segunda-feira, 10 de maio de 2010

SOBRE FAMÍLIA E "FAMÍLIA DE VERDADE"


E a natureza criou os laços de sangue, para impedir que você se voltasse imediatamente contra aquele bando de pessoas horríveis à sua volta...

O que é família? Família é aquela que você escolhe. São aqueles que realmente te amam, e admiram e protegem. No strings attached!
São aqueles que estão a seu lado por livre e expontânea vontade. Não por um acidente genético.

São aqueles que você elegeu. São os que realmente importam. Isso é família. O resto são... parentes. Nem isso. Não são nada. São pessoas biologicamente ligadas a você. Infelizmente.

Se você der sorte de alguém com afinidade genética a você ser uma pessoa boa, que te ama e que você ama, que sorte a sua!

Caso contrário, não se aflija - você não é mau por detestar aquelas pessoas horríveis, descontroladas, cheias de maluquices e desonestas.
Elas não controlam você. Elas não definem quem você é.

Seja impiedoso, para seu próprio bem. Pare com aquela culpa católico-romana arraigada. Não se sinta obrigado a conviver com eles. Você não deve nada a eles. Ninguém deve nada a ninguém - o bem que nos é feito, deveria ser feito de forma desinteressada. Não requer compensação. Não gera dívida. Senão não era realmente um bem.

Corte da sua vida quem te faz mal; não se deixe levar pela loucura dos outros. Não viva a infelicidade deles. Sua realidade distorcida e doentia. Corte-os. Sem dó. Onde está escrito que você é obrigado? Obrigado a lidar com essas pessoas? Que você é obrigado a amá-las? Amor se conquista - não é prerrogativa de sangue.
Tudo bem odiar alguém relacionado a você. Ou nem odiar - tudo bem não sentir NADA.

Aceitar as pessoas que o acaso te presenteia, só pra ter a sensação de não estar sozinho no mundo, é bobagem. Todos estamos.

Cerque-se. Cerque-se de pessoas boas, com bons corações. Com problemas, sim. Todos nós os temos. Mas pessoas que tentam. Que tentam ser boas. Que querem o melhor. Cujas qualidades superam os defeitos. Pessoas de bem. DO BEM. Que valem à pena.

E aí você terá uma família.

16 comentários:

Daniely Novo Kamaroff disse...

VC É DA FAMÍLIA FILÉ!!!!!!!!!!!!! BJS

Laura disse...

Elise, eu só posso concordar com tudo isso que vc escreveu.
Nunca tive esse problema de me sentir obrigada a gostar de pessoas da família. Sou vista como estranha por muita gente, mas tudo bem.
O que me incomoda mais é a família do marido mesmo. Já é difícil aturar a nossa, agora aturar família dos outros é dose!

Beijos!

modeurbaine disse...

Faço minhas as suas palavras.
Quando puder, dá uma passada no meu blog de comprinhas!
bjos
Silvia

Adriana Pereira disse...

Eu juro que tô tentando Gata, mas ainda não consegui...
Culpa é meu nome do meio. E eu acho que sempre estou devendo alguma coisa pra família.
Mas um dia eu aprendo. Valeu saber que eu não sou um monstro sem coração.
Beijos

Sophia disse...

Familia. Sempre tem alguma intriga ne? Eu mesma tive uma sabado. To chateada até agora. Mas depois de ler esse post, refleti muito e acho mesmo que nao sou obrigada a conviver com ninguem so porque nasci com laços sanguineos com ela. Pessos da muito mais longe, de pouco contato tem mais a ver comigo do que alguns desses estranhos que me cercam.
Obrigada!

Ariane disse...

Parece que você falou diretamente para mim!
Concordo em tudo!
Sou vista como estranha por muitos... mas é assim, não devo nada a eles!
bjos

Anônimo disse...

Cherie!
Concordo INTEIRAMENTE contigo!!Sei muito bem como é!Por experiencia propria e nada agradavel!
Mas...ISSO TAMBÉM PASSA!
Beijaskas!!
Cristiane G.

May disse...

sigo esse preceito à risca.mas confesso que ainda bate uma culpinha de não ter tido nenhuma vontade de ligar pra minha mãe ontem (e nem dia nenhum... nem pra ela e nem pra outras pessoas da "família"), e simplesmente ter mandado um sms pelo celular...
mas...infelizmente nem tudo é como gostaríamos que fosse.

beijas!

Marina Mattos disse...

Era tudo que eu precisava ouvir hoje!
Obrigada!
Posso por essas escritas no meu blog?
Encaixam perfeitamente em mim,no que preciso fazer...jogar fora essas pessoas que só jogam seus lixos na gente....tô farta delas!!!

Izabela disse...

Muita gente não coragem de dizer isso, muito menos colocar em prática essas palavras. Mas sabe de uma coisa? VOCÊ ESTÁ COBERTA DE RAZÃO!

Morri de rir da Laura aí em cima, falando da família do marido, rsrsrs.
Eu também não tenho a MÍNIMA paciência com a família do meu namorado.

Karla disse...

Concordo! A minha família tem defeitos e tal, mas sempre posso contar com ela. A família do meu marido é uó!!! Sério! Ele mesmo admite!Ficam emburrado por tudo, vivem cobrando atenção sendo que nunca deram e é um tal de "vcs devem isso, vcs tem a obrigação..." sério! Falam no plural,kkk.
Ninguém merece

Paula Brêda disse...

Nossa , até parece que vc falou para o meu marido, pois fomos ontem visitar a mãe dele e, que arrependimento! Ele pensa da mesma forma que vc. Família é a que a gente escolhe e gosta da gente. Tô começando a achar que é verdade!

Silvia Maria disse...

Onde eu assino?
Bjks

Renata Mel disse...

Mais uma vez você está certíssima Elise!
Quantas vezes eu já disse que vc precisa escrever um livro??!!!

No atual momento da minha vida, já que me mudei para Volta Redonda e estou looooonge da minha dita "família" não estou sentindo isso tão forte, porém quando morava ai no Rio pertinho deles, era uó. Assim q minha mãe faleceu e fui morar com minha avó e tias, morei lá dos 10 aos 18 anos... Hj querem jogar na minha cara o "bem" q me fizeram naquela época. Comigo não jacaré! Tanto q fui morar sozinha aos 19 anos...

Eu sinto nojo daquela falsidade, de todos fingirem se amar, se adorar, se dar bem e ao virar as costas só apontar os defeitos alheios!

Karolina disse...

É exatamente o que se passa comigo e é desta maneira que penso e ajo. Pra que sofrer à toa? Pensando e agindo desta forma a vida fica mais leve. Odeio cobranças... Bjs

paulo cesar disse...

Ola, ha´dois dias me separei de uma mulher muito boa, tem 2 filhas, uma casada que nao vive com ela, casca grossa, e outra menor que vai pelo mesmo caminho da maior, egoista, adora dinheiro, manipuladora e maltrata as coleguinhas, resmungona e mal humorada, chamei atençao varias vezes da mãe e proibi a presença dela nos nossos passeios, enfim, peguei minhas coisas e nao voltei mais lá. imaina um adulto com essas características lindas, né mesmo.