quinta-feira, 3 de setembro de 2009

JACK, O TERRÍVEL

É o cão demônio.

Desde a castração algumas coisas mudaram no nosso canino.

Ele efetivamente começou a comer melhor, o que foi bom, pq ele sempre ficava meio pele e osso. Ele não está gordo, mas ganhou peso. Ele parou de mijar em tudo e marcar a casa toda.

E ponto. Essas foram as mudanças positivas.
Não que ele tenha aprendido a só fazer pipi na varanda - mas se o levarmos com regularidade lá embaixo, ele fica na boa. E se TIVER que fazer xixi em casa, não faz em tudo, faz só um grandão, o que é mais fácil de limpar. Aquela compulsão em marcar território, e mijar de raiva nas coisas passou mesmo.

Em compensação...

Primeiro em relação à alimentação. Jack sempre comeu só ração seca. Eu complementava com aquelas carninhas de lata quando ele não estava comendo muito bem.
Ele nunca foi muuuito de se interessar por comida de gente.

Rá. Agora ele virou o LADRÃO DE COMIDA!!

Deu mole, ele usurpa qualquer coisa! Dia desses, a Memée deixou o prato de almoço na altura dele, se distraiu um segundo e lá foi ele embora com um filé de peixe enorme na boca! Peixe!

Ontem eu estava cozinhando ovos pra fazer pastinha de ovo, e ele ficou assistindo lambendo os beiços. Ovo! Vai entender!

Outra coisa que mudou foi o seguinte: Jack tem 2 anos. Já não se comportava como filhote há tempos. Não destruía coisas, não bagunçava.

Quando da castração, uma das vets falou brincando assim: "agora ele vai ser eternamente uma criança..."

E foi isso mesmo que aconteceu! Ele está TERRÍVEL!
Rouba papéis no escritório e rasga tudo. Pega a ponta do papel higiênico no banheiro e sai correndo, espalhando papel pela casa toda. Comeu minha chinela da Zara (ele não comia chinela há tempos!).

Corre pela casa toda, feito um cão demônio, pedindo pra gente correr atrás, sabe como é?? Ele virou filhote de novo.

O B, por incrível que pareça, está achando um barato. Ele adora ele bagunceiro.
Mas eu não estou aguentando! É como ter uma criança doida em casa de novo! rsrsrsrs

Mesmo assim, ele está muito saudável, e como eu disse, a castração reduz o risco de câncer e aumenta a expectativa de vida do bichinho. Então, ainda super recomendo.
Valeu à pena.

13 comentários:

FYC disse...

aaaaaaaaaaaaaaaah, elise, vc me mata de inveja falando do jack!
sinto taaaanta falta de ter um cachorrinho!

O meu último morreu de câncer, aos nove anos. Nunca tinha cruzado e vivia se tarando, sinto que tenho grande culpa - não cuidei dele durante os 9 anos, pois ele teve de ir morar com a minha tia, coisas de família...mas mesmo assim, sempre penso que n cuidei dele direito.

APROVEITA a bagunça! haha

bjs

Lica disse...

Também castrei um gato e um cachorro do meu mini zoo... O gato ta mais tranquilo, não sai tanto a noite mas passou a fazer suas necessidades no teto do carro. O cachorro continua mijando pra todo lado e fez do gato seu bichinho de pelucia - carregando-o pelas orelhas pela casa. Enfim, como no seu caso, melhorou uma coisa mas estragou outra heheheh...

Carol Branco disse...

kkkk... Isso não é nada amiga, uma hora ele cansa... Quer dizer eu espero, o cocker spaniel de mamãe (Kiko) tem 9 ou 10 anos e é um terror, pior do que quando era filhote, como meu marido diz "esse cachorro toca o foda-se nessa casa". Ah! ele não é castrado não, só é virgem ainda...haha, será que tem algo a ver?

Adriana Pereira disse...

Eu sei que dá uma raiva filha da mãe dele quando faz merda, sinto a mesma coisa com o meu gato, mas que é bunitinho é, né não?!?!? rsrsrsrs

E ó... lembra do comercial... "filhote é tudo de bom!"
Beijos

sher disse...

Isso passa com o tempo.Castrei as minhas e ficou assim por um tempiiiiiiiiiiinho. Mas passou...=)
Bjs.

renata959 disse...

Elise,
Acho que essa fase de chamar pra brincar nao vai passar não, rsrsrs! O Romeu faz até hoje. Me dá cada olé...
A ponta do papel higienico fica ali balançando, pedindo pra eles puxarem, kkk! Romeu já fez muito, mas passou, ufa! (ele agora está com 4 anos e castrou com 1).
Mesmo assim, a verdade é que esses bichinhos alegram demais a nossa vida, não é nao?
Bjs e paciencia com o Jack. Qq hora isso passa.

Andréa disse...

Que danado.
E engraçado qdo é na casa dos outros né.
Aturar o dia todo deve ser punk.
Quem sabe uns passeios à tarde?
Se vc conseguir arrumar tempo pra isso ou trabalhar de madrugada né.
Boa sorte.

Izabela disse...

Ei Elise!
Sempre fui a favor da castração.O meu cachorro também é castrado, mas como eu fiz a cirurgia assim que possível (com oito meses, eu acho)não deu para notar essa "volta à infância". Mas que o meu é bagunceiro demais, é verdade! Será que é por causa de ser castrado? hahaha
Bjs

Prissyrj disse...

Ahhhhhhhhhhh que saudade que eu estava de ler o salada!!!:)

bjsss Elise!!

CooKie disse...

ahahah
é nessas horas que eu agradeço é ter uma CADELA!
:D

Laura disse...

Não sabia dessa de ser uma eterna criança. O meu gato é castrado e tem 5 anos, mas age como filhote. Corre que nem doido pela casa e, quando está acordado, só quer saber de brincar. Será que é essa a explicação?
De qualquer maneira eu sei que é o melhor para ele.

Bjs e boa sorte nas aulas de dança!

Jussara disse...

Hahaha, rachei de rir aqui com as peraltices do Jack. Achei um barato. Por mais que encha a paciência, eu não posso com travessura de cachorro, sempre acabo achando engraçado. No fundo, tudo o que ele quer é chamar a atenção ;).

Anônimo disse...

Muito obrigada pelo post Elise! Estou avaliando ainda! Beijos
Helena