sexta-feira, 31 de outubro de 2008

HAPPY HALLOWEEN (ESTÓRIAS DE FANTASMAS)


Chéries, então é halloween, e nada melhor para fazer nesse dia do que CONTAR ESTÓRIAS DE FANTASMAS.

Seja qual for sua religião, acreditando ou não, quase todo mundo já esbarrou no...desconhecido. Estranho, às vezes bizarro, mas quase sempre inexplicável. Pode ter sido um sonho, uma visão, uma intuição, um dejà vu, um arrepio na espinha, uma sensação esquisita.

Como uma das minhas outras ocupações é escrever estórias de terror, vou contar uma coisa que aconteceu comigo (deculpas àqueles que já ouviram essa estória 1 milhão de vezes!rsrsrs). O que foi, não sei. Mas que aconteceu...aconteceu.

"Quando a Memée tinha 1 ano e pouquinho, nós morávamos num apartamento muito, muito pequeno. Acho que o apartamento todo cabia na minha sala atual, rsrsrs. Então, da minúscula sala, havia um corredor de 3 passos, que dava no quarto.

Do sofá da sala, você via praticamente o apartamento todo, a não ser que estivesse muito no canto "de dentro" do mesmo. Esse apartamento era...esquisito. Nunca vi nada nele, mas sabe quando você se sente...desconfortável num lugar???

Era à noite, e a pequena estava brincando no chão, aos meus pés, e eu estava vendo tv, enquanto o B não chegava. Normal.

De repente, do nada, a menina dá um pulo, aos berros, e corre pro meu colo (ela nunca foi dada a esse tipo de histeria, nem bebê). Ela me agarrava com tanta força, sem querer olhar pro corredor, e apontava lá pro fundo dele (onde da onde eu estava, eu não via), e gritava:

- Mãe, o "bitcho", o "bitcho", o "BITCHO"...!!!!!!!!!!!!!

Na hora nem me liguei, achei que fosse uma barata, um mosquito, sei lá, mesmo a reação dela sendo meio exagerada (ela não costumava ter medo de bichos). E ela escondia o rosto em mim, e não queria nem por um decreto olhar pro corredor.

Então, não sei porque, não me perguntem, foi me dando um arrepio na espinha, e de repente EU não queria olhar no corredor, sabe? Me deu um cagaço tremendo! E eu já falei um zilhão de vezes aqui que sou corjosa; não tenho medo de barata, essas coisas.

Ela não se acalmava, e eu fiquei dura no sofá, sem querer me mexer, nem levantar nem nada. Aí eu comecei a conversar em voz BEM alta com ela (mas na verdade não estava falando com ela)

- Filha, não tem bicho aqui...AQUI SÓ MORA O PAPAI, A MAMÃE E A MEMÉE, NINGUÉM MAIS É BEM VINDO! (juro que falei isso, vocês conseguem imaginar? Eu, cética como sou? Sei lá da onde tirei a inspiração.)

E continuei falando "com ela", dizendo que não tinha mais ninguém ali, que se tivesse teria que ir embora, que aquela era a NOSSA casa etc.

Ela foi acalmando, acalmando....e depois de uns 20 minutos, eu relaxei, e ela também (mas não desceu do sofá, ficou bem na quina dele, onde se via o corredor até o final). E a gente distraiu com a tv.

Quando dei conta, peguei ela completamente alheia à minha presença. Olhando lá pro final do corredor.

Ela começou a balançar a cabeça pra cima e pra baixo, sabe quando a gente está concordando? Parecia nitidamente que ALGUÉM FALAVA COM ELA! Juro.

De repente, nesse movimento de concordar com a cabeça, ela começou a falar baixinho olhando fixo e cheia de atenção pro final do corredor:

- Tá...tá, tá bom. Tá, então tá.....TCHAU.

E COMEÇOU A ACENAR PRO CORREDOR!!!!!"

Peeps, nesse dia eu suei frio como nunca suei antes. Aconteceu exatamente como eu descrevi. Pode não ter sido absolutamente nada, mas só estando lá pra sentir, sabe?

Eu liguei pro B correndo, e disse pra ele largar tudo e vir pra casa. E não sai do sofá enquanto ele não chegou....

HAPPY HALLOWEEN PRA VOCÊS!!!

PS: fiquei toda arrepiada e com lágrimas nos olhos escrevendo isso agora.
PS2: se alguém tiver alguma estória boa pra contar....

19 comentários:

Renata disse...

*&%@#$@*&!!! Grrrrrrr!
Eu sou cagona! Eu tenho medo de estórias de terror! Eu me arrepiei toda com essa sua estória!! AAAAAAAAAh!
Agora vou passar o dia tentando esquecer!! rs!

beijos, querida! Happy Halloween pra vc tb!

Cinthya Rachel disse...

super acredito! ainda mais sendo espírita! se um dia vc se interessar em saber o que pode ter rolada na historia (tipo, com quem q a me tava conversando e concordando) da um grito que dou um help. beijo

Olly disse...

Tbm acredito, mesmo sendo cristã... os espíritos existem sim, a Biblia não nega isso m absoluto...
E crianças são mais ensíveis a eles...

beijos

Alexsandra Moreira disse...

Até eu me arrepiei Elise... E sou cristã...

Também me acho muito corajosa...

Um dia sonhei que estava com um namorado no maior amasso... até aí tudo bem, o detalhe é que ele tinha falecido a alguns meses. De repente acordei toda arrepiada e sentindo uma presença muito forte perto de mim... cheguei até a ouvi susurros...

Resultado, acordei orando e pedindo proteção para não sentir essas coisas...

Prissyrj disse...

Não gosto dessas coisas não....rsrs
Uma vez eu e minha prima dormindo no quarto da casa da minha madrinha na praia...aí, sabe se lá pq acordamos juntas, exatamente às 6 horas da manhã...mto doido, pq a gente tinha ido dormir tipo umas 3...Aí eu virei pra ela e disse: Caraca Mari, é muito cedo!
Ela: pois eh, imagina a hora que Zuleica( nossa outra prima) num acordou...
Aí eu: hã?
Ela: É, tava escuro ainda....eu a vi passando aí no corredor ...lôra, só pode ser ela....
Aí eu (qse chorando): Mariana...a porta tá fechada!

Foi sinistro...kd que eu queria dormir de novo naquele quarto?

Elise disse...

Ui, adorando as estórias de terror, rsrsrsrs.

Tadinha, fiquei com pena da Rê, rsrsrs (o b é ultra cagão com fantasma tb!!)

Cinthy, fiquei curiosa. Minha mãe e uma das minhas avós são espíritas. Embora eu não seja, já li muita coisa. Mas me conta aí o que vc acha, vai!!!
Beijas.

Ana Barros disse...

nossa, eu até que tenho bastante estória deste tipo, embora seja católica.
Uma vez vi uma fumaça estranha no corredor do ap onde morava com meus pais, e me deu um baita arrepio na espinha. Outra vez, neste mesmo ap, estava no quarto e ouvi meu pai abrindo a porta, fechando, andando até o escritório, sentando na cadeira... saí correndo do quarto para dar um abraço nele - e não tinha ninguém em casa comigo ! Gelei !!!
Outra vez tbém fiz a brincadeira da caneta com a minha irmã, e parece que o negócio não queria sair da caneta. Tínhamos aula de órgão, então apra acelerar o processo, perguntamos o que deveríamos fazer , e a "caneta" escreveu: CALAR A BOCA. Quase nos borramos de medo !

Renata R. disse...

Sou medrosa. Fiquei impressionada com sua história. Quer apostar quanto como vou acordar no meio da noite com ela na cabeça? E não vou ter coragem de abrir os olhos...

Ice Ice Baby disse...

eu já vi muita coisa qd eu era criança...depois q cresci eu no máximo sonho ou penso.

bjs chuchu

Milena disse...

Deus que me livre! Rá!
Mas olha: Cachorro vê tb né? A do meu irmão vive olhando para o nada e latindo... medo!

beijoooooo

Ana disse...

Eu sou católica e, pra mim, era indiferente, eu não tinha essa de "acredito" ou "não acredito"... até que uma colega de escritório - médium - viu um amigo da minha irmã, e o rapaz tinha morrido havia pouco tempo. Detalhe: ela não sabia sobre ele! Ela descreveu detalhes com precisão e ele até mandou um recado (que tinha tudo a ver) pra família... por mim. Como eu quis largar o emprego nessa época!!... Beijos!

May disse...

aaah
já me aconteceu muitoooo!
me lemnro de uma vez estar jantando de costas pra janela de casa. minha mãe sentada de frente pra mim, de repente, parei de comer e levantei os olhos (de frente pra janela, tinha um espelho), e tinha um homem encostado no parapeito da janela. Perguntei: mãe, vc tb tá vendo?!?!
ela disse: tô! ué, e vc tá vendo pelo espelho?
eu disse: tô!
aí ela falou: então deve estar desencarnado à pouco (todos somos espíritas em casa), pq não se vê espírito pelo espelho...
e aí, que ela se levantou, foi até a janela, conversou com o homem e ele sumiu.

e várias vezes já acordei se supetão de madrugada e sempre via uma mulher sentada ou na guarda, ou na beira da minha cama, ou ainda parada em pé na porta do meu quarto...

nossa, tem muuuuuitas estórias, até hoje eu vejo coisas...

nem ligo, pra mim já é habitual. só me incomoda quando me sinto mal, pq aí sei que tenho que botar pra correr! hahahah

trick or treat!!!!

beijo!

Elise disse...

Nooossa, só estória assombrosa!! hahaha
Adorei!!
Mas 'magina ficar conversando com aparição, afe, eu ía morrer de susto.

Priscila M.R. disse...

aii meu comentario sumiu hehe
entao... a coisa mais ASSOMBROSA nesta data que eu ouvi falar foi com a minha mãe e justo no dia que eu nasci. Ela disse que foi a coisa mais feia que ela ja viu na vida (ai credo). Isso pq ela e minha mãe. O unico dom paranormal que eu tenho é a habilidade de saber quem esta ligando no telefone e ainda pra evitar de atender hê.
Então... pequenos eventos volta e meia acontecem, mas nada muito assim.

Daniely Novo Kamaroff disse...

Eu vou me abster de fazer comentários das minhas estórias...pq a última foi muiiiito sinistra e vão pensar que sou maluca...rs
Bjks

karla dani disse...

ah não, daniely, conta aí! elise, depois disso n aconteceu mais nada naquele apartamento n? bjos!!!

Elise disse...

Karlinha, felizmente nada mais sinistro aconteceu; mas também não demoramos muito a mudar de lá ;) rsrsrs

Anônimo disse...

não é de assombrar,mas nos faz refletir(tem coisa a mais NESSA VIDA)...
quando cortei o cabelo da minha filha pela primeira vez(ele era muito claro),minha irmã ficou com pena e pegou um pouco pra guardar(e mostrar que ela foi quase uma alemã)rrsrsr.saiu do salão e algumas lojas depois entrou numa casa de umbanda e pediu um papel pra guardar o cabelo que estava caindo da mão dela.o rapaz da loja ao pegar o cabelo tomou choque ,foi pra trás assustado e perguntou de quem era o cabelo.quando minha irmã disse que era da sobrinha, ele olhou pra minha filha,olhou pro tio dono da loja e disse :tio ela é filha de iansan.o tio pegou no cabelo e chorou ...é ela é filha de iansan(acho que se escreve assim).detalhe ao escrever agora comecou a ventar e chover horrores faltou luz e tudo. tem que acreditar ou não tem???
outro fato que marcou,foi quando o pai dela foi assaltado e levaram os docs.ela rezou e pediu chorando muito a santa bárbara(iansan) que ajudasse .no dia seguinte ligaram da delegacia pra ir buscar os docs.
quem eu procuro? perguntei.
a pessoa do outro lado da linha respondeu: os documentos estão aos cuidados de BÁRBARA.fala sério né,tem que acreditar sim.
bjus
são tantas que escreveria um livro...

Anônimo disse...

È História e não estória!!! ;)