segunda-feira, 24 de maio de 2010

TOO STRONG FOR... HIM?!


Já não é a primeira vez que eu escuto a reclamação.
Nem a segunda.
Na verdade, nem lembro quantas vezes eu ouvi o mesmo discurso, de amigas diferentes.

"Estava tudo indo bem... mas ele resolveu se afastar. Disse que eu sou muito independente pra ele; que eu assustei ele"

Bom, e o que é que eu sei e posso opinar sobre estar solteira, né? Nada. Estou com a mesma pessoa há milênios. Nem saberia como me virar, se acordasse solteira hoje em dia. Provavelmente ficaria perdidinha.
Eu nunca fui muito boa nesses "joguinhos" entre homens e mulheres - e sou muito direta pra isso. Não direta de falar.
No sentido de "venha a nós o vosso reino..." e pronto, se é que vocês me entendem, rsrs.

Mas, cara, o que acontece? Tenho ouvido essa reclamação de amigas solteiras. Elas são mulheres bem resolvidas, que não precisam de nada, são fortes como o quê, se viram nos 30. Daí começam a sair com a pessoa, e ele SE ASSUSTA? Assim, tipo franguinho???
Como assim?

Por que ela é muito independente? Não precisa de nada? Por que ela é muito... forte?

Acho tudo isso mega confuso; vivo escutando dos caras que as mulheres tem de ser independentes (emocionalmente, principalmente), de grana, de atitude e tudo. Cobram isso pacas da gente. Um momento de fraqueza? De querer um ombrinho? Pff! Altamente condenável!
Aí depois vem com essa?

As frágeis donzelas em perigo são criticadas, as mulheres-maravilha também!
Qual é a desses caras??
Será que essa de ficar assustado é balela? Que quando o cara está a fim mesmo, não tem essa? Que é mais uma desculpa daquelas no estilo "ele simplesmente não está a fim de você"?
Tou achando, hein...

Bom, fazendo o advogado do diabo, vou falar o que falo pras minhas amigas. Não é sexista.
(E se for... bom, FODA-SE. Eu sou mulherzinha, sou mesmo. A diferença é que sou porque QUERO, não porque PRECISO. Sou por charminho, porque acho gostoso).

Não que ninguém tenha que mudar sua personalidade nem nada. Imagina! Cada um é de um jeito, e todos os jeitos funcionam. Mas nada como um MEIO TERMO, que tal?
Afinal, homens e mulheres, todo mundo GOSTA  de se sentir necessário pra alguma coisa em relação à pessoa que está a fim.
Eu também. Quem é que gosta de se sentir irrelevante? Que não acrescenta nada? Que não é necessário pra nada?
Então, mesmo a pessoa mais independente deve saber deixar o outro se sentir necessário (homem ou mulher!).

Custa precisar dele pra alguma coisa??? rsrs.
Deixa ele te ajudar com o pneu do carro (mesmo se você está careca de saber trocar), ou deixa ele segurar seu cabelo pra você vomitar (mesmo você preferindo ficar sozinha abraçada com a privada), ou ele dar uma opinião sobre alguma coisa que você está fazendo (mesmo quando você está acostumada a resolver sem opiniões).
Custa?

Eu lembro de um caso que aconteceu com a gente, há um milhão de anos. A gente ainda namorava. Estava viajando, e foi andar a cavalo. Eu não sou a maior fã de cavalos por motivos óbvios - eles são infinitas vezes maiores do que eu, e eu não tenho controle pleno sobre o bicho. Não é meu passatempo preferido. Prefiro motores ;)

Só que eu estava meio de mal com o B nesse dia.
Nisso, o féla da puta do equino no qual eu estava resolveu começar a brigar com o cavalo ao lado, e eu "paniquei" por uns segundos. Queria descer e meu pé ficou preso. O B, em outro cavalo, estava longe e veio vindo na minha direção. Eu não conseguia descer, mas meu orgulho me impedia de chamar por ele. E, por fim, quando eu já estava quase caindo, gritei por um amigo que estava mais perto.

Séculos depois ele veio me dizer que tinha ficado ultra chateado. Que queria ter me ajudado. Que queria sentir que eu precisava dele. Que ficou ROXO de ciúmes deu ter chamado outro.

Eu me desculpei depois, rsrs.

Então, minhas duas opiniões sobre o assunto - primeiro, babaquice essa de se assustar com mulher independente e de personalidade forte. E homem lá se assusta com mulher? Pode até não GOSTAR  desse tipo de mulher, ok. Mas mandar essa de assustar??! Coisa de franguinho...
Segundo - peeps, "Hay que endurecer, pero sin perder la ternura jamás."(Che Guevara)

Alguma mulher in the house, que tenha passado por isso?
Alguma explicação elucidativa sobre esse comportamento masculino?

17 comentários:

Mariana disse...

Olha, nunca passei por isso porque quando comecei a namorar meu marido, eu ainda não era uma mulher totalmente independente, então não passei pela fase de estar solteira em uma época adulta, digamos assim rss.

Mas pra mim isso é balela, acredito que não passe de uma desculpa tipo "não estou tão afim de você" mesmo. Ou esses caras realmente não apreciam muito esse tipo de mulher, mas para uma aventura passageira elas devem ter seu "charme", porém eles não as assumem para um relacionamento sério exatamente porque se sentem meio desnecessários, acho que rola um certo medo sim deles acharem que não fazem diferença na vida delas e podem ser descartados a qualquer momento.

Sou a favor do meio termo também! Ótimo ter sua carreira, seu dinheiro, suas coisas, mas não precisa passar aquela imagem de "eu não preciso de ninguém, sou auto-suficiente"

Ariane disse...

Passei por alguma coisa mais ou menos assim...
Meu primeiro namorado gostava que eu dependesse dele pra tudo!
Claro que nem todos são assim.. mas cheguei a uma opinião: Eles colocam uma "coleira" e ficarão nos controlando!

Juliana disse...

Eu faço questão que ele abra o pote de palmito, de azeitonas e a lata de cerveja.

Eu gosto, ué.

Só que... Tem aquela mulher com banca de independente que é um koo, Elise, não pára de deixar claro que não precisa de nada, de ninguém, de homem nenhum... Termina o namoro e passa 2 anos depressiva.
Pô, isso assusta mesmo, a mulher está com a pessoa e se julga totalmente independente, pra que diabos saiu com o bophe, então?

E ainda as independentes, até que a conta do restaurante chegue. E depois sai falando mal do cara.

Eu gosto que abra os potes e latas, e que se ofereça pra pagar a conta. Sempre recusei que ele pagasse, mas se não se oferecer não existe segunda saída! Quero sentir que se eu precisar dessa pessoa ela está realmente pra somar na minha vida.

Sophia disse...

Bem... eu ja sou diferente de todas vcs. To sozinha a algum tempo . e nunca tive ninguem que abrisse o palmito pra mim, mas na minha opiniao a mulher nao pode perder essa docura que ja vem desde criança. Deixa o cara cuidar sim, é bom pro ego sei la. Mas quem sou eu pra dizer algo do tipo ne? Sozinha forever!!!!! snif snif snif

Anônimo disse...

É isso aí! deixa abrir o palmito, deixa cuidar poxa! Adorei o seu B com ciúmes, muito fofo.
Pati.

Rafael disse...

Eu não sou machista, mas acho que mulher muito independente não acrescenta nada. Todo mundo deve ser independente, mas o casal deve se ajudar e se cuidar junto. Gosto que a minha mulher precise de mim, gosto de proteger ela.
Agora uma que me dê um chega pra lá toda vez que eu tentar ajudar não é legal. É broxante.

Sophia disse...

ahh Rafael.. mas dai tenho que concordar com vc... a mulher nao pode deixar essa coisa de fragil pra la.. é como a Elise disse, mesmo que vc consiga ou que saiba fazer, dar uma de fragil ou mostrar que precisa de ajuda as vezes é tao bom! e cá entre nós.. precisamos mesmo!!!!

Cele disse...

E parece que eu tô ouvindo pussycat dolls " I never needed you to be strong. I never needed you for pointing out my wrongs. I never needed pain, I never needed strain. My love for you was strong enough, you should have known. I never needed you for judgement. I never needed you to question what I spent. I never ask for help. I take care of myself. I don't know why you think you've got a hold on me." Olha, agora que eu voltei pra pista, eu garanto que uma mulher que se mantém, que trabalha, que se vira, assusta mesmo. Mas eu também me faço de mulherzinha, Elise, sempre que posso e adoro!

Silvia Maria disse...

Bom,
Fui passar um feriado na casa do Namô. Pedi para ele fazer feijão (ele faz um feijãozinho na panela de barro... hummm!). Ele perguntou se eu sabia fazer, e eu disse a ele que tenho medo da panela de pressão (tenho mesmo!). Ele fez todo contente... e contou pra todo mundo que EU NÃO SABIA FAZER FEIJÃO! Tudo bem que eu sei, mas custa ele ficar se achando? Ele descobriu (ele pensa) que sabe fazer uma coisa que eu não sei...
Hahha, muito engraçado.
Bjks

Jackie disse...

Nossa Elise, na veia! Vc tem um "q" de psicóloga": simples, direta e coerente.
Parabéns!

bj
Jackie

Maela disse...

papo furado para dar pé na bunda.

Bia Bomfim disse...

Been there, done that... Saí com um cara que terminou comigo pq dizia que não rolava química (engraçado pq qdo a gente tava junto, ele não demonstrava isso, não...). Enfim, anos depois, eu estava conversando com uma amiga em comum e ela me revelou que ele havia dito que eu estava no mesmo patamar que ele e, portanto, não servia. Ele ainda usou a frase: "Ela é muito dona do próprio nariz." Na minha opinião, ele é um frouxo. Não sabe lidar com uma mulher que sabe o que quer, que tem opiniões formadas e sabe se expressar (juro que eu sou modesta...hehehe). Pq eu sou assim, mas isso não significa que eu não precise de um homem de vez em quando, não sou a Mulher Maravilha. Muitos homens ainda preferem aquela mulher que vai falar "sim, senhor", "não, senhor" e fazer o que ele quer. E como falaram acima, eles se assustam mesmo. Precisei achar um que não se sentia menos homem por ter uma mulher forte por perto. Achei, mas são poucos por aí...

Sam... disse...

Putz, então...

Essa coisa da auto-suficiência sei la de onde vem, mas não é legal... aliás eu tive q me adaptar com a Gui por casa disso (vi, não é exclsividade dos homens com as mulheres)... No fundo, em qualquer relacionamento a gente quer se sentir util, a questão é q tem cara q não sabe verbalizar isso... e tem mulher q intimida o cara mesmo, não precisa de ajuda nem pra pegar peso..rsrsrs

bjas!!

Ruiva disse...

Eu sempre passo por isso. Mas olha que sou até bastante mulherzinha com algumas coisas, tipo os potes, os parafusos e as garrafas.
Costumo dizer pro meu irmão que homem gosta é de mulher maluca. Ei acho que les não se assustam pq a gente não precisa dele. Mas sim pq a gente não dá chilique de ciúme, pq não manda 300 sms por dia, nem liga a cada cinco minutos.
Bem, de todo jeito, com o atual tô tentando ser menos auto-suficiente.. Vamos ver no que dá.
Beijão

Elise Machado disse...

Adorando os comments!
Sam, o seu comentário só veio reforçar o que eu acho - não é uma coisa homem-mulher, nem nada assim - é a co-dependência entre pessoas que se gostam.
Saber deixar o outro ser útil.
Beijas.
PS: a Gui lê o blog??

Carol disse...

Vc disse basicamente tudo que eu penso sobre o assunto, Elise, e a frase do Che, descreve bem a mágia de como a coisa deve funionar. Bancar a Mulher Maravilha tmb não está com nada, eu tmb sou super mulherzinha (sem ser fresca, é claro!)... e os homens gostam mais assim...rsrsrs

Sam... disse...

É, enfim, esse papo da pano pra manga... mas como a reclamação é geral, acho q o pessoal tem q dosar essa coisa do "não preciso de vc pra nada"... Depois não adianta reclamar de ficar (Literalmente) na mão... =P ou que nem essa mocinha do link... http://revistatpm.uol.com.br/blogs/euliatulias/2010/04/27/feia-chata-e-burra.html

A Gui lê o blog de tanto q eu falo...rsrs... mas ta de mal desde o foie gras do posto do brie...rsrs

Bjas!