quinta-feira, 4 de outubro de 2007

O FILHO DOS OUTROS

Eu adoraria ser dessas mulheres supermeigas que amam TOOODAS as crianças do mundo. Acho essa qualidade bárbara. Infelizmente, ela não me pertence.

Os bebês são outros 500; amo todos; adoro bebê, tenho a maior paciência. Costumo dizer que sou muito "mamífera" em relação a bebês, levo jeito. Criança pequenininha também. Mas uma vez que começa a crescer, e desenvolver malícia de gente grande...

Tem crianças que eu gosto, e outras que não. Igualzinho aos adultos, sabe?
E ao mesmo tempo em que sou uma tia boazinha, sou bem rígida com a minha própria filha (o B diria "sem paciência". Ah, tá, então fica o dia todo em casa com ela, a semana toda, e vê a paciência que vc vai ter! ). Algumas coisas eu simplesmente não tolero em criança.

Criança mentirosa, comigo não se cria. Sem educação, também não. Bolas, se eu não aturo isso da minha filha, vou aturar dos outros??

Mas eu dei essa volta toda pra dizer o seguinte: tem amiguinhos da minha filha que eu gosto, e tem outros...
Hoje veio uma pra cá. Não é a "boazinha". É a que eu carinhosamente chamo de "anticristo".

Quando é a boazinha, tudo corre bem. Mas hoje, estava fadado a ser um dia daqueles.
Eu não sou grossa, eu não maltrato, quem me conhece sabe. Afinal, é filho dos outros. Mas eu levo alí, na linha. E eu não devo ser esse dragão todo também, porque afinal, ela sempre volta e me adora.

Eu estou no quarto e estou ouvindo elas conversarem enquanto fazem o dever. Memée pergunta como faz uma conta. A outra vira e diz: humm, não sei. Na dúvida, vamos apagar o exercício depois a gente fala pra tia que não copiou.

COMO ASSIM???? PEQUENA MELIANTE???

Minha filha não é nehuma santa, eu seria uma idiota se achasse que sim, mas se ela manda uma dessas, ía passar uma semana tomando esporro!
Eu entro no assunto na hora, chamo a atenção, digo que isso é errado, é trapaça. Ela ainda vira pra Aimée muito sonsa (como se eu não tivesse ouvido a conversa) e diz: "viu, eu não te falei que era pra gente não fazer isso?". Ganas de esganar, contar até 10 pra acalmar...

E o dia prossegue, com vários eventos como esse, um atrás do outro. e eu aqui pensando: "tanto trabalho pra educar a garota, pros outros na rua deseducarem". Me cansa.

9 comentários:

Dani disse...

Ai, cara, a Memée tem sempre uma amiguinha anticristo. Acho que vc atrai, hein?! hahahahah Não existe a possibilidade de dar uma cortada nessa amizade, não? Pô, essa garota faz uma pior que a outra...

Cinthya Rachel disse...

pra vc ver amiga, indole é indole. logico que muita se molda de acordo com a educação e o ambiente, mas essa atitude é da pessoa mesmo. concordo com vc.

Drica disse...

sou professora e isto é o q mais se vê...dá até uma tristeza... mas concordo com a Cinthya...indole é indole...

melindrosas disse...

iii concordo com vc...não gosto de toda criança do mundo não...bebês sim...mas criança? Nananina...e acho que quem diz que ama todas as crianças do mundo tá mentindo...

quem gosta daquelas pestes q se jogam no chão, cospem nas pessoas, batem, falam palavrões...só pai e mãe mesmo, assim mesmo decepcionados...

Eu ia querer devolver a amiguinha na hora! Ligava, Mãe...sua filha...vem pegar...se vira! rsrsrsrs

bjos

Cristina L. disse...

Putz, que horror, que praguinha dos infernos! E já começo a ter pesadelos com os amigos mal educados na festa de aniversário amanhã...

Mil Retalhos disse...

Elise, você sabe que eu sempre ensinei meu filho a dividir tudo...mas outro dia eu esqueci de mandar lanche na lancheira dele e você acredita que quando eu fui buscar ele na escola ele me falou todo choroso que nem um dos amiguinhos dele quis dividir o lanche com ele, nem os pequenininhos....Fiquei chocada....qual é a educação que as mães estão passando para os seus filhos nos dias de hoje???????? é como você falou...a gente ensina e os outros deseducam, porque agora, depois disso meu filho disse que não vai mais dividir nada com ninguém...

Helen disse...

Tá vendo, filho é papo tão sério... Que tipo de pessoa essa menina vai se tornar, né?

Elise disse...

Se tem uma coisa que eu não sou é "mãe de porta de escola", sabe? (pq eu tenho mais o que fazer da vida). E vivo me ferrando por isso.
Se vcs soubessem como andam as crianças hoje em dia, por causa dessas mães presente-omissas...

Aline T. H. disse...

Baby, concordo plenamente com vc, em tudo. Deve ser por isso que não consegui ser mãe (quem sabe um dia, mas acho que não vai ser nessa vida)... A criançada anda medonha, em sua maioria, e isso me assusta muito tb.

Beijocas.