quarta-feira, 31 de outubro de 2007

A POLÊMICA DO DIA


Porque hoje é halloween. (uma pausa pra respirar e escrever um pouco de polêmica no blog. Ok, o blog é meu, e quem não gostar da minha opinião, sorry, aquele botãozinho com um "x" lá em cima do monitor é serventia da casa)

Na minha corrida matinal, me deparei com o cartaz "Halloween é o cacete! Viva a cultura nacional", que todo ano uma "ong" nacionalista faz questão de pendurar pela cidade. (na sua cidade não rola? sorte a sua!)

É claro que isso não muda em nada minha vida, e no fato de eu ser anglófila (sou mesmo, dane-se). Mas existe uma coisa "ignorante" e até meio "naive", eu diria, sobre esse tipo de declaração que me incomoda e irrita.

Acho esse papo de querer boicotar halloween em prol da cultura nacional uma babaquice. E não por ser quem eu sou, e gostar do que gosto.

Pra começar que nós somos um país colonizado, e não colonizador, e como tal sofremos ao longo da história influências de vários outros povos (é claro, ou vc por acaso só anda de tanga e come mandioca??)

E depois que vc não precisa se abster de uma coisa, a fim de valorizar outra. Valorizar só porque é nacional é TÃO IGNORANTE quanto só gostar porque é de fora. É bairrista, é regionalismo infantil.

Goste ou desgoste por seu próprio gosto, e não por conta de um sentimento nacionalista.

E, na verdade, o que acontece é que essa estória contra o halloween é "gargantista", só pra inglês ver. Puro falso idealismo.

Quero ver alguém que boicota o halloween (porque é cultura de fora), boicotar também o natal (sim, o natal não é brasileiro, vc pensou o quê?!!) e a figura do papai noel. Boicotar a música estrangeira (porque conheço um monte de gente que ODEIA o halloween só pq é estrangeiro, mas adora uma musiquinha americana...), boicotar calça jeans (ou vc acha que foi invetada aqui, e que a moda foi lançada aqui?!!) e mais um monte de coisas.

Nós vivemos em um mundo globalizado (amém), que nos faz receber o melhor de cada cultura e povo. Por que cismar em ser 100% nacional? Isso existe? Quando eu encontrar alguém que é 100% nacional (mesmo, que não ouve música de fora, que não usa tecnologia de fora, que não come Mc donalds, abole o natal, e tudo que não seja daqui), aí ele vai poder vir com essa empáfia nacionalista com moral devida.

Ah, e pros "ANTI-ESTADOS UNIDOS", que cismam com o halloween porque é americano (e não porque é simplesmente estrangeiro), um aviso: o halloween, embora difundido lá, é CELTA , tá ligado????!!!! É a celebração da colheita e o dia da passagem dos mortos pela terra no sabá Sanhain.

Aprende aí, vai.

16 comentários:

Helen disse...

E a Ignorância ataca por todos os lados. Bocejo.

Já reparou como militante só sabe subtrair, não sabe somar?

Me cansa muito isso.

beijo!

Renata disse...

Apoiadíssima!
Na minha opinião, todos os radicalismos são ridículos!

monjh disse...

hum... sim, sempre exite o retardado que só quer reclamar, tal qual o proto-comunista que qer boicotar mc donld's mas não tira all star do pé. mas também existe costume regional e costume difundido no âmbito internacional.

aqui no brasil só vi crianças comemorarem dia de cosme e damião no interior (data festiva em setembro, onde a criançada, em teoria, iria às casas pedindo doces), e esta data é antiga. o grande "tcham" do halloween é a popularização que tomou pela própria divulgação (seja através de filmes, propagandas internacionais, etc). aqui no país, como disse, somos colonizados e, por tal, temos o costume de aglutinar tudo que vem de fora e sim, acabamos nos esquecemos dos costumes locais - dia do saci pererê é 31 de outubro, quase não há mais menção de lendas regionais, só de fora - mas nem por isso devemos nos abdicar de um costume estrangeiro ou valorizar o nacional: aí depende de como você encara tais fatos e os utiliza em sua vida.

em suma, não curto halloween por não gostar de alutinação de pssoas, e justamente por um dia santo ser tão bestializado (tal qual o natal o foi - até onde sei, era uma tradição germânica. nascimento de cristo foi colocado depois como tal data - a páscoa, o 1º de baril - comemoração francesa pra "dar trote" nos que ainda mantinham que o primeiro dia do ano era 1º de abril). e, também, por eu nã ser nem católico, nem judeu, nem celta, nem proto-revolucionário ao estilo francês.

*lembrete: esbat (no norte) é diferente de dia de todos os santos. dia de todos os santos foi colocado no mesmo dia pra aproveitar a comemoração, tal qual fizeram com o natal. e ainda prefiro acomemoração mexicana, onde o povo mantem a tradição de fantasias de caveiras pela comemoração do dia.*

Mil Retalhos disse...

Caramba, queria escrever assim.....Adoro vir aqui"!!!!

Carol disse...

Nada contra, sua opinião, mas convenhamos que Halloween é uma babaquice só...

Pq comemorar uma data que não faz o menor sentido para a nossa sociedade? Pq comemorar uma data que não tem o menor significado para nós brasileiros? Só pq somos colonizados?

Só falta vc achar natural e viável ante a globalização mundial que passemos a comemorar o 4 de julho, dia da independência americana!

Nem uma coisa nem outra. Nem radicalismo imbecil, nem abaixar a cabeça e aceitar (com a pseudo desculpa da globalização).

As comemorações devem ter NO MíNIMO um significado para a sociedade. Ou vai dizer que vc tá super feliz com a colheita que teve no último ano?

Na nossa cultura o dia dos mortos é comemorado dia 2/11, e as comemorações e tradições são distintas...

Enfim... nem 8 nem 80.

Cinthya Rachel disse...

ai ai... olha os comentários pegando fogo. bom, eu acho que cada um faz o que quer. se quer comemorar comemora, se não quer não comemora mas deixa quem quer comemorar.

Elise disse...

Helen, honey, *bocejo* tb!! rsrsrs

Monjh, olá. Obrigada por comentar. Que pena que vc não gosta...
Mas em relação ao Cosme Damião, aqui no Rio se comemora muito!! É bem legal, eu mesma dou doce há uns 10 anos, curto muito a brincadeira.

Carol, tudo bem? Olha só, primeiro devo dizer que rí uns 10 minutos com a parte em que vc pergunta se eu tou superfeliz com a colheita! rsrs.
Sério, embora fosse uma crítica, achei muito inteligente e divertido.

Pôxa, uma pena que vc não curte a festa, mas vc articulou muito bem a negativa. Ei, pode me criticar sempre que quiser!! Eu não estou acostumada a críticas assim bem feitas, normalmente só um monte de baboseiras sem o menor fundamento.

Mas..., continuo gostando do halloween mesmo assim, tá?! rsrs
Nada pessoal, mas é que pra mim uma festa, ou comemoração nesse caso, não tem que ter necessariamente raízes na minha cultura e formação não. Eu comemoro páscoa e não sou católica, comemoro natal e idem...
Assito American football, e quase nem é jogado no Brasil...

Gosto é fogo, fazer o quê? E eu simpatizo muito com o dia das bruxas, porque embora não faça sentido "emocional" e cultural conosco, brasileiros, é uma festa bacana, de terror (que eu gosto muito) e mais um motivo pra se fantasiar.

Nós somos bobos, reconheça: comemoramos o dia dos namorados, mesmo sabendo ser só um dia comercial, criado pelo mercado...
Viu, esse dia também não faz sentido, mas gostamos (espero que esse vc goste, hehe).

Enfim, finalmente devo dizer que embora seja brasileira sim, sou "globalizada" no sentido de que sou casada com um inglês (veja, raízes celtas na minha casa! rsrs), então a mistura de culturas está feita.

Espero que vc comente mais vezes, embora discorde de mim a respeito do halloween. Ah, mas com certeza devemos concordar sobre outras coisas,não?
Abraços,

Patricia disse...

Caramba, Carol!
Vc se empolgou!!! e se enrolou!!!
Precisa estudar mais...
Que diabos é isso de colheita?
O que os mortos têm com isso?
kkkkkkk!!!!!

Andréa Ramos disse...

Credo gente,deixa a molecada se fantasiar,brincar,bater nas portas e encher a cara de doce!!!!
Eu mesma estou aqui fazendo os saquinhos para distribuir hoje à noite aqui no meu condomínio.
Fico chocada com esse povo que critica demais e nada faz.
Doces e mais doces para todos!!!!
Beijos

Andréa Ramos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andréa Ramos disse...

Elise!!!Aproveita e dá uma olhadinha no meu blog o que eu postei hoje.
Foi totalmente sem intenção.Tinha até esquecido que hoje era dia de "COLHEITA".
Mostra para a piquininha,ela vai adorar.
Beijos

Drica disse...

nossa q polêmica por aqui! eu já tive uma postura mais contra esta data, mas atualmente penso q ela ode sim ser comemorada aqui desde q tbm tenhamos presente as datas nacionais, se bem q acredito q o motivo principal de quase todas as datas estarem tendo tanta importância seja o fato d q elas movimentam e mto o comércio.
Não comemoro o halloween, mas tbm não acho q seja um "pecado mortal" comemorar... não estou em cima do muro, mas na fase q estou acho o radicalismo d qualquer espécie uma coisa ignorante e sem fundamento!

Fabiano disse...

Ah, mermão, qualquer tipo de bairrismo cultural é coisa de viado. O Fabiano falou, então deve ser verdade. Eu até articularia a minha opinião... mas não vou. Quem me conhece sabe que eu sou foda.

Fabiano.

Renata R. disse...

Radicalismo é a porta da ignorância, né não?

Assino embaixo, Elise.

Carol disse...

Patrícia, acho que vc sequer leu o que a Elise escreveu... veja o último parágrafo do post dela que vc vai ver que quem precisa de um pouquinho de atenção é vc.

Cada um com seu cada qual... cada um comemora aquilo que quer, não é mesmo? Afinal, vivemos em uma democracia! Só acho que essa comemoração do halloween não tem a cara do Brasil, da nossa história.

É um direito meu pensar assim, como é um direito seu se fantasiar de bruxa (diaba, vampira, etc, etc) e sair por ai pedindo doce! :)

bjs

carol disse...

Elise,
comentei o comentário (ops!) da Patrícia e esqueci de comentar o seu :)
Gosto é gosto mesmo, e pronto. E devemos respeitar, afinal esse é o barato da Democracia.
Sou leitora nova do seu blog e acho ele super interessante, por isso achei válido comentar.
E bom humor sempre! Sem ele não dá pra viver, não é mesmo?!
bjs