terça-feira, 4 de setembro de 2007

COQ AU VIN (OU, FRANGO AO VINHO IMPROVISADO)


Quando eu era criança, a minha mãe fazia frango ao vinho, e era um dia muito feliz pra mim, nunca vou esquecer o gostinho. Anos mais tarde, descobri o tal de "Coq au vin", que tem o mesmo princípio, mas é bem mais elaborado.

Tenha o nome que tiver, fica de lamber os beiços (como diria meu pai)

COMO EU FIZ:
Mole; usei sobrecoxas de frango (minha parte preferida), limpas e temperadas com sal, alho picado, cominho e pimenta-do-reino. Não tirei a pele não, porque acho que a carne fica meio seca.

Arrumei-as no pirex, adicionei cebola cortada em pedaços grandes e batatas rústicas (lavadas e cortadas com a casca), que eu gosto mais. Ah, untei o pirex com manteiga antes.

Coloquei um vinho tinto seco barato (digo barato, pq não me vai usar um vinho caro, que não faz a menor diferença; é desperdício) até cobrir o frango.

O grande lance desse frango é não ter pressa. Se assar rápido, fica sem graça, comum. Mas o meu ficou assando em fogo baixo (coberto com papel alumínio) por 1 hora e meia.

JURO que ficou muito melhor do que parece na foto, hehehe. É que quando ficou pronto, a fome era tanta que não teve tempo de rolar produção e tal.

Ficou desmanchando.....
Beijas.

5 comentários:

fezoca disse...

hmmm! meu estomago ate roncou... simples e delicioso. um beijo,

Cinthya Rachel disse...

Eu A M O batata assim!!!!!
Ainda bem que descobriram o gene da obesidade rsrsrsr

Elise disse...

Valeu, Fer!

Essa batata não é tudo??
Agora que descobriram o gene, dá pra comer um monte!!!rsrsrsrs

KRIKA disse...

Ai tortura! Eu aqui cheia de fome...

Bjs

mãe disse...

Esse franguinho é mesmo uma maravilha! Só que eu fazia com ele todo, cada um queria uma parte...
Fica derretendo mesmo...ai, ai...

beijo, mãe.