uma amiga minha me deixou encafifada, pensando nisso: na maldade.

Porque eu até brinco bastante de ser malvada. Na minha cabeça. Escrevendo no meu blog. Da boca pra fora. Mas as poucas conscientes que já fiz me assombram até hoje. Até as inconscientes assombram. O remorso é o tirano da maldade.
Mas a maldade mesmo, pura, real, é um conceito muito confuso pra mim.

Tem "maldadinha". Tem "maldadona". Tem maldade que é sem querer, que é engano. Tem maldade até que é loucura.
Tem até o politicamente incorreto, que eu tanto gosto, que se fantasia de maldade.

Mas a maldade da alma, sem consideração com o outro, sem remorso, essa me assusta. De verdade.

7 comentários:

Andreia disse...

Elise Amiga, enviei um e-mail pra você!!!


Beijão!!!!!!!!!!!!!!!

Danielly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Danda disse...

Oi querida! Fui eu quem removi o comentário acima..rs Postei com o endereço errado...rs
Mas vou dizer o que disse antes. Esse tipo de maldade se volta contra a própria pessoa. E eu tenho certeza de que vai voltar!
Hoje eu vi no MAIS VOCÊ (ai que cafona que sou..rs) uma frase que se encaixa perfeitamente a situação:
A PACIÊNCIA É UMA ARVORE DE RAIZ AMARGA E FRUTOS DOCES...
Obrigada por sua amizade viu?!
Bjks

Andreia disse...

Oiê Elise!!! Tá on line?


Beijos!!!!!!

Drica disse...

a maldade assim tbm me assusta! eu vivo dizendo q sou má e tal, mas as vezes acho q é um tipo d defesa mesmo, pra não mostrar minhas fraquezas, mas maldade sem remorso algum...bah, isto é terrivel.... e perigoso pra quem convive com gente assim, credo! bjao!

Camila disse...

Oi Elise!

Eu acho que essa maldade que vc está falando é, na verdade, crueldade. Que faz mal, que destrói e dilacera as pessoas... Infelizmente, tá cheio disso no mundo....

Agora, sobre a maldade do politicamente incorreto, tb adooouro e me divirto. Hoje mesmo estava vendo Desperate Housewives, e a Gaby teve a cara de pau de falar para um homem na cadeira de rodas, que estava reclamando pois ela tinha pego a vaga de deficientes de supermercado: "eu hem, vc está reclamando de quê? Eu vou ter que andar de salto o dia inteiro, e vc aí no bem bom só sentadinho..." Não tem como não rir!

Beijos!

Ice Ice Baby disse...

eu sou pseudo-malvadinha! finjo de odiar e ser anti-social mas eu tenho um bom coração: não admito maldade com animais nem com pessoas menos favorecidas (seja fisica-mental ou financeiramente!).

viu? eu sou um doce de menina!

bjs queridona!