quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

SOBREVIVENDO À INFÂNCIA



Conversando sobre os presentes de natal da criança.
Eu pra ele:

- A gente tem que comprar EXATAMENTE o que ela pediu - não adianta comprar qualquer um, nem um parecido, tem que ser aquele....
- É, né?
- É. Esses pais que o filho pede uma coisa e que compram qualquer coisa por falta de atenção, não porque não podem, mas por falta de atenção, sabe como é... isso pode causar traumas permanentes - falei fazendo graça.

Ele fez cara de quem estava se lembrando de alguma coisa:

- Pois é.... quando eu era criança, uma vez eu pedi pra minha mãe uma FANTASIA DO SUPER-HOMEM de natal. Tava doido pela fantasia do Super-homem! Mas a minha mãe não encontrou e... me deu uma do ROBIN.

Eu não ri e fiquei em silêncio, esperando o que ele iria falar.
Ele continuou:

- Bom, não foi por falta de atenção, é que a fantasia do super-homem esgotou... antigamente era assim, os brinquedos às vezes acabavam perto do natal, e não tinha internet, essas coisas...
- É, era mesmo. Bom, pelo menos ela te deu outra fantasia.

Ele fez cara de revolta:

- PUTAQUEOPARIU, mas era a do ROBIN!!!
- ?
- Que pelo menos fosse a do BATMAN, né?! Era do Robin... e o Robin  é um VIADINHO! Caceta, eu peço a fantasia do herói mais macho que tem, que toma até bala no peito e recebo a do mais bicha, que a única coisa que toma é no....??!!!

Eu rolando de rir:

- CARALHO.... o Robin é praticamente a CONCUBINA DO BATMAN! Imagina ser sacaneado por causa da fantasia do Robin...?! Eu podia ser TRAUMATIZADO por causa dessa porra!!

Eu gargalhava. Ele completou:

- Aliás, caraca, eu SOU MUITO MACHO mesmo! Porque a minha mãe tentou me transformar num baitola de tudo que foi jeito! Só sendo muito macho mesmo pra ter sobrevivido, depois dela me mandar pra escola de calça BAGGY e com aquele cabelo ROMEUZINHO, tipo capacete, que ela cortava!  Putamerda!

SANTO TRAUMA, BATMAN!!! rsrsrsrs

14 comentários:

Nai Romero disse...

Hahaha!!! Coitado!!!

Mas ó, o que é cabelo romeuzinho? Nunca ouvi falar. rs

Eu nem sou tão velha, só tenho 23, e na minha época as barbies lançamento e outras coisas também acabavam o.O'
Meus pais compravam presente em novembro. rs

Bianca Ladyhawke disse...

Pois é... eu sempre ganhava tudo e um pouco mais, mas até hoje tenho ressentimento de não ter ganho uma "casinha de entrar dentro", daquelas de madeira de por no jardim pra brincar...hauahuhauhu deve ser por isso que eu sonho tanto com a minha própria casa =)

Beijão e feliz Natal!

Andréa disse...

Tô chorando de rir aqui.
Meu,ele é traumatizado mesmo!!!!!
Tadinho Elise,compra uma fantasia do super homem pra ele.
Se quiser eu vou na Ladeira Porto Geral e compro,juro.
Eu tava precisando dar essas gargalhadas mesmo.
Muito bom.
Beijas.

ni disse...

Eu tenho uma história de fantasia traumatizante pra contar também.. lá em casa somos eu e minha irmã, daí meu pai chega num belo dia do trabalho com duas fantasias compradas pra gente. Iguais. De que, vcs perguntam: Branca de neve? Magali? Moranguinho? Não, TARTARUGA NINJA. Com direito a espada e tudo.
Mas o pior foi que eu e minha irmã adoramos, devíamos ter o que, 4 anos e 7 anos, vestimos e ficamos lutando espada em casa.

Coisas de Mirela...... disse...

Kákákákákáká essa foi boa, são inumeras as situações complicadas que dariam longas horas de terapia, a infância é um cabo de guerra doque nós já somos e doque mamãe gostaria que fossemos.......aproveito pra desejar um Natal Maravilhoso em seu lar!!

Bj

Claudio Barretto disse...

É verdade Elise... antes tarde do que nunca. Compra uma fantasia pra ele agora de Natal e aproveita pra tirar uma foto e mostrar pra gente. A gente promete que não vai rir e vai apenas ver o lado psicológico da coisa :P

De trauma o meu foi com aquelas caixas enormes do Playmobil :/

mãe disse...

Pessoal, a Elise quis porque quis uma fantasia de saci pererê!
Ela era bem pequena e morávamos perto do Méier,e eu tive que subir a escadaria do Méier com ela pulando numa perna só e capuz na cabeça, e todo mundo pensando que eu era a mãe louca!!!

Falei, será que ela lembra? rsrsrs.
beijo,mãe

Rosângela Grub Costa disse...

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH...sem mais...ahahahaahhaa

Elise Machado disse...

E eu procurando presente de natal pra ele, né? rs

Mãe, EU LEMBRO! rsrs
Viu? As meninas normais queriam ser princesas... eu queria ser o SACI, HAHAHAHAHAH. Já era sintoma da minha falta de normalidade....rs

Mãe, vc tem que assinar "mãe da Elise", senão o povo não sabe que é vc ;)

Claudio Barretto disse...

Carácoles ao quadrado!!!!
Eu não sabia que a sua mãe lia o blog - putz e a gente escreve tanta bizarrice. hahahaha

Elise Machado disse...

Ela lê, rs.
Mas ela é minha mãe - adora as bizarrices, óbvio, hahahahaha. E morre de rir com os fãs apaixonados, rs.

Aliás, minha família toda deve ler escondido... porque vc acha que tem tanto anônimo me espinafrando? ;)

Thielly Zamorano disse...

Minha mãe tem trauma de marca, ela acha que tudo que é de marca é mega caro.
Ontem tinha uma promoção na Luigi Bertoli no shopping e eu liguei pra ela falando... mãe vou comprar uma camisa pro pai,aqui na luigi bertoli que cor vc quer?
Ai ela vira e fala, Thielly vc vai gastar uma fortuna com roupa?

Zara então??? vixi ela corre...

Quando eu era aborrecente eu queria um tenis Redley q todo mundo tinha, ela comprou um falso parecido.

O cumulo foi quando ela comprou uma bolsa falsa e a verdadeira que ela

Maria Helena disse...

Elise, eu sou uma das mães que traumatiza os filhos...rs* Semana passada fui levar o Heitor para ver o papai noel, quando chegou na vez dele ele: Mãe, cade a cartinha para eu entregar? E eu mais do que depressa respondi: Mandei por e-mail filhote... rs*
A cartinha em questão havia sido esquecida pela mãe esquizofrênica (ou seja, euzinha) na minha gaveta do escritório...

Mari Paes disse...

ahauhauhaua, ri demais da conta!

fantasia de robin é mto duvidosa mesmo uahauha