quinta-feira, 5 de agosto de 2010

I'M LATE! I'M LATE!



7:15 da manhã.
O interfone toca, toca...

7:15???

Merda, merda, merda... perdi a hora!
No interfone é o segurança avisando que a condução da criança cansou de esperar e foi embora.
Merda, merda, merda...

Corro pra chamar ela.
- Filha! Acorda! Perdi a hora! Vai querer continuar dormindo ou vai querer que eu te leve?

Ela deu um pulo da cama. Dia de educação física, ela não falta nem a pau.
Se ela pudesse, estaria no mantra do merda, merda, merda também; como não pode, escuto ela no banheiro "saco, saco, ai, mãe, que saco..."

Enfio a primeira roupa.
Ela pega a mochila e descemos.

Eu não penteei o cabelo. Nem lavei o rosto.
E quando chegamos na garagem, ela repara na minha roupa.
- Mãe, que vestido é esse???
- Ah, sei, lá. Estava escuro, enfiei o primeiro que vi pela frente... - aí começo a reparar no vestido - a vovó mandou esse vestido, que ela não queria mais... estava ao lado da cama...
- Mãe, SEU PEITO TÁ DE FORA!

Lembro automaticamente do post do sutiã. Tou ligada que deve ser alguma coisa kármica.
Acontece que a minha mãe mandou o vestido, e era pra eu dar. Não enfiar ele pela cabeça. Até porque a minha mãe tem peitinho, o vestido não cabe em mim nem de boa vontade! (não sei a quem puxei!)

Comecei a me contorcer dentro do vestido, o peito escapando, mas não dava tempo de trocar.
Pensei "ah, vou estar dentro do carro, vou deixar ela na porta, ninguém vai ver". Me lembrei quantas vezes minha mãe foi me levar de pijamas, ou buscar em festa de madrugada do mesmo jeito, e me convenço de que tudo bem.

Rá.

Sabe quando a gente SENTE que vai dar merda?
Eu sabia que ia dar.
Eu imaginei que fosse furar um pneu ou acabar a gasolina, e eu tinha saído sem bolsa e sem celular. E teria de andar de volta pra casa semi nua, descabelada, de chinelo e com frio. Ou coisa assim.
Mas Murphy foi mais light comigo.

Chego na porta da escola pra desovar a criança, dou aquela meia parada com o carro, ela desce, e quando eu acho que me livrei, é que reparo: o time das mães peruas está conversando BEM NA PORTA.
Eu nunca, nunca vou pra porta da escola. E podendo, evito me misturar com elas.
Dei uma abaixada me escondendo atrás do volante, tentei sair de fininho, mas uma das espírito de porco me viu e fez questão de VIR FALAR COMIGO. Logo hoje? Que estou assim lastimável? Pra virar fofoca na escola???
Merda, merda, merda...

Não conversei; fiz sinal com a mão de "tou com pressa", depois aquela clássica de telefone, como que dizendo "ligo depois" e VAZEI!
Ela ficou no meio do caminho, com cara de bunda mau humorada, e as outras meio de boca aberta, porque no meu "saída pela direita", eu subi no meio fio e esmaguei um canteiro, e quase atropelei um gnomo de cerâmica que enfeita a escola.

Certeza que foi tudo praga dos fabricantes de sutiã, por causa do post de anteontem, rsrsr.

PS: ainda não fiz o risoto; quando fizer, tiro foto pra mostrar pra vcs, ok? ;)

17 comentários:

Camila Monteiro disse...

uhauhauahuaha... e eu achando que sair de casa, de moto e no frio depois de ver minha irmã dormindo no quentinho era ruim...
Vc se supera a cada post!!!
Amooo teu blog!

Adrielle Anschau disse...

Putz guria, acho q a praga ta andando... Ontem eu tava assim! Fui sair de casa de manhã, atrasada e jah ia esquecendo tudo... tive q volta pra coloca comida pros gatos, ai tranquei eles em casa (p/ n fugirem pelo portao) e lembrei q tinha q coloca o lixo pra fora... voltei e um dos gatos escapou.. lah fui atras dele.. qdo conseguir pega e coloca pra dentro o outro fugiu.. ai jah tava puta e sai correndo atras dele feito uma louca(segurando o lixo)... quando fui coloca ele pra dentro de casa fechei a porta tao rapido que esqueci minha mão no meio do caminho e agora ela ta roxa. Fui buscar o outro saco de lixo, que fica do lado de fora e cortei meu dedo tentando tira a tampa, como tava frio minha mao tava dura e a outra machucada, ai acabei fazendo caca dps que cortei o dedo e derrubei TODO o lixo no chão. Estresse e deixei lah assim mesmo, foda-se se vai feder (n vo ta em ksa mesmo). Ai dps mais uma briga: fazer a moto pegar, pq com o frio q tava ela n ligava nem com reza brava... e minha moto n aceitar "dar tranco" pq ela soh liga com o freio acionado.. ateh q consegui fazer ela pegar e mei dei conta de que a luva tava em baixo do banco e pra abri preciso da chave, e pra isso ia ter q desliga a moto, resultado: vim pro serviço sem luva mesmo, com uma mao cortada e a outra roxa e ambas duras do frio e com mta dor!! Dia #fail do caramba viu!!!

Pety Nunes disse...

meu Deus....eu tbm já fui levar marido pro trabalho de pojama tbm.....kkk...mas nunca precisai passar por uma situação dessa

BilaCaldas disse...

Hilariante! Tô rindo até agora...Essas coisas acontecem para dar mais emoção ao dia a dia, para ter coisas inesperadas para contar.

Ariane disse...

É por isso que adoro o Salada!!!! Rolando de rir!
É a pior merda quando você perde hora! Sai correndo fazer qualquer coisa... e sai sem pentear cabelo, lavar o rosto ou sem escovar os dentes... tenho pânico de conversar com alguém sem escovar os dentes!!!

ni disse...

"Eu nunca, nunca vou pra porta da escola. E podendo, evito me misturar com elas."

HAHAHAHHAHAHAAHHA
Adoooooro
Tenho certeza que quando eu tiver filhos vou fazer a mesma coisa.

Rosângela Grub Costa disse...

AHAHAHAHAHHAHAHAH
HILÁRIO...AHAHAHAHAH

Juliana disse...

tomara, elise, que as mães do colégio não sejam leitoras do blog... kkkkk


Mas essa sua criança é muito certinha. Minha mãe jamais me deu a opção de não ir à escola, mas se desse, eu não iria mesmo! kkkkk

Maela disse...

Pior que isso só o Bob que foi na padaria de cuecas samba canção ( esqueceu que não estava de shorts ) e encontrou um cliente!
kkkkkkkk

Carol Ribeiro disse...

Putz Elise...tem dia que é melhor não sair da cama! É unir o inútil ao agradável: tá atrasada então melhor ficar de uma vez.
Mas confesso que ri muito! rsrsrs
Bjs

Bia disse...

Ri muito! Mas sabe, qual o problema em usar pijama? É roupa, poxa, tá cobrindo as partes pudentas, tá valendo! Eu sempre dou saidinhas rápidas vestida de um jeito bizarro, cabelo sem pentear, um caos...e vou rezando pra não encontrar ninguém! Claro que no dia em que eu tava mais mais mais pior de todas eu encontrei um paquera que puxou o maior papo. Homem as vezes nem repara, mas mulher não perdoa, imagino o que deve ter passado pela cabeça da perua!

Bia disse...

Ri muito! Mas sabe, qual o problema em usar pijama? É roupa, poxa, tá cobrindo as partes pudentas, tá valendo! Eu sempre dou saidinhas rápidas vestida de um jeito bizarro, cabelo sem pentear, um caos...e vou rezando pra não encontrar ninguém! Claro que no dia em que eu tava mais mais mais pior de todas eu encontrei um paquera que puxou o maior papo. Homem as vezes nem repara, mas mulher não perdoa, imagino o que deve ter passado pela cabeça da perua!

Luciana disse...

rolando de rir........ hahahahahaha... a barriga tá até doendo. Hilario

Paola Bracho disse...

Elise, querida, vc é um dos meus bálsamos diários...adoro!!!

Bjo!

Luciana disse...

Caraca!!!!

To dia tem um post mais engraçado do que o outrou.

Lais Rizzato disse...

Ah, Elise...Liga não, guria! Minha irmã já fez dessas, de levar minhas sobrinhas pro colégio e se esquecer que estava de pijama, roupão e chinelos de andar em casa...Detalhe: minha irmã é daquelas que prefere morrer seca a sair desleixada (nem que seja pra ir até a esquina, hehe).
Se um dia isso acontecer contigo, tu podes dizer que está fazendo a inglesa vitoriana (li uma vez que, na Inglaterra, durante a época vitoriana, os ricos e burgueses passavam praticamente metade do dia andando de pijama e robe dentro de casa, como um sinal de status que simbolizava que eles não precisavam sair de casa cedo pra trabalhar...Era chique, benhê!)XD
Beijos, querida!

Soraya disse...

Elise, estou rindo até agora! Um dia que eu saí toda mal ajambrada, dei de cara com um ex gatíssimo. ô, iferno. Fui eu que terminei, nem queria nada com ele mas me ver toda destruída foi o fim pra mim, hahaha!

E o gnomo semiatropelado foi ótimo. Adoro o salada, me acabo de rir.