quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

FAZENDO CHARME


Eu sou muito muito distraída.
Falo rápido e acho que penso mais rápido ainda, rs.
Óbvio que "das vez" dá tilt nos meus discursos, e eu me embanano toda no que tou falando e troco as palavras que queria dizer, rs.
O B vive me corrigindo.
Então tem uma graça que eu faço, só porque faz ele rir toda vez:

- Aí eu APEQUENEI a saia e... (eu, falando e gesticulando)
- DIMINUÍ - ele corrige rindo no meio da frase.
- Diminuí, isso. Foi isso que eu disse, diminuí a saia e... - e sempre olho pra ele de nariz empinado como se não tivesse falado nada errado e ele fosse maluco. E continuo falando. Ele acha a maior graça.

- Porque era muito pesado, devia ter uns 50 litros e...
- QUILOS.
- Quilos, foi isso o que eu disse. Devia ter uns 50 quilos e....

É fogo, eu passo o tempo todo provocando e fazendo charme pra ele, de todo jeito; não sei como o homem ainda não teve um patatraqui do coração, hahaha.
Agora, pior mesmo é que a criança observa essas gaiatices.

Acredita que outro dia ela me vira e:

- Mãe, eu vou subir quando for 10 e meia e aí...
- 9 e meia, Aimée.
- 9 e meia, foi isso que eu disse. E aí....

E depois riu toda serelepe.

Estou criando um monstrinho provocador! rs

5 comentários:

Juh** disse...

hahahaha tal mãe tal filha!!
beijocas

Anônimo disse...

A Memmé é SODA!

Ariane disse...

Vai criar um monstrinho! kkk

Daniel disse...

Acho que todos criamos monstrinhos, pois o que eles mais aprendem são as graças e palhaçadas primeiro.

Beijos

Daniel

Maela disse...

uahuahauhauauaha

Ontem fui na manicure, ela falava chinela, chamou a sapataria stiletto de stileta, chamou moto de motinha e deu apelido para todos os apetrechos de manicure. Lembrei de ti!